ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Print: 1983-5175

Previous Article Next Article

Body and Chest - Year 2012 - Volume 27 - (3 Suppl.1)

INTRODUÇÃO

O monte pubiano (monte de Vênus) é uma elevação, na porção mais superior da vulva, entre o abdome e a comissura vulvar, composta por gordura, que recobre a sínfise púbica, cuja pele é recoberta por pelos. A obesidade, a perda de peso maciça e a idade causam alterações no volume, nas dimensões e na projeção, gerando protrusão e ptose do monte pubiano, podendo ser perceptíveis mesmo sob a roupa, gerando desconforto e constrangimento físico-social para os pacientes. Tais alterações acometem ambos os sexos e tornam-se mais evidentes após a realização da abdominoplastia, que remove o avental de pele flácida que recobria a área púbica total ou parcialmente. Apesar de a grande maioria dos cirurgiões plásticos se ater a essas alterações e realizar sua correção, não há muitos relatos específicos determinando uma classificação e estratégia de tratamento. Neste trabalho, demonstramos resultados de pacientes submetidos à correção das deformidades do monte pubiano baseados na classificação e estratégia de tratamento proposto por El-Khatib, promovendo o rejuvenescimento e correção dessas deformidades.


OBJETIVO

Classificar e determinar uma estratégia de tratamento para as deformidades do monte pubiano.


MÉTODO

Foram realizados procedimentos de lipoabdominoplastias e correção das deformidades do monte pubiano, conforme proposto por El-Khatib, em 23 pacientes, no Hospital Defeitos da Face - Cruz Vermelha Brasileira, no período de outubro de 2011 a junho de 2012. Foram incluídos todos pacientes que se queixavam do aspecto estético do monte de Vênus, sendo estes classificados e tratados de acordo com o proposto por El-Khatib: onde Grau I: monte pubiano com protrusão suave, com mínima ou nenhuma cobertura da genitália externa, tratado através de lipoaspiração; Grau II: monte pubiano com protrusão moderada e cobertura parcial da genitália externa, tendo como tratamento proposto lipoaspiração associada a lipectomia via aberta; Grau III: monte pubiano com protrusão e ptose, com cobertura total da genitália externa, tratado por lipoaspiração, lipectomia via aberta e suspensão dermofascial com sutura e possível excisão vertical em cunha; Grau IV: monte pubiano sem protrusão, com ptose cobrindo parcial ou completamente a genitália externa, sendo tratado por meio de lipectomia via aberta e suspensão dermofascial com sutura na bainha do músculo reto e excisão vertical em cunha. Avaliação pré e pós-operatória da paciente foi baseada na extensão da exposição da genitália externa.


RESULTADOS

Os pacientes classificados como Grau I e Grau II foram submetidos a lipoaspiração e lipectomia, apresentando resultados muito satisfatórios. Os pacientes Grau III e IV, submetidos a suspensão cutâneo-fascial, demonstraram redução do monte pubiano e retração da pele. Não houve caso de necrose ou epidermólise, nem presença de deiscência ou infecção local da ferida operatória. O edema pós-operatório no monte pubiano esteve presente em 9 pacientes, sendo resolvido apenas com utilização de cintas compressivas. Os resultados estéticos foram altamente satisfatórios, sendo relatada por todos os pacientes melhoria das atividades diárias, que incluem a higiene pessoal e o exercício físico. A comparação das fotos pré e pós-operatórias demonstram o grau de suspensão do monte pubiano, avaliando a exposição da genitália externa e o volume do monte pubiano.


CONCLUSÃO

A classificação e a estratégia de tratamento proposto por El-Khatib demonstraram-se tecnicamente simples, podendo ser executados de maneira rotineira nos pacientes, submetidos aos procedimentos de lipoabdominoplastia com queixa de alterações estéticas na região pubiana. Tais técnicas já são conhecidas pelos cirurgiões plásticos, e são facilmente reproduzidas, e promovem bons resultados para os pacientes, melhorando sua qualidade de vida.

 

Previous Article Back to Top Next Article

Indexers

Licença Creative Commons All scientific articles published at www.rbcp.org.br are licensed under a Creative Commons license