ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Print: 1983-5175

Showing of 1 until 20 from 340 result(s)

Search for : Retalhos cirúrgicos; Umbigo; Cicatriz

Free tissue transfers in the management of burns: experience with 58 flaps in 46 patients

Daniel Alvaro Alvarez Lazo, Salomão Chade Assan Zatiti, Olimpio Colicchio, Frederico Roncaglia, Daniel Mamere Alvarez, Isabela Mamere Alvarez, Nilton Mazzer
Rev. Bras. Cir. Plást. 2009;24(2):138-144 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Tangential excision is the debridement of necrotic tissue until viable tissue is reached. The second phase of surgical treatment is wound closure. The gold standard of wound coverage is autologus skin grafting. However, results can be disappointing in severe burns that involve the upper extremity and the neck. Fifty-eight free flaps for 46 patients with deep burns were reviewed retrospectively to determine indication, methods and outcomes.

Keywords: Burns. Microsurgery. Surgical flaps.

 

RESUMO

A grande maioria das queimaduras de terceiro grau é tratada com a excisão tangencial, seguida da enxertia de pele. No entanto, as deformidades secundárias são frequentes, principalmente nos membros superiores e na cabeça e pescoço. As contraturas causadas pelas queimaduras graves podem ser tratadas das formas mais diversas. Aquelas limitadas às pequenas áreas podem ser tratadas com zetaplastias, enxertos ou retalhos locais; mas quando a contratura é extensa é difícil atingir bons resultados com os métodos convencionais. Os autores descrevem a sistematização e a estratégia na reconstrução primária ou secundária em pacientes queimados com o emprego de 58 retalhos livres, em 44 pacientes.

Palavras-chave: Queimaduras. Microcirurgia. Retalhos cirúrgicos.

 

Omphaloplasty based on an isosceles triangle with double fixation in abdominoplasty

RONEY CAMPOS; BRUNO VICTOR BARBOSA LEONCIO CAMPOS
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(1):38-44 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: In conventional abdominoplasty, the creation of a new umbilical scar is challenging. Several surgical techniques and approaches have previously been described and applied, but not always with satisfactory results. The objective is to demonstrate the applicability and satisfaction with omphaloplasty based on an isosceles triangle with double fixation in abdominoplasty.
Methods: The study included 97 female patients aged between 25 and 65 years. All underwent classic abdominal dermolipectomy with moderate abdominal liposuction of the entire anterior abdomen and flanks by the same surgeon and were evaluated at 90, 180, and 360 days postoperatively.
Results: Patients were satisfied with the umbilicus in most cases (92.8%). Some umbilical scars had contracted (3.1%) and others appeared unsightly (4.1%). No necrosis was observed.
Conclusion: This technique was effective and easy to perform, with satisfactory umbilical scar aesthetic outcomes in abdominal dermolipectomy.

Keywords: Liposuction; Abdominoplasty; Abdomen; Umbilicus; Scar

 

RESUMO

Introdução: Na abdominoplastia convencional, a cicatriz do novo umbigo representa o ponto de maior desafio. Em sua execução, já foram descritas e utilizadas várias técnicas e táticas cirúrgicas, com resultados nem sempre satisfatórios, sob o ponto de vista do paciente e também do médico. O objetivo é demonstrar a aplicabilidade e satisfação com a onfaloplastia em triângulo isósceles e com dupla fixação na abdominoplastia.
Métodos: Foram selecionadas 97 pacientes do sexo feminino, com idades entre 25 e 65 anos. Todas foram submetidas à dermolipectomia abdominal clássica associada à lipoaspiração moderada de todo abdome anterior e flancos e avaliadas com 90, 180 e 360 dias pós-operatórios, pelo mesmo cirurgião.
Resultados: Observou-se um índice de resultados satisfatórios das cicatrizes umbilicais na maioria dos casos (92,8%). Algumas cicatrizes umbilicais apresentaram estenoses (3,1%) e outras, cicatrizes inestéticas (4,1%). Não se observaram necroses.
Conclusão: A utilização desta técnica demonstrou ser eficaz, de fácil execução e com resultados muito satisfatórios na estética da cicatriz umbilical nas dermolipectomias abdominais.

Palavras-chave: Lipoaspiração; Abdominoplastia; Abdome; Umbigo; Cicatriz

 

Hypertrophic scars and keloids

Carluz Miranda Ferreira, Evaldo Alves D´Assumpção
Rev. Bras. Cir. Plást. 2006;21(1):40-48 - Reviw Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

The authors revise, in the literature and their personal cases, the physiopathology and multiple ways for prevention and treatment of hypertrophic scars and keloids. Despite of scars and keloids are known for almost two centuries, their management has controversial aspects and insufficient results. That's why there are many techniques, procedures and medications used in treatment of these diseases. The goal of this study is to discuss the different ideas that the authors found about management of keloids and hypertrophic scars at present time, presenting two practical diagrams for prevention and treatment of it.

Keywords: Cicatrix. Hypertrophic cicatrix. Keloid

 

RESUMO

Os autores fazem uma revisão da literatura e em sua prática clínica da fisiopatologia e das múltiplas formas preventivas e terapêuticas das cicatrizes hipertróficas e quelóides. Apesar dessas afecções serem conhecidas e descritas há quase dois séculos, seu manejo e terapia apresentam, ainda hoje, aspectos controvertidos e resultados, muitas vezes, insuficientes. É numerosa a variedade de técnicas, procedimentos e medicamentos empregados na terapêutica desses distúrbios. Os autores, com essa revisão, procuram mostrar os diferentes conceitos existentes, apresentando dois esquemas bastante práticos para a prevenção e o tratamento das mesmas.

Palavras-chave: Cicatriz. Cicatriz hipertrófica. Quelóide

 

Neoomphaloplasty using an X-shaped incision in 401 consecutive abdominoplasties

Ticiano César Teixeira Cló
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(3):375-380 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

BACKGROUND: The search for a natural-looking umbilicus that does not compromise the aesthetic results of abdominoplasty began in the 1950s. Since then, the umbilical transposition technique has remained the preferred method among most surgeons. The objective of this study was to describe a new technique for umbilical reconstruction using small X-shaped incisions in the abdominal skin to create 4 small V-shaped flaps. These flaps are then sutured to the aponeurosis using absorbable sutures. METHODS: This technique was used in 401 consecutive abdominoplasties and a survey was conducted to determine the level of patient satisfaction with the aesthetic results of their umbilicus. RESULTS: Remarkably natural-looking umbilici were obtained using the described technique, which was also easily reproducible, did not cause any apparent scars, had a low incidence of complications (9.7%), and resulted in high patient satisfaction with the aesthetic results of the surgery. CONCLUSIONS: The described technique represented a simple, safe, and fast approach to create new, natural-looking umbilici with a low rate of complications.

Keywords: Umbilicus. Scar. Abdomen/surgery. Abdominoplasty.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: A procura por um umbigo de aspecto natural, que não comprometa o resultado estético das abdominoplastias, começou na década de 1950 e, desde então, a técnica de transposição umbilical é a preferida pela maioria dos cirurgiões. O objetivo deste artigo é descrever nova técnica de reconstrução umbilical, utilizando pequenas incisões em forma de X na pele abdominal, que criam 4 pequenos retalhos em forma de V, os quais são suturados à aponeurose com suturas absorvíveis. MÉTODO: Essa técnica foi utilizada em 401 abdominoplastias consecutivas e foi realizada uma pesquisa para determinar o nível de satisfação dos pacientes com o resultado estético dos umbigos. RESULTADOS: Foram criados umbigos extremamente naturais, de maneira facilmente reprodutível e sem cicatrizes aparentes, com baixa incidência de complicações (9,7%) e alto índice de satisfação dos pacientes. CONCLUSÕES: A técnica utilizada permitiu a criação de um novo umbigo com aparência natural, de maneira simples, segura e rápida, com baixo índice de complicações.

Palavras-chave: Umbigo. Cicatriz. Abdome/cirurgia. Abdominoplastia.

 

Recipient vessel options in microsurgical breast reconstruction

Maria Cecília Closs Ono; Anne Karoline Groth; Alfredo Benjamim Duarte da Silva; Ivan Maluf Junior
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(2):227-232 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

BACKGROUND: Microvascular transfer of autogenous tissue have become the gold standard for breast reconstruction. As in any free tissue reconstruction, recipient vessel choice is fundamental for adequate planning in breast reconstruction. The purpose of the present study is to determine which of the available recipient vessels (the internal mammary artery and its perforators vessels or circumflex scapular vessels) are adequate for microvascular breast reconstruction. METHODS : A retrospective analysis of 117 consecutive patients who underwent microvascular breast reconstruction between January 2005 and December 2007 was performed. An algorithm that could be applied to the selection of the recipient vessel based in the axillary node dissection, immediate or late reconstruction, preoperative radiotherapy was established. Flap related complications, conversion rate and clinical outcomes were analised. RESULTS: The internal mammary perforator, the internal mammary and the circumflex scapular are adequate recipient vessels for breast reconstruction, with similar rates of complications and viability. We also observed a lower flap viability rate when using superficial inferior epigastric artery flap comparing to deep inferior epigastric artery perfurator and transverse rectus abdominis musculocutaneous with muscle preservation flaps. CONCLUSIONS: Microsurgical breast reconstruction is a safe and reliable method, with high flap viability and low complications.

Keywords: Breast. Microsurgery. Surgical flaps.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: A transferência microvascular de tecido autógeno se tornou o padrão de referência para a reconstrução da mama. Como em qualquer reconstrução com tecido livre, a escolha do vaso receptor é fundamental para o planejamento adequado na reconstrução mamária. O objetivo do presente estudo é determinar quais dentre os vasos receptores disponíveis (a artéria mamária interna e seus vasos perfurantes ou os vasos circunflexos escapulares) são mais adequados para a reconstrução microvascular da mama. MÉTODO: Foi realizada análise retrospectiva de 117 pacientes consecutivas submetidas a reconstrução da mama microvascular, entre janeiro de 2005 e dezembro de 2007. Foi estabelecido um algoritmo que pode ser aplicado para a seleção do vaso receptor com base em alguns parâmetros, como dissecção axilar, tempo da reconstrução (imediata ou tardia) e presença de radioterapia pré-operatória. Foram avaliadas as complicações relacionadas ao retalho, a taxa de conversão e os resultados clínicos. RESULTADOS: A artéria mamária interna e seus vasos perfurantes e os vasos circunflexos escapulares são adequados para a reconstrução da mama, com taxas semelhantes de complicações e de viabilidade. Observou-se, também, maior risco de perda do retalho com o uso do retalho da artéria epigástrica inferior superficial em comparação ao retalho da artéria epigástrica inferior profunda ou retalho musculocutâneo abdominal transverso de músculo reto do abdome com preservação do músculo. CONCLUSÕES: A reconstrução mamária microcirúrgica é um método seguro e confiável, com alta viabilidade do retalho e baixas taxas de complicação.

Palavras-chave: Mama. Microcirurgia. Retalhos cirúrgicos.

 

Umbilicoplasty by vertical incision: description of the technique and assessment of satisfaction

Diogo Borges Pedroso; Daniel Augusto dos Santos Soares; Marcela Caetano Cammarota; Leonardo Martins Costa Daher; Milena Carvalho Almeida Galdino; Gabriel Campelo dos Santos; Leonardo David Pires Barcelos; José Carlos Daher
Rev. Bras. Cir. Plást. 2017;32(4):534-540 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: The abdomen is an important aesthetic functional segment in the characterization of the body contour. In abdominoplasty, the placement and shape of the umbilical scar are important for a satisfactory result. This study aimed to describe the technique of vertical omphaloplasty and to present the results obtained. METHODS: Retrospective longitudinal descriptive study composed of patients who underwent vertical omphaloplasty during classic abdominoplasty between 2014 and 2017. The technique consists of a vertical transcutaneous incision without removal of the skin spindle and with minimal degreasing of the wall around the umbilicus, followed by the transfixing a point in the lateral portion of the umbilical pedicle, allowing its invagination and fixation close to the aponeurosis of the rectus abdominis. RESULTS: In the 128 patients evaluated, the patients' age ranged from 25 to 62 years, with a mean of 32 years. The mean time of surgery was 2 h and 33 min. No surgical complications occurred, such as hematoma or abdominal flap necrosis. Two cases of dehiscence, four cases of hypertrophic scar, two cases of stenosis, and one case of umbilical necrosis were observed. In outpatient follow-up, 92.2% of the patients were very satisfied with the final result. The technical analysis presented an 88% degree of satisfaction. CONCLUSION: The technique described presents satisfactory results, reduces the possibility of the appearance of a cicatricial ring, and allows minimizing one of the stigmas of abdominoplasty, which is a very visible umbilical scar.

Keywords: Umbilicus; Abdominoplasty; Patient satisfaction; Cicatrix, hypertrophic; Abdomen.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: O abdome é um segmento estético-funcional importante na caracterização do contorno corporal. Na abdominoplastia, o posicionamento e o formato da cicatriz umbilical são importantes para um resultado satisfatório. Este estudo teve como objetivo descrever a técnica de onfaloplastia vertical, bem como apresentar os resultados obtidos. MÉTODOS: Estudo longitudinal retrospectivo descritivo composto por pacientes submetidos à onfaloplastia vertical durante a abdominoplastia clássica no período de 2014 a 2017. A técnica consistiu em uma incisão linear vertical transcutânea sem retirada de fuso de pele e com mínimo desengorduramento da parede ao redor do umbigo, seguida da confecção de um ponto na porção lateral do pedículo umbilical, transfixante, permitindo sua invaginação e fixação rente à aponeurose do reto abdominal. RESULTADOS: Do total de 128 pacientes avaliados, a faixa etária variou de 25 a 62 anos, com média de 32 anos. O tempo médio do ato operatório foi de 2 horas e 33 minutos. Não foram observadas complicações cirúrgicas como hematoma ou necrose do retalho abdominal. Foram observados 2 casos de deiscências, 4 casos de cicatriz hipertrófica, com 2 evoluindo para estenose umbilical e 1 caso de necrose umbilical. No seguimento ambulatorial 92,2% dos pacientes mostraram-se muito satisfeitos com o resultado final obtido. A análise técnica apresentou um grau de satisfação de 88,8% dos casos. CONCLUSÃO: A técnica descrita apresenta resultados satisfatórios, diminui a possibilidade do surgimento do anel cicatricial e permite minimizar um dos estigmas da abdominoplastia, que é uma cicatriz umbilical muito visível.

Palavras-chave: Umbigo; Abdominoplastia; Satisfação do paciente; Cicatriz hipertrófica; Abdome.

 

Minilipoabdominoplasty with umbilicus detachment: indications and comparison of surgical tactics for umbilicus reintegration, an prospective study

Vinicius Teixeira de Paula Pignatti; Luciana Rodrigues da Cunha Colombo Tiveron; Marco Tulio Rodrigues da Cunha; Marco Aurélio de Oliveira Marinho; Manoel Pereira Silva Neto; Carlos Renato Rodrigues da Cunha; Thomas Green Morton Gonçalves dos Santos; Aluisio Goncalves Medeiros; Julia Prudente Soffner
Rev. Bras. Cir. Plást. 2017;32(1):92-100 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: The minilipoabdominoplastia with umbilicus detachment represents a surgical procedure restricted to cases in which isolated liposuction would cause worsening of sagging skin, while the conventional abdominoplasty would imply excessive skin resection. It allows xyphopubic plication of the rectus abdominis muscle and good resection of the excessive lower abdominal skin. The objective is to provide patients with high umbilucus treated with liposuction, mini-abdominoplasty with umbilucus detachment and reinsertion below, and comparison of two techniques for umbilical reinsertion. METHODS: We included six women aged 32- to 50-year-old and who underwent surgery under spine and general anesthesia from January to June 2013 in the Hospital of the Federal University of Triângulo Mineiro, Uberaba, Minas Gerais, Brazil. RESULTS: After surgery, patients had natural silhouettes of body contours and umbilicus repositioned without external scars. CONCLUSION: The technique used allows treatment of moderate sagging skin of upper and lower abdomen with need of a small incision, the technique provides umbilicus scarring without external scarring and less chance of complications due to the small detachment.

Keywords: Umbilicus; Abdominoplasty; Abdominal wall; Cicatrix.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: A minilipoabdominoplastia com desinserção do umbigo representa uma tática cirúrgica restrita àqueles casos nos quais a lipoaspiração isolada causaria piora da flacidez, enquanto a abdominoplastia convencional implicaria em ressecção exagerada de pele. Permite plicatura xifopúbica dos retos abdominais e boa ressecção do excedente cutâneo abdominal inferior. O objetivo é apresentar pacientes com umbigo alto tratados com lipoaspiração, miniabdominoplastia com desinserção de umbigo e reinserção abaixo, e comparar duas técnicas para reinserção umbilical. MÉTODOS: Foram operadas seis pacientes no período de janeiro a junho de 2013 no Hospital Escola da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), Uberaba, MG, todas do sexo feminino, com idades de 32 a 50 anos, submetidas à anestesia peridural e geral. RESULTADOS: Pós-operatórios com contornos corporais de silhuetas naturais e cicatrizes umbilicais reposicionadas sem cicatrizes externas. CONCLUSÃO: A técnica empregada permite o tratamento da flacidez moderada do abdome superior e inferior com uma incisão menor, proporciona cicatriz umbilical sem cicatriz externa e menores chances de complicações em virtude do menor descolamento.

Palavras-chave: Umbigo; Abdominoplastia; Parede abdominal; Cicatriz.

 

Secondary omphaloplasty: description of a new proposal

Aymar Edison Sperli; José Octávio Gonçalves de Freitas; Thais Helena Antoniete Fernandes
Rev. Bras. Cir. Plást. 2014;29(1):84-88 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: The navel is an essential component of abdominal aesthetics. Omphaloplasty sequelae can compromise the result of an abdominal abdominoplasty. The purpose of this article was to propose an alternative procedure that is simple to perform and well accepted by patients, with favorable cosmetic results. METHODS: We surveyed cases of abdominal dermolipectomy in teaching hospitals and in private practice in the last 5 years (433 cases). RESULTS: We found 30 cases (6.9%) of sequelae distributed as follows: 14 cases (3.2%) in the hypogastric scar and 16 cases in the umbilicus (3.8%). They are characterized as follows: 7 cases (1.6%) of constriction of the navel and 9 cases (2.07%) of scar hypertrophy. CONCLUSION: We analyzed the results of the proposed technique of secondary omphaloplasty in the immediate (up to 30 days) and late (1-year) postoperative periods.

Keywords: navel; reconstruction; scar; surgery; treatment; omphaloplasty.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: O umbigo é um componente essencial à estética do abdome. Sequelas de onfaloplastia podem comprometer o resultado final de uma dermolipectomia abdominal. Objetivo do trabalho é propor um procedimento alternativo, de fácil execução, com resultado estético favorável e bem aceito pelas pacientes. MÉTODOS: Fizemos o levantamento dos casos de dermolipectomia abdominal operados no serviço de ensino e na clínica privada nos últimos cinco anos (433 casos) RESULTADOS: Encontramos 30 casos (6,9%) com sequelas, assim distribuídos: 14 casos (3,2%) na cicatriz hipogástrica, e 16 casos de sequelas de umbigo (3,8%), assim caracterizados: sete casos (1,6%) constrição de umbigo e nove casos (2,07%) hipertrofia cicatricial. CONCLUSÃO: Analisamos os resultados da técnica de onfaloplastia secundária proposta quanto ao pós-operatório imediato (até 30dias) e tardio (um ano).

Palavras-chave: umbigo; reconstrução; cicatriz; cirurgia; tratamento; onfaloplastia.

 

Z-plasty in axillary retraction: techniques and strategies to facilitate learning by medical residents

Mariana Alcantara Rodrigues de Moraes; Roberto Rudge Ramos; Lydia Masako Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2017;32(2):241-244 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: Herein, we present two cases of post-burn retraction of the axillary region, which were subsequently surgically corrected using multiple Z-plasties. We present a marking strategy to facilitate the learning of this procedure by plastic surgery residents. METHODS: Two patients with axillary and upper limb retractions due to burns with hot liquids were surgically treated using multiple Z-plasties. The strategy proposed in this study recommends the marking of the triangular flap located at the midpoint of the axillary retraction, which then advances and crosses the axis of the scar. Then, subsequent flaps are made at an angle of 60º to each other. We believe that this systematization of marking facilitates the planning and learning of Z-plasty. RESULTS: The study patients achieved an adequate range of motion and functional recovery of the affected limb postoperatively. We observed no cases of necrosis of the flap ends, which should be carefully worked and slightly rounded. The execution of the procedure was simple using the suggested marking strategy. CONCLUSION: The presented marking strategy was reproducible and easy to learn. Multiple Z-plasties were effective in restoring the range of motion of the areas affected by burns that were treated using this method.

Keywords: Burns; Scar; Surgical flaps; Teaching; Axilla.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: São apresentados dois casos de retração em região axilar após queimadura em que a correção cirúrgica foi realizada empregando-se zetaplastias múltiplas. Apresentamos uma tática de marcação que visa facilitar o aprendizado desse procedimento pelos residentes de Cirurgia Plástica. MÉTODOS: Dois pacientes com retrações axilares e de membros superiores após queimadura com líquido aquecido foram submetidos à correção cirúrgica empregando-se a zetaplastia múltipla. A tática de planejamento proposta nesse estudo preconiza primeiro a marcação do retalho triangular localizado no ponto médio da retração axilar, o qual irá avançar e cruzar o eixo da cicatriz, e a partir daí o desenho dos retalhos subsequentes com ângulo de 60º entre si. Acreditamos que essa sistematização da marcação facilita o planejamento e aprendizado da plástica em Z. RESULTADOS: Os pacientes apresentaram adequadas amplitude de movimento e recuperação funcional do membro acometido no pós-operatório. Não houve necrose das extremidades dos retalhos, que preconizamos serem cuidadosamente trabalhadas e um pouco arredondadas; e a execução do procedimento foi simples devido à tática de marcação que aplicamos. CONCLUSÃO: A tática de marcação que apresentamos é reprodutível e de fácil aprendizado. A zetaplastia múltipla foi eficaz em restabelecer a amplitude de movimento das áreas com sequela de queimadura tratadas com esse método.

Palavras-chave: Queimaduras; Cicatriz; Retalhos cirúrgicos; Ensino; Axila.

 

Anterior Serratus Fasciocutaneous Flap for Closure of Pleurostomy

CARLO MOGNON MATTIELLO; CAIO PUNDEK GARCIA; LEANDRO RAFAEL SANTIAGO CEPEDA; JULIA MOGNON MATTIELLO; PAULO ROBERTO DA SILVA MENDES; JORGE BINS ELY
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(Suppl.1):43-44 - 35ª Jornada Sul Brasileira de Cirurgia Plástica

PDF Portuguese

ABSTRACT

Introduction: Pleurostomies are a form of treatment for pleural empyemas. Clagett & Geraci set up the technique of thoracoplasty. It is up to the plastic surgeon to perform the reconstruction. Several techniques are described in the literature, among them are musculocutaneous flaps.
Method: case report describing the evolution of a fasciocutaneous flap of anterior serratus muscle to cover pleurostomy sequelae.
Results: A good result was obtained using the fasciocutaneous flap, with lower morbidity compared to other flaps. Discussion: Empyemas often occur in young patients. Among the options most described in the literature is the closure with musculocutaneous flaps, among them: the muscles of the lastissimus dorsi, pectoralis major and rectus abdominis. Performing treatments with large muscle flaps in these patients can cause functional impairments that prevent them from working (psychosocial effect).
Conclusions: We believe to be coherent the use of simpler strategies when possible, reserving more complex techniques in case of failure.

Keywords: Surgical flaps; Pleural empyema

 

RESUMO

Introdução: As pleurostomias são uma forma de tratamento para empiemas pleurais. Clagett e Geraci consagraram a técnica de toracoplastia. Cabe ao cirurgião plástico realizar a reconstrução. Diversas técnicas estão descritas na literatura para tal, entre elas retalhos musculocutâneos.
Método: relato de caso descrevendo a evolução de um retalho fasciocutâneo de músculo serrátil anterior para cobertura de sequela de pleurostomia.
Resultados: Foi obtido bom resultado com uso do retalho fasciocutâneo, com menor morbidade em relação a outros retalhos. Discussão: Empiemas muitas vezes ocorrem em pacientes jovens. Entre as opções mais descritas na literatura, está o fechamento com retalhos musculocutâneos, entre eles: os do músculo latíssimo do dorso, peitoral maior e reto abdominal. Realizar tratamentos com grandes retalhos musculares nesses pacientes pode causar prejuízos funcionais que os impedem de trabalhar (efeito psicossocial).
Conclusão: Acreditamos ser coerente o uso de estratégias mais simples quando possível, reservando técnicas mais complexas em caso de falência das anteriores.

Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos; Empiema pleural

 

Vertical relocation of the umbilical scar in abdominoplasty of Bozola and Psillakis Group IV cases - standardization of procedures

José Renato Barbieri Gallo
Rev. Bras. Cir. Plást. 2014;29(1):94-98 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: The navel is the only natural visible scar on the body. It is an essential part of abdominal aesthetics, making umbilicoplasty critical for the success of abdominoplasty. The position and natural contour are the two important factors that are most relevant in evaluating the aesthetic result of the umbilical scar. Classifications and standards are important tools to improve the diagnosis and refine the treatment of abdomen aesthetic disorders. Furthermore, it has facilitated appropriate reproduction of the procedure and served as a basis for comparative studies. OBJECTIVES: This study presents the author's experience with procedure standardization for repositioning and re-implantation of the umbilical scar in abdominoplasty group IV cases. The study demonstrates the navel vertical relocation technique, along with details of the new position, and assesses the quality of results obtained and the degree of patient satisfaction. CASE STUDIES AND METHODS: Twenty female patients underwent the procedure between May 2010 and May 2012. The minimum follow-up period was thirty days and the maximum follow-up period was two years. RESULTS: Most results were considered excellent, with a high level of patient satisfaction and no major complications. There was no need for re-intervention. The technique was shown to be safe, simple and easy to perform. CONCLUSION: The marking and surgical planning, with a proposed maximum end limit for repositioning of the umbilical scar, can be valuable both in aiding the most complex diagnoses of aesthetic abdomen defect types and evaluating the technical aspects of abdominoplasty that are most appropriate for treatment.

Keywords: Umbilicoplasties; Abdominoplasties; Navel; Umbilical Scar; Omphaloplasty.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: O umbigo é a única cicatriz natural visível do corpo. É parte essencial da estética abdominal, fato que torna a umbilicoplastia fundamental no sucesso da abdominoplastia. A posição e a naturalidade de contorno são os dois fatores mais relevantes na avaliação do resultado estético da cicatriz umbilical. Classificações e padronizações têm sido ferramentas importantes para aprimoramento do diagnóstico e refinamentos no tratamento dos distúrbios estéticos do abdome. Além disso, têm facilitado a reprodutibilidade dos procedimentos e servido de base para estudos comparativos. OBJETIVOS: Apresentar a experiência do autor com uma padronização tática para o reposicionamento e reimplante da cicatriz umbilical em casos de abdominoplastias do grupo IV. Demonstrar a tática de realocação vertical do umbigo com detalhamento da nova posição, avaliar a qualidade do resultado obtido e o grau de satisfação das pacientes. MÉTODOS: Vinte pacientes, todas do sexo feminino, foram submetidas ao procedimento entre maio de 2010 e maio de 2012. O período mínimo de acompanhamento foi de trinta dias e o máximo, de dois anos. Resultados: A maioria dos resultados foi considerada excelente, atingindo alto nível de satisfação das pacientes, sem apresentar grandes complicações. Não foram necessárias reintervenções. A técnica mostrou-se segura, simples e de fácil execução. CONCLUSÃO: A marcação e o planejamento cirúrgico, com a proposta de um limite caudal máximo para o reposicionamento da cicatriz umbilical, podem ser de grande valia tanto no auxílio aos diagnósticos mais complexos dos tipos de defeitos estéticos do abdome quanto nas indicações das técnicas de abdominoplastias mais adequadas ao tratamento.

Palavras-chave: Umbilicoplastias; Abdominoplastias; Umbigo; Cicatriz Umbilical; Onfalopastia.

 

Onphaloplasty: "infinity" technique

Isaac Rocha Furtado
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(2):298-301 - Original Article

PDF Portuguese

ABSTRACT

Introduction: Omphaloplasty is considered one of the most stigmas in abdominoplasty. Given this, many techniques were developed in order to achieve more natural and hidden scars. These techniques were created from the basic principle in a way that is natural and to prevent scar retraction of the circular forms. Methods: The authors present a technique that offers an oblique shape, broken by two small side flaps in order to reduce scar retraction obtained by drawing in the longitudinal direction of the infinity symbol. Results: The navels were evaluated for location, the final form (oblique) and size. Among the complications were stenosis (2.5%), partial dehiscence (2%) and keloids (1%). The aesthetic result was satisfactory for patients in 91% of cases, the patient's quality of healing, keloid or hypertrophic scars were the major causes of dissatisfaction. Conclusion: The use of the "infinity" technique was effective in the treatment of the umbilicus in complete abdominoplasty, offering more choice and an easy implementation for omphaloplasty.

Keywords: Cicatrix. Umbilicus/surgery, Plastic Surgery/methods.

 

RESUMO

Introdução: A onfaloplastia é considerada um dos procedimentos com mais estigmas na abdominoplastia. Diante disso, diversas técnicas foram desenvolvidas com o objetivo de alcançar resultados mais naturais e com cicatrizes ocultas. Essas técnicas foram criadas a partir do princípio básico de uma forma que seja natural e que impeça a retração cicatricial das formas circulares. Método: Os autores apresentam uma técnica que oferece uma forma oblíqua quebrada por dois pequenos retalhos laterais com o intuito de reduzir a retração cicatricial, obtidos pelo desenho no sentido longitudinal do símbolo do infinito. Resultados: Os umbigos foram avaliados quanto à localização, forma final (oblíqua) e o tamanho. Entre as complicações houve estenoses (2,5%), deiscências parciais (2%) e queloides (1%). O resultado estético foi satisfatório para os pacientes em 91% dos casos, a qualidade da cicatrização do paciente, queloides ou cicatrizes hipercrômicas foram as maiores causas de insatisfação. Conclusão: A utilização da técnica do "infinito" se mostrou efetiva no tratamento do umbigo em abdominoplastias completas, oferecendo mais uma opção e de fácil execução para as onfaloplastias.

Palavras-chave: Cicatriz. Umbigo/cirurgia. Cirurgia plástica/metodos.

 

Triangular umbilicoplasty with skin flap

João Francisco do Valle Pereira; Luciano Vargas Schutz; Velibor Kostic; Conrado Luiz Pais d'Avila; Felipe Nascimento Mateus
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):496-501 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Background: Umbilicoplasty techniques vary greatly, in both the manner in which the incision the umbilical scar is incised, as well as the manner in which the skin of the abdominal flap is opened and repaired at the aponeurosis and/or the umbilical stump. As the postoperative appearance of the umbilical scar is aesthetically unsatisfying, the authors sought to develop a new technique aimed at providing patients with a greater degree of aesthetic and postoperative satisfaction. Methods: The abdominoplasties included in this study were performed in 194 patients at Clínica Valle Pereira (Florianópolis, SC) between February 2009 and January 2011. All patients underwent conventional abdominoplasties and triangular umbilicoplasties with skin flaps. Results: Only 8 (4.13%) patients had mild complications. There were no severe complications. Positive satisfaction was reported by patients in 188 (96.91%) cases and by surgeons in 186 (95.88%) cases. Conclusions: The technique described in this study demonstrates versatility, simplicity in application, and reproducibility, bringing greater harmony in body contouring and improved appearance of the umbilical scar, a major stigma of abdominoplasty.

Keywords: Abdomen/surgery. Umbilicus/surgery. Surgical flaps.

 

RESUMO

Introdução: A técnica de umbilicoplastia varia muito, tanto na forma como é incisada a cicatriz umbilical, quanto na abertura cutânea no retalho abdominal e sua fixação na aponeurose e/ou coto umbilical. Descontentes com o aspecto pós-operatório da cicatriz umbilical, os autores viram a necessidade de desenvolver uma nova técnica, com o objetivo de proporcionar aos pacientes maior grau de naturalidade e satisfação pós-operatória. Métodos: Foram incluídas neste estudo as abdominoplastias realizadas na Clínica Valle Pereira (Florianópolis, SC), no período compreendido entre fevereiro de 2009 e janeiro de 2011, totalizando 194 pacientes. Todos os pacientes foram submetidos a abdominoplastia convencional e umbilicoplastia triangular com retalho dérmico. Resultados: Apenas 8 (4,13%) pacientes apresentaram complicações leves. Não houve complicações graves. A satisfação dos pacientes foi positiva em 188 (96,91%) casos; entre os cirurgiões, a satisfação foi positiva em 186 (95,88%) casos. Conclusões: A técnica demonstra versatilidade, facilidade de execução e reprodutibilidade, proporcionando harmonia no contorno corporal e naturalidade ao principal estigma da abdominoplastia, a cicatriz umbilical.

Palavras-chave: Abdome/cirurgia. Umbigo/cirurgia. Retalhos cirúrgicos.

 

Assessment of vertical scar migration after classical abdominoplasty followed by lower abdominal flap fixation

Paul Kaufmann; Luís Gustavo Moraes Prado; Vinícius Volpe D'Angieri Basile; Francesco Mazzarone; Ivo Pitanguy
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):502-506 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Background: In plastic surgery, the postoperative scar is a frequent concern. It is very important for the surgeon to understand the natural evolution of the scar. The abdominoplasty scar has a natural tendency to move upwards over time. In this study, the extent of natural vertical scar migration after abdominoplasty was calculated and the effect of fixing the lower abdominal flap to prevent this rise was assessed. Methods: This prospective and randomized study was conducted at the 38th Nursing service of Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro, during 2010, and included 20 female patients with an indication for abdominoplasty. The patients were randomly divided into two groups, A and B. Classical abdominoplasty was performed in group A patients, according to the technique recommended by Prof. Ivo Pitanguy. Patients in group B also underwent lower abdominal flap fixation by suturing of Scarpa's fascia and the rectus abdominis muscle aponeurosis. At both two weeks and six months after surgery, the distance of vertical scar movement was measured in 16 patients after application of exclusion criteria. The average vertical migration and the mean difference between the groups were calculated. Results: The average difference between the groups in vertical migration throughout the scar was 0.4 cm, with a mean overall migration of 1.06 cm and 0.68 cm in groups A (control group) and B (cases with fixation), respectively. Conclusions: The scar formed after abdominoplasty undergoes vertical migration over time; this migration is decreased when the lower abdominal flap is fixed. The surgeon should be aware of scar migration for better planning of the incision location.

Keywords: Abdomen/surgery. Cicatrix. Surgical flaps.

 

RESUMO

Introdução: Na cirurgia plástica, uma constante preocupação é a cicatriz pós-operatória. É muito importante para o cirurgião conhecer a evolução natural da cicatriz. A cicatriz de abdominoplastia tem a tendência natural de subir com o passar do tempo. Neste estudo, calculou-se a migração vertical natural da cicatriz pós-abdominoplastia, avaliando o efeito da fixação do retalho abdominal inferior na prevenção dessa ascensão. Métodos: Estudo prospectivo e randomizado, realizado na 38ª Enfermaria da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro durante o ano de 2010, incluindo 20 pacientes do sexo feminino com indicação de abdominoplastia, divididas em dois grupos, A e B, aleatoriamente. Nas pacientes do grupo A, foi realizada abdominoplastia clássica, segundo técnica preconizada pelo Prof. Ivo Pitanguy, e no grupo B foi incluída a fixação do retalho abdominal inferior por meio de sutura interessando a fáscia de Scarpa e a aponeurose do músculo reto abdominal. Duas semanas e seis meses após a cirurgia, foi medida a distância vertical em 16 pacientes, após aplicação dos critérios de exclusão, calculando-se a média de migração vertical e a diferença média entre os dois grupos. Resultados: A diferença média de migração vertical ao longo de toda a cicatriz foi de 0,4 cm, sendo a média geral de migração nos grupo A (controle) e B (casos com fixação) de 1,06 cm e 0,68 cm, respectivamente. Conclusões: A cicatriz pós-abdominoplastia sofre migração vertical ao longo do tempo, sendo menor quando o retalho inferior é fixado. O cirurgião deve estar ciente da migração sofrida pela cicatriz para melhor planejamento da posição de sua incisão.

Palavras-chave: Abdome/cirurgia. Cicatriz. Retalhos cirúrgicos.

 

Options for Reconstruction of Nasal Tip After Pit Bull Bite: Case Report

CELTO PEDRO DALLA VECCHIA; CARLO MOGNON MATTIELLO; CAIO PUNDEK GARCIA; LEANDRO RAFAEL SANTIAGO CEPEDA; GUILHERME LUIZ PACHER SCHMITZ; JORGE BINS ELY
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(Suppl.1):79-81 - 35ª Jornada Sul Brasileira de Cirurgia Plástica

PDF Portuguese

ABSTRACT

Introduction: Among the many options for nasal reconstruction are the Rintala flap and the Middle-front Retail, both with excellent aesthetic results.
Objective: To report the management of a case of nasal tip reconstruction after a dog bite.
Method: The case in question was approached with the realization of Rintala flap and, due to its failure, with the option of the mid-frontal flap.
Results: The Rintala flap, because it was a randomized flap in a smoker patient and was done with an incorrect approach, did not present the expected result. In turn, the middle-forehead flap remained as a salvage option for the case of necrosis and coverage of an even greater defect.
Conclusions: It is fundamental to always keep in mind the anatomy of the frontal region and preservation of the supratrochlear and supraorbital arteries even when using other flaps, so that the option of the forehead flap is not lost, even if as a rescue.

Keywords: Reconstruction; Nose; Surgical flaps

 

RESUMO

Introdução: Entre inúmeras opções de reconstrução nasal estão o retalho de Rintala e o Retalho Médio-frontal, ambos com excelentes resultados estéticos. Objetivo: Relatar o manejo de um caso de reconstrução de ponta nasal após mordida de cachorro.
Método: O caso em questão foi abordado com a realização de retalho de Rintala e, no seu insucesso, com a opção do retalho médio-frontal.
Resultados: O retalho de Rintala, por ser um retalho randomizado, em paciente tabagista e com abordagem incorreta, não apresentou o resultado esperado. Por sua vez, o retalho médio-frontal se manteve como opção de resgate para o caso de necrose e cobertura de um defeito ainda maior.
Conclusão: É fundamental sempre se ter em mente a anatomia da região frontal e preservação das artérias supratrocleares e supraorbitais mesmo quando da utilização de outros retalhos, para que não se perca a opção do retalho médio frontal, mesmo que como resgate.

Palavras-chave: Reconstrução; Nariz; Retalhos cirúrgicos

 

Treatment of umbilical stenosis in a vertical dermolipectomy patient

André Luis Rosenhaim Monte
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(1):167-170 - Case Reports

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Unaesthetic revision of the umbilical scar in vertical abdominoplasty is a common reason for patient dissatisfaction. Case Report: We propose the use of the opposite triangular-flap technique, an omphaloplasty technique that we developed, to treat and prevent recurrence of stenosis by insertion of two triangular flaps on the umbilical stump. After describing our initial use of this technique to treat a case of umbilical stenosis after vertical dermolipectomy, we explain why the positive outcomes that we observed in this case motivate us to recommend further use of this technique, primarily in vertical abdominoplasty.

Keywords: Constriction, Pathologic. Umbilicus/surgery. Reconstructive Surgical Procedures/methods. Cicatrix/pathology/surgery.

 

RESUMO

Introdução: As alterações inestéticas da cicatriz umbilical em abdominoplastias verticais são frequentes fatores de insatisfação com os resultados. Relato de Caso: Apresentamos neste artigo um caso de estenose umbilical em paciente com dermolipectomia vertical prévia, no qual utilizamos dois retalhos laterais interpolados ao coto umbilical, para o tratamento e a prevenção da recidiva, os quais designamos técnicas dos retalhos triangulares opostos. O resultado estético obtido nos incentivou a indicá-la como técnica primária de onfaloplastia nestes casos.

Palavras-chave: Constrição Patológica. Umbigo/cirurgia. Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos/métodos. Cicatriz/patologia/cirurgia.

 

Retalho cervicofacial composto: uma alternativa para reconstrução facial

Natália Biancha Rendón; Pedro Henrique Ongaratto Barazzetti; Caio Pundek Garcia; Arthur Koerich D'avila; Zulmar Antonio Accioli de Vasconcellos; Jorge Bins Ely
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):104-116 - Face I

PDF Portuguese

RESUMO

O câncer de pele é a neoplasia maligna mais comum, e a subclassificação não melanoma representa uma grande porcentagem dessa ocorrência. Frequentemente, as lesões acometem áreas do corpo diariamente expostas à radiação solar, sendo esse um dos principais fatores de risco para desenvolvimento tumoral. As áreas atingidas geralmente são profundas e extensas, o que exige do cirurgião plástico uma excelente técnica para reparos com esse grau de dificuldade. A face conta com uma complexa e densa rede vascular e nervosa, registrando inúmeras variações anatômicas, sendo que a secção de um feixe calibroso, por exemplo, do nervo facial, compromete a movimentação de toda uma hemiface e, consequentemente, compromete o resultado funcional e estético da cirurgia. Neste caso, apresentamos uma paciente com múltiplas tumorações em região da face, com biópsias prévias, resultando em CBC infiltrativo, com necessidade de ressecção e retalho para reconstrução do terço médio da face direita, associado a dorso e asa nasal esquerda. A escolha pelo retalho miocutâneo de avanço de face ou facelift baseou-se em uma maior segurança para redução de casos de isquemia e também por apresentar melhores resultados estéticos em comparação ao retalho cutâneo. A presença do SMAS intensifica o aporte sanguíneo ao retalho, decrescendo as taxas de complicação por eventos isquêmicos no retalho. Assim, com boa indicação, o retalho miocutâneo para reconstrução facial potencializa os resultados estéticos e funcionais finais da face do paciente, embora exija melhor técnica e maior conhecimento anatômico da região a ser tratada.

Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos; Face; Reabilitação.

 

Onfaloplastia com reconstrução em retalho de rotação: relato de caso

RAFAEL CORDEIRO PUHL; PEDRO ANTONIO CORDOVA ROCHA; LINDA MAR PARADA ROBERTS MUNIZ; MARCO ANTONIO DE ALMEIDA FELICIO MARÇON; IGOR LUCIANO ROCHA FAILLACE; EWALDO BOLIVAR DE SOUZA PINTO
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(Suppl.3):124-125 - Articles

PDF Portuguese

RESUMO

Objetivo: Relatar um caso de onfaloplastia.
Relato de Caso: Paciente do gênero feminino, J.P.O., de 30 anos, atendida no Serviço de Cirurgia Plástica Dr. Ewaldo Bolivar, com queixa de "umbigo grande".
Conclusão: Cirurgia realizada no Santos Day Hospital, utilizando técnica em retalho semicircular, evoluindo com satisfação o total da paciente.

Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos; Umbigo; Cicatriz

 

Utilização do retalho microcirúrgico do músculo grande dorsal para a reconstrução da mão torta congênita

Cristiano Duncan Aita; Rolando Mendoza Romero; José Henrique Floriani; Pedro Salomão Piccinini; Milton Paulo de Oliveira; Marcos Ricardo Oliveira Jaeger
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):156-158 - Membro Superior e Inferior

PDF Portuguese

RESUMO

A reconstrução do segmento distal do antebraço, sobretudo a região do punho, pode representar um grande desafio. A Mão Torta Radial (MTR) é uma deficiência longitudinal congênita do rádio que varia desde uma hipoplasia até a ausência completa deste osso longo, com consequente desvio da posição normal dos ossos do carpo, o que confere ao indivíduo uma posição antifuncional e prejuízo na aquisição da pinça digital. A reparação do defeito ortopédico impõe a exposição dos ossos do punho, tendões e eixo vascular. O presente relato demonstra a utilização do retalho microcirúrgico do músculo grande dorsal para a cobertura das estruturas profundas da região do punho na criança.

Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos; Reabilitação; Microcirurgia.

 

Reconstrução torácica em paciente com Síndrome de Moebius

Gabriela Diesel Silveira; Mariana Angelica Berardi Cioffi; Miguel Enrique Rivera Gomez; Geraldo Machado Filho; Milton Paulo de Oliveira; Marcos Ricardo de Oliveira Jaeger
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):164-166 - Tronco I

PDF Portuguese

RESUMO

A síndrome de Moebius é uma doença rara que em alguns casos está associada à malformação da parede torácica, ocasionando complicações respiratórias secundárias à assimetria torácica, tais como respiração paradoxal e restrição ventilatória. Os retalhos mais comumente utilizados são os musculares e musculocutâneos de grande dorsal, peitoral maior, serrátil anterior, reto abdominal e oblíquo externo; assim como retalhos microcirúrgicos. Os retalhos musculares, como o grande dorsal, trazem tecido bem vascularizado para a área reconstruída. O retalho grande dorsal é versátil e confiável para as reconstruções torácicas devido a sua vascularização e capacidade de reconstrução em defeitos situados na parede torácica anterior e lateral. O objetivo deste trabalho é relatar a técnica cirúrgica utilizada para reconstrução torácica com alinhamento de arcos costais em um paciente com síndrome de Moebius.

Palavras-chave: Reabilitação; Retalhos cirúrgicos; Toracoplastia.

 

Indexers

Licença Creative Commons All scientific articles published at www.rbcp.org.br are licensed under a Creative Commons license