ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 3 de 3 resultado(s)

Busca por : Vinícius Melgaço de Castro

Avaliação do Trauma Bucomaxilofacial no Hospital Maria Amélia Lins da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais

Fernando Henrique Oliveira Carmo Rodrigues, Etienne Soares de Miranda, Vítor Eduardo de Menezes e Souza, Vinícius Melgaço de Castro, Davidson Rodarte Félix de Oliveira, Carlos Eduardo Guimarães Leão
Rev. Bras. Cir. Plást. 2006;21(4):211-216 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: A incidência de lesões traumáticas localizadas na face é elevada comparada a injúrias em outras áreas. O Hospital Maria Amélia Lins da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (FHEMIG) é referência para o atendimento de vítimas de trauma bucomaxilofacial em Belo Horizonte. Objetivo: O principal objetivo desse trabalho foi verificar características epidemiológicas, etiológicas, socioeconômicas e terapêuticas do trauma bucomaxilofacial em pacientes atendidos nesta instituição. Método: Foi realizada análise retrospectiva de prontuários de pacientes, durante o período de 2004 e 2005, além de entrevista prospectiva e randomizada de pacientes atendidos em 2006. Os dados coletados foram descritos em valores absolutos e porcentagens. O teste qui-quadrado foi utilizado para comparar o sexo e a idade dos pacientes, sendo considerado significante um p-valor < 0,05. Resultados: A etiologia do trauma facial foi, nesta ordem, acidentes de trânsito, agressões e quedas. Houve uma prevalência masculina de 4:1, com predomínio de pacientes entre 20 e 29 anos. Com relação à cor da pele, houve prevalência de leucodérmicos, seguidos de feodérmicos e melanodérmicos. Os tipos de lesões mais encontradas foram fraturas de nariz, de mandíbula, de complexo zigomático e de maxila. O tempo de permanência hospitalar variou de 0 a 14 dias. O tratamento utilizado não diferiu do preconizado na literatura. A maioria dos pacientes apresentava baixa condição social e uma saúde bucal ruim, entretanto, isso não afetou de maneira significativa o tratamento. Conclusão: As características dos pacientes do Hospital Maria Amélia Lins com trauma bucomaxilofacial assemelham-se às descritas na literatura.

Palavras-chave: Traumatismos maxilofaciais, cirurgia. Ossos faciais, lesões. Traumatismos mandibulares

 

ABSTRACT

Introduction: The incidence of traumatic injuries located in the face is higher than injuries in other body areas. The Hospital Maria Amélia Lins of the Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (FHEMIG) is reference for the attendance of the victims of maxillofacial traumas in Belo Horizonte. Objective: The main goal of the present work is to verify epidemiologic, etiologic, social-economic and therapeutic characteristics of maxillofacial trauma in patients treated in this institution. Method: The data were evaluated through retrospective analysis of patient charts, during the period of 2004 to 2005, including prospective, randomized interview with patients in 2006. Absolute values and percentages were described. The qui-quadrado test was utilized to compare sex and age of the patients with level of significance of 5% (p < 0.05). Results: The facial trauma etiology was in this order traffic accidents, personal violence and falls. It was observed male prevalence of 4 to 1, with ages around 20 to 29 years. In order, their skin color were white, colored and black. The most frequent lesions were nasal fracture, mandibular fracture, zigomatic complex fracture and maxillary fracture. The hospitalar permanence varied of 0 to 14 days. The treatment was similar to the preconized in the literature. Most of the patients had a low social status and a bad oral care. However, it did not affect significantly their treatment. Conclusion: The characteristics of the patients with maxillofacial trauma at the Hospital Maria Amélia Lins - FHEMIG are similar to those described in the literature.

Keywords: Maxillofacial injuries, surgery. Facial bones, injuries. Mandibular injuries

 

Evolução da posição do complexo aréolo-mamilar e da extensão das cicatrizes após mamoplastia redutora com retalho de pedículo inferior areolado

Helena Regina de Brito Lima Boechat; Fernando Henrique Oliveira Carmo Rodrigues; Etienne Soares de Miranda; Vinícius Melgaço de Castro; Vítor Eduardo de Menezes e Souza; Carlos Eduardo Guimarães Leão
Rev. Bras. Cir. Plást. 2008;23(3):167-172 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: O objetivo deste trabalho é propor um modelo de avaliação da evolução das mamas após mamoplastia redutora. Método: Foram avaliadas 40 pacientes submetidas a mamoplastia redutora com utilização do retalho areolado de pedículo inferior. Foram medidas as distâncias da fúrcula esternal ao mamilo (FM), do mamilo ao sulco submamário (MS), além da extensão da cicatrizes horizontal (CH) e vertical (CV). Para a análise estatística foi utilizado o teste t pareado e foram considerados significativos valores correspondentes para p<0,05. Resultados: FM aumentou paulatinamente a partir do 6o mês, já MS foi maior a partir do 30o dia e ascendeu de maneira gradual. CH evoluiu ao acaso e CV aumentou de forma regular a partir do 30o dia. Conclusão: Em técnicas que utilizam o pedículo de base inferior, o componente vertical da cicatriz deve ser o menor possível, visto que esse se alonga muito no decorrer do tempo.

Palavras-chave: Mamoplastia. Mama/cirurgia. Hipertrofia. Retalhos cirúrgicos.

 

ABSTRACT

Introduction: The objective of the present work is to propose a long-term evaluation model of the breasts after reduction mammaplasty. Method: Forty patients who underwent reduction mammaplasty using an inferior pedicle technique were evaluated. Supraesternal notch-to-nipple (SNN) and nipple-to-inframammary fold (NIF) distances in addition to horizontal scar (HS) and vertical scar (VS) lengths were measured. Paired T-test was utilized for statistic analyses, with significant values for p<0.05. Results: SNN increased slowly after the sixth postoperative month. However, NIF was longer since the first postoperative month and it rose quickly. Although VS augmented steadily after the first postoperative month, HS followed in random. Conclusion: In inferior pedicle flap techniques the vertical part of the scar should be the smallest possible in order to prevent further stretching.

Keywords: Mammaplasty. Breast/surgery. Hypertrophy. Surgical flaps.

 

Reconstrução Mamária em Paciente com Síndrome de Poland e Situs Inversus Totalis: Relato de Caso

Cláudio Salum Castro, Renato T. Garcia, Vinicius Melgaço de Castro, Vitor Eduardo de Menezes e Souza, Carlos Eduardo Leão
Rev. Bras. Cir. Plást. 2007;22(4):261-265 - Relatos de Caso

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Os autores preconizam um tratamento eficaz para a solução das má formações mamárias (Síndrome de Poland), na presença de situs inversus totalis. A técnica utilizada é empregada na rotina do cirurgião plástico, não exigindo hospital de grande porte, nem tempo de internação prolongado. O uso de expansor de tecido mamário e a colocação de prótese definitiva foram as soluções que achamos adequadas para a correção da deformidade.

Palavras-chave: Síndrome de Poland. Mama, anormalidades. Mamoplastia. Situs inversus

 

ABSTRACT

The authors praise an efficient treatment for the solution of mammary malformation (Poland's Syndrome), with the situs inversus totalis. The technique employed was the one used in a plastic surgeon's routine, without need of special hospital facilities or any longer time of internment. The use of the expansor of mammary tissue and the placing of a permanent prosthesis were the solution, which we found suitable for correcting the deformities above mentioned.

Keywords: Poland syndrome, surgery. Breast, abnormalities. Mammaplasty. Situs inversus

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons