ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Print: 1983-5175

Showing of 1 until 3 from 3 result(s)

Search for : Merimar Maria Chequim

Brazilian Journal of Plastic Surgery: analysis of articles published between 2010-2019

Murilo Sgarbi Secanho; Isabella Dalsico Silva; Merimar Maria Chequim; Ana Beatriz Pedroso Maciel de-Oliveira; Balduino Ferreira de Menezes; Aristides Augusto Palhares-Neto
Rev. Bras. Cir. Plást. 2021;36(4):374-381 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: The Brazilian Journal of Plastic Surgery (RBCP - Revista Brasileira de Cirurgia Plástica)is the Brazilian Society of Plastic Surgery (SBCP - Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) official publication and will complete 35 years of existence in 2021. During this period, few articles analyzed the content published by the journal. This work aims to carry out an analysis of articles published in RBCP between 2010 and 2019.
Methods: Descriptive retrospective analysis of articles published in RBCP between 2010 and 2019. Inclusion criteria were articles present in the analyzed issues, of the type “Original Article,” “Review Article,” and “Case Report,” and not be a supplement edition.
Results: A total of 1,107 articles were evaluated, of which 931 were included in the study; 700 “Original Articles” (75.2%), 66 “Review Articles” (7%) and 165 (17.8%) “Case Reports.” 3. 012 (73%) males and 1,108 (27%) females among the authors. Nine hundred fourteen articles were produced in Brazil. Of these, 577 (63.1%) in services accredited by Department of Education and Accredited Services (DESC - Departamento de Ensino e Serviços Credenciados) and 337 (36.9%) in non-accredited services. The main themes were aesthetics with 379 (40.7%) articles, followed by head and neck reconstruction with 115 (12.3%) and basic and experimental science with 114 (12.2%) publications.
Conclusion: The data presented in this article allow a descriptive analysis of the RBCP. There is a need to intensify the publication of original articles and to discuss the search for gender equality in publications. Institutions that train residents to play an important role in national scientific production and scientific participation during training must be encouraged.

Keywords: Periodic publication; Plastic surgery; Bibliometrics; Scientific and technical publications; Journal artic

 

RESUMO

Introdução: A Revista Brasileira de Cirurgia Plástica (RBCP) é a publicação oficial da Sociedade Brasileira de Cirurgias Plástica (SBCP) e completará em 2021, 35 anos de existência. Neste período, poucos artigos realizaram uma análise do conteúdo publicado pela revista. O objetivo deste trabalho é realizar uma análise dos artigos publicados na RBCP entre os anos de 2010 a 2019.
Métodos: Análise retrospectiva descritiva dos artigos publicados na RBCP entre os anos de 2010 a 2019. Os critérios de inclusão foram artigos presentes nos números analisados, do tipo “Artigo Original”, “Artigo de Revisão” e “Relato de Caso”, e não ser de edição suplemento.
Resultados: No total foram avaliados 1.107 artigos, destes 931 foram incluídos no estudo; 700 “Artigos Originais” (75,2%), 66 “Artigos de Revisão” (7%) e 165 (17,8%) “Relatos de Caso”. Dentre os autores, 3.012 (73%) do sexo masculino e 1.108 (27 %) do sexo feminino. 914 artigos foram produzidos no Brasil, destes 577 (63,1%) em serviços credenciados no DESC e 337 (36,9%) em não credenciados. Os principais temas foram estéticos com 379 (40,7%) artigos, seguido por reconstrução de cabeça e pescoço com 115 (12,3%) e ciência básica e experimental com 114 (12,2%) publicações.
Conclusão: Os dados apresentados neste artigo permitem uma análise descritiva sobre a RBCP. Há a necessidade de intensificar a publicação de artigos originais, de discutir a busca por equidade de gêneros nas publicações. As instituições formadoras de residentes apresentam papel importante na produção científica nacional e a participação científica durante a formação tem que ser estimulada.

Palavras-chave: Publicação periódica; Cirurgia plástica; Bibliometria; Publicações científicas e técnicas; Artigo de jornal.

 

Clinical-epidemiological analysis of HIV positive patients hospitalized in a Burn Therapy Unit

Murilo Sgarbi Secanho; Balduino Ferreira de Menezes; Ana Beatriz Pedroso Maciel de Oliveira; Merimar Maria Chequim; Laisa Brandão Carvalho; Weber Ribolli Moragas; Cristiane Rocha; Aristides Augusto Palhares
Rev. Bras. Cir. Plást. 2022;37(2):199-203 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: HIV infection and burns are common public health issues, especially in low- and middle-income countries. There is a paucity in the literature evaluating the epidemiology of burns hospitalization in HIV patients. This study aims to evaluate the clinical and epidemiological profile of HIV-positive patients hospitalized in a Burn Therapy Unit.
Methods: A retrospective analysis of burn patients diagnosed with HIV was performed at the Therapy Unit of the State Hospital of Bauru between 2008 and 2018.
Results: 2,364 medical records were reviewed, and 14 (0.6%) patients were diagnosed with HIV. The mean age was 43.1 years. Regarding gender, nine (64.3%) were male, and five (35.7%) were female. The most common mechanism was direct flame in 11 (78.7%) cases. The etiology was alcohol (42.9%) in six patients, in three explosions (21. 5%), and the others were gasoline, cigarettes and contact with exhaustion, all with one (7.1%) case. When the cause of these burns was evaluated, nine (64.3%) were due to accidents, either at work or home, two (14.3%) for attempted murder, one (7.1%) self-extermination, and two (14.3%) cases had no information. Regarding total burn surface area, five (37.5%) had burns of 0-10%, three (21.4%) 11-20% and five (35.7%) greater than 20%, and one was unknown. Four (28.6%) showed airway lesions. Two (14.3%) patients died.
Conclusion: The prevalence of burned HIV-positive patients admitted to a specialized unit for this treatment is like the national one, with similar characteristics concerning age and gender.

Keywords: Burns; HIV Infections; Public Health; Epidemiology; Prevalence; Burn units.

 

RESUMO

Introdução: A infecção pelo HIV e as queimaduras são um problema comum de saúde pública, principalmente em países de baixa e média renda. Há uma escassez na literatura sobre a epidemiologia de pacientes HIV positivos hospitalizados em unidades de queimados. O objetivo deste estudo é avaliar dados clínicoepidemiológicos de pacientes HIV positivos internados em uma Unidade de Terapia de Queimaduras.
Métodos: Realizada análise retrospectiva de pacientes com diagnóstico de HIV internados na Unidade de Terapia de Queimados do Hospital Estadual de Bauru entre os anos de 2008 e 2018.
Resultados: No total, foram revisados 2364 prontuários e encontrados 14 (0,6%) pacientes com diagnóstico de HIV. A idade média foi 43,1 anos. Quanto ao gênero, nove (64,3%) eram masculinos e cinco (35,7%) femininos. O mecanismo mais comum foi por chama direta em 11 (78,7%) casos. A etiologia foi álcool (42,9%) em seis pacientes, em três explosão (21,5%) e os demais foram gasolina, cigarro e contato com escapamento, todos com um (7,1%) caso. A causa mais comum foi acidente, em nove (64,3%) casos, dois (14,3%) tentativa de homicídio, um (7,1%) autoextermínio e dois (14,3%) casos sem informação. Em relação à superfície corporal queimada (%SCQ), cinco (37,5%) apresentavam queimaduras de 0-10%, três (21,4%) de 11-20% e cinco (35,7%) maiores que 20%, e em um era desconhecida. Quatro (28,6%) apresentaram lesões de vias aéreas. Dois (14,3%) pacientes foram a óbito.
Conclusão: A prevalência de pacientes HIV positivos queimados internados em uma unidade especializada para este tratamento se assemelha à nacional, com características semelhantes em relação a idade e gênero.

Palavras-chave: Queimaduras; Infecções por HIV; Saúde pública; Epidemiologia; Prevalência; Unidades de queimados

 

HIV, plastic surgery and Brazil: a narrative review

Murilo Sgarbi Secanho; Balduino Ferreira de Menezes; Laisa Brandão Carvalho; Ana Beatriz Pedroso Maciel De-Oliveira; Merimar Maria Chequim; Isabella Dalsico Silva; Aristides Augusto Palhares
Rev. Bras. Cir. Plást. 2021;36(3):309-314 - Review Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Brazil presents one of the best HIV programs globally, and one of the characteristics of this approach is multidisciplinarity, where plastic surgery is involved.
Objective: To conduct a non-systematic review of what has already been published on HIV by Brazilian plastic surgeons, analyzing the main themes studied. Methods: Research at PubMed, EMBASE, MEDLINE, LILACS, SciELO, Revista Brasileira de Cirurgia Plástica with the following terms: "plastic surgery HIV", "plastic surgery AIDS", "HIV plastic surgery", "AIDS plastic surgery", "HIV" and "AIDS.
Results: We found 862 articles, and after selecting those written by Brazilian plastic surgeons, we reached a final number of 15, produced by 10 institutions from 5 Brazilian states. The most addressed theme was lipodystrophy in 13 publications.
Discussion: From the selected articles, it is clear the concentration in the Southeast region. The most addressed theme was lipodystrophy, and the articles on it were published after ordinance GM/MS 2582. Areas such as skin cancer, genetics and surgery for gender reassignment have not been published, although there is already content related to HIV and plastic surgery in other countries. Conclusion: Despite quality publications, there are still areas in which Brazilian plastic surgery research needs to explore concerning HIV/AIDS.

Keywords: HIV; HIV-associated lipodystrophy syndrome; Ethics; Plastic surgery; Review, review.

 

RESUMO

Introdução: O Brasil apresenta um dos melhores programas de combate ao HIV do mundo e uma das características dessa abordagem é a multidisciplinaridade, onde a cirurgia plástica está envolvida. Objetivo: Realizar uma revisão não sistemática do que já foi publicado sobre HIV por cirurgiões plásticos brasileiros, analisando os principais temas estudados.
Métodos: Pesquisas no PubMED, EMBASE, MEDLINE, LILACS, SciELO, Revista Brasileira de Cirurgia Plástica com os seguintes termos: "plastic surgery HIV", "plastic surgery AIDS", "HIV cirurgia plástica", "AIDS cirurgia plástica", "HIV" e "AIDS.
Resultados: No total encontramos 862 artigos e após selecionar os escritos por cirurgiões plástico brasileiros, chegamos a um número final de 15, produzidos por 10 instituições de 5 estados brasileiros. O tema mais abordado foi lipodistrofia em 13 publicações. Discussão: Dos artigos selecionados, fica clara a concentração na região Sudeste. O tema mais abordado foi a lipodistrofia e os artigos sobre este foram publicados posteriores à Portaria GM/MS 2582. Áreas como neoplasia cutânea, genética e cirurgia para mudança de sexo não foram alvos de publicações, embora em outros países já haja conteúdo relacionado a HIV e cirurgia plástica produzido.
Conclusão: Apesar de publicações de qualidade ainda há áreas em que a pesquisa da cirurgia plástica brasileira necessita explorar em relação ao HIV/AIDS.

Palavras-chave: HIV; Síndrome de lipodistrofia associada ao HIV; Ética; Cirurgia plástica; Revisão

 

Indexers

Licença Creative Commons All scientific articles published at www.rbcp.org.br are licensed under a Creative Commons license