ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 4 de 4 resultado(s)

Busca por : EVANDRO LUIZ MITRI PARENTE

Reconstrução mamária após mastectomia contralateral profilática

RAIDEL DEUCHER RIBEIRO; EVANDRO LUIZ MITRI PARENTE
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(3):293-298 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: A indicação da mastectomia contralateral profilática (MCP) tem aumentado nos últimos anos nas pacientes fora do grupo de alto risco, apesar de seu benefício oncológico controverso em relação à sobrevida. A possibilidade da reconstrução mamária é um dos fatores mais importantes desse aumento. O objetivo é avaliar pacientes submetidas à MCP quanto às indicações e complicações após a reconstrução imediata.
Método: Avaliação das pacientes submetidas à reconstrução mamária imediata após mastectomia terapêutica e MCP quanto às indicações e complicações.
Resultados: Das 13 pacientes do estudo, apenas 4 apresentavam indicação de MCP por alto risco (forte história familiar). As outras indicações foram busca pela simetria, controle da ansiedade em relação à nova neoplasia e risco acumulado pela idade. Ocorreram apenas complicações menores, sem necessidade de reoperação em 4 das 13 pacientes (30,76%) e num total de 26 mamas reconstruídas foram registradas 8 complicações (30,76%).
Conclusão: A realização da MCP tem aumentado, sendo que as indicações transcendem o ponto de vista oncológico, com impacto direto na atuação do cirurgião plástico quanto aos aspectos que envolvem a reconstrução, tanto no planejamento quanto suas complicações.

Palavras-chave: Mastectomia subcutânea; Implante mamário; Neoplasias da mama; Complicações pós-operatórias; Fatores de risco; Mamoplastia

 

ABSTRACT

Introduction: Prophylactic contralateral mastectomy (PCM) has been increasingly indicated in recent years for patients outside of the high-risk group, although its cancer benefit in terms of survival remains controversial. The possibility of breast reconstruction is one of the most important factors for this indication. The objective of this study was to evaluate the indications and complications after immediate breast reconstruction in patients who underwent PCM.
Method: Indications and complications were evaluated in patients who underwent immediate breast reconstruction after therapeutic mastectomy and PCM.
Results: Of the 13 patients in the study, only 4 had a high-risk indication for PCM (strong family history). The other indications were desire for symmetry, control of anxiety related to neoplasm recurrence, and age-related risk. Only minor complications occurred, without a need for reoperation, in 4 of the 13 patients (30.76%). Eight complications (30.76%) in 26 reconstructed breasts were recorded.
Conclusion: The number of PCM procedures has been increasing and the indications transcend the oncological point of view, directly influencing the performance of plastic surgeons with respect to the planning and complications of breast reconstruction.

Keywords: Subcutaneous mastectomy; Breast implant; Breast neoplasms; Postoperative complications; Risk factors; Mammoplasty

 

Sutura de Parente: uma opção para estabilização lateral do implante da reconstrução mamária imediata

EVANDRO LUIZ MITRI PARENTE; LEANDRO SOARES GRANGEIRO; GIORGIO SANDINS BEZ BATTI; CARLO MOGNON MATTIELLO
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(Suppl.1):48-50 - 35ª Jornada Sul Brasileira de Cirurgia Plástica

PDF Português

RESUMO

Introdução: A reconstrução mamária imediata mudou a vida das pacientes submetidas a mastectomia. Inicialmente realizava-se o procedimento em dois estágios, com uso de expansores que eram trocados por implantes. Com o surgimento das telas, esse cenário mudou; sem elas o implante permanece com cobertura lateral pobre com possibilidade de migração.
Método: Descrição da técnica de sutura desenvolvida pelo autor para fornecer uma barreira para migração lateral do implante.
Resultados: O autor tem atingido sucesso na manutenção do posicionamento dos implantes com essa técnica.
Discussão: O uso de telas para cobertura inferolateral favorece o suporte e bom posicionamento do implante, porém elas ainda são caras para realidade brasileira. Por isso, a busca por opções para essa questão são imperativas.
Conclusão: O uso da sutura desenvolvida pelo autor tem bons resultados na manutenção da posição dos implantes.

Palavras-chave: Reconstrução; Mama; Implantes de mama

 

ABSTRACT

Introduction: Immediate breast reconstruction changed the lives of patients who underwent mastectomy. Initially, the procedure was performed in two stages, using expanders that were replaced by implants. With the appearance of the matrices, this scenario has changed. Without them, the implant remains with poor lateral coverage with possibility of migration.
Method: Description of a suture technique developed by the author to provide a barrier for lateral migration.
Results: the author has been successful in maintaining the positioning of implants with this technique.
Discussion: The use of screens for inferolateral coverage favors the support and good positioning of the implant, however they are still expensive for Brazilian reality. So the search for options for this issue is imperative.
Conclusions: The use of the suture developed by the author.

Keywords: Reconstruction; Breast; Breast implants

 

Uso de matriz sintética e biológica em reconstrução mamária imediata

Evandro Luiz Mitri Parente; Carlo Mognon Mattiello; Miguel Angel Rodriguez Silva; Jorge Bins Ely
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):141-144 - Membro Superior e Inferior

PDF Português

RESUMO

INTRODUÇÃO: No Brasil e no mundo, o câncer de mama é o mais incidente em mulheres. De todos os casos, aproximadamente, 20 são submetidos à reconstrução imediata. Desde que foi realizada pela primeira vez, a reconstrução mamária teve aprimoramentos, variando de uso de tecidos autólogos, expansores, implantes mamários e mais recentemente o uso de matrizes dérmicas e sintéticas. OBJETIVO: Relatar a experiência do autor com uso de matriz sintética e biológica na reconstrução mamária imediata. MÉTODOS: Análise descritiva dos dados por meio de revisão de prontuário; foi avaliado o perfil epidemiológico das pacientes e os resultados estético-funcionais, além das complicações. RESULTADOS: Foram analisadas 4 pacientes que foram submetidas à mastectomia por câncer de mama e reconstrução imediata em estágio único com uso de implantes mamários e matriz dérmica. A idade de 37,25 ± 8,53 anos, o tipo de câncer de mama prevalente foi carcinoma ductal invasor 2 (66,6%), em todos 3 casos com neoplasia foi realizada mastectomia radical (skin sparing), todas pacientes pós-mastectomia foram submetidas à colocação de prótese submuscular, uma delas colocou expansor e 2 implante mamário, perfil moderado, cujo tamanho variou de 330ml a 475ml. Do total, 3 pacientes usaram a matriz dérmica sintética absorvível (Gore®) e 1 paciente a matriz biológica de origem porcina (Strattice®); a indicação do uso da matriz foi principalmente para compor o revestimento e dar sustentação ao polo inferior da prótese. Apenas 1paciente fez radioterapia pós-operatória como terapia adjuvante devido a características patológicas da neoplasia que aumentavam risco de recorrência local; 2 delas fizeram quimioterapia perioperatória. Uma paciente apresentou seroma pós-operatório (subgrupo da tela sintética Gore®), que foi resolvido com punção simples. Não houve outras complicações como hematoma, extrusão ou infecção da prótese e matriz dérmica. Em todas pacientes, foram obtidos resultados satisfatórios (avaliação subjetiva). CONCLUSÃO: O uso de matriz dérmica do Brasil é incipiente, porém promissor. Acreditamos que o uso dessa tecnologia é importante num grupo de pacientes cuidadosamente selecionado para que o custo-benefício seja favorável. A experiência do autor mostra bons resultados. Para avaliação da incidência/complicação, necessitamos mais casos e maior seguimento.

Palavras-chave: Reabilitação; Mamoplastia; Mastectomia.

 

Avaliação da qualidade de vida em pacientes submetidas à reconstrução mamária no Mutirão Nacional da SBCP ano de 2016 em Santa Catarina

Caio Pundek Garcia; Daniel Ongaratto Barazzetti; Natália Biancha Rendón; Evandro Luiz Mitri Parente; Zulmar Antonio Accioli de Vasconcellos; Jorge Bins Ely
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):172-175 - Tronco I

PDF Português

RESUMO

INTRODUÇÃO: A reconstrução mamária tem por objetivo restabelecer a estética corporal e melhorar a autoimagem da paciente. OBJETIVO: O presente estudo analisa a qualidade de vida em pacientes submetidas à reconstrução mamária no mutirão nacional da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) ano de 2016, em Santa Catarina. MÉTODOS: Estudo transversal, descritivo, de uma série do Hospital Universitário Polydoro Ernani de São Thiago HU/UFSC de cirurgias reconstrutivas pós-mastectomia. A qualidade de vida foi avaliada pelo questionário WHOQOLbref proposto pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Resultados: Pontuação total de 65,71 na escala de 0-100 para o grupo pesquisado. O domínio psicológico apresentou maior pontuação (71,81) e o domínio ambiente, a pior pontuação (60,31). Sobre as melhores pontuações temos: mobilidade (82,86), autoestima (82,81), ambiente do lar (77,86) e espiritualidade/religião/crenças pessoais (75,71). CONCLUSÃO: Reconstruir a mama possibilita à mulher mastectomizada ou com indicação de mastectomia incorporar ao tratamento do câncer de mama conceitos de qualidade de vida, de integridade, com preservação da autoimagem e, consequentemente, um processo de reabilitação menos traumático, trazendo benefícios físicos, psicológicos e sociais.

Palavras-chave: Qualidade de vida; Mamoplastia; Mastectomia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons