ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Print: 1983-5175

Showing of 1 until 20 from 491 result(s)

Search for : Face; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Ritidoplastia; Reabilitação; Paralisia facial

Facial rejuvenation with fat grafting: systematization and study of 151 consecutive cases

EDUARDO ANTONIO TORRES FURLANI; DIEGO BOMFIM SABOIA
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(4):439-445 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Considering that the loss of facial volume is a primary factor associated with aging, an increased demand for safe, long-lasting, and biocompatible filling materials has been observed. Thus, the use of fat grafting has gained considerable popularity. However, there are open questions about the safety, efficacy, and durability of fat grafting. Moreover, most studies have not presented the volumes injected in each region, making learning challenging for beginners in the area. In this study, the results of facial rejuvenation with fat grafting in 151 consecutive cases were analyzed.
Methods: Fat was collected via manual suction, centrifuged at 448 g (2000 rpm/radius 10 cm) for 4 min, and injected with microcannulas that are 1-1.1 mm in size. The injection sites and corresponding injection volumes were identified.
Results: The mean follow-up time was 289.29 days (minimum: 7 days, maximum: 1254 days, and standard deviation [SD]: 275.1), and the mean injection volume was 32 mL (range: 4-68 mL, SD: 14). Moreover, no complications were observed.
Conclusion: Fat grafting is a safe, predictable, and effective procedure, and it can be used for facial rejuvenation in certain cases.

Keywords: Face; Rhytidoplasty; Autologous transplantation; Subcutaneous fat; Aesthetics; Reconstructive surgical procedures

 

RESUMO

Introdução: Considerando que a perda de volume facial é fator primário de envelhecimento, tem acontecido um aumento da demanda por materiais de preenchimento que sejam seguros, de longa duração e biocompatíveis. Nesse sentido, a utilização do enxerto de gordura vem ganhando bastante popularidade. Entretanto, existem questionamentos sobre segurança, eficácia e durabilidade da lipoenxertia. Além disso, a maioria dos artigos da literatura não menciona volumes injetados em cada área, dificultando o aprendizado dos iniciantes. Nesse estudo, analisam-se os resultados de uma série de 151 casos consecutivos de rejuvenescimento facial com lipoenxertia.
Métodos: A gordura foi colhida por meio de sucção manual, centrifugada a 448g (2000 rpm/ raio 10cm) por 4 minutos e injetada com microcânulas de 1 a 1,1mm. Descreve-se a sistematização de áreas de injeção, com os respectivos volumes a serem aplicados.
Resultados: Encontrou-se seguimento médio de 289,29 dias (mínimo 7, máximo 1254, DP 275,1), o volume médio injetado foi de 32 ml, variando de 4 a 68 (DP 14). Não houve complicações.
Conclusão: A lipoenxertia é um procedimento seguro, previsível e efetivo, como opção de tratamento, para rejuvenescimento facial, em determinados casos.

Palavras-chave: Face; Ritidoplastia; Transplante autólogo; Gordura subcutânea; Estética; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos

 

Temporal lift with repositioning of the orbicular muscle and eyebrow tail

Ticiano Cesar Teixeira Cló; Walter Ferraz Flavio; Felipe Xavier Cló; Guilherme do Valle Castro Ribeiro
Rev. Bras. Cir. Plást. 2022;37(1):9-15 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: The superficial musculoaponeurotic system (SMAS) is the best structure we have at our disposal to elevate and reposition the face and neck in the facelift. However, in the temporoorbital region, this structure is often neglected. In the search for a simple, efficient and safe solution to treat temporoorbital droop, the author describes a temporal lift tactic with eyebrow tail repositioning to treat aging and sagging of the temporoorbital region.
Methods: Treatment was performed in 358 patients between 2017 and 2020 in complete or temporary lifts. Only 30 were included in the article because they were exclusively submitted to temporal lifts, with or without blepharoplasty. Through a broken marginal intracapillary incision in the temporal region and with supraSMAS detachment, musculoaponeurotic treatment of the orbitotemporal region was performed, in addition to excess skin resection.
Results: The tactic presented was efficient in lifting and opening the tail of the eyebrows in all treated cases, in addition to the effect of loss of contractile function of the lateral portion of the orbicularis muscle, with a significant improvement in periorbital wrinkles and orbitotemporal sagging.
Conclusion: The effectiveness and excellent results achieved with the described operative tactic, associated with the scarcity of isolated or specific treatment options for the orbitotemporal region, make the proposed temporoorbital lift an excellent alternative for the rejuvenation of this region.

Keywords: Face; Rhytidectomy; Reconstructive surgical procedures; Eyebrows; Superficial musculoaponeurotic system.

 

RESUMO

Introdução: O sistema musculoaponeurótico superficial (SMAS) é a melhor estrutura que temos à nossa disposição para elevar e reposicionar a face e o pescoço no face lift. No entanto, na região têmporo-orbitária, esta estrutura é frequentemente negligenciada. Na busca por uma solução de execução simples, eficiente e segura para tratar a queda têmporo-orbitária, o autor descreve uma tática de lift temporal com reposicionamento da cauda das sobrancelhas para tratamento do envelhecimento e flacidez da região têmporo-orbitária.
Métodos: Foi realizado o tratamento em 358 pacientes entre 2017 e 2020, em lifts completos ou apenas temporais. Destes, apenas 30 foram incluídos no artigo por terem sido submetidos exclusivamente a lifts temporais, acompanhados ou não de blefaroplastias. Através de incisão intracapilar marginal quebrada em região temporal e com descolamento supraSMAS, foi realizado tratamento musculoaponeurótico da região órbito-temporal, além de ressecção da pele em excesso.
Resultados: A tática apresentada foi eficiente na elevação e na abertura da cauda das sobrancelhas em todos os casos tratados, além do efeito de perda da função contrátil da porção lateral do músculo orbicular, com melhora significativa das rugas periorbitais e da flacidez órbito-temporal.
Conclusão: A eficácia e os ótimos resultados alcançados com a tática operatória descrita, associada à escassez de opções de tratamento isolado ou específico da região órbito-temporal, tornam o lift têmporo-orbitário proposto uma excelente alternativa para o rejuvenescimento desta região.

Palavras-chave: Face; Ritidoplastia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Sobrancelhas; Sistema musculoaponeurótico superficial

 

Romberg's syndrome: a series of cases

Isis Juliane Guarezi Nasser; Priscilla Balbinot; Adriana Sayuri Kurogi Ascenço; Ivan Maluf Junior; Dirlene Taysa Berri; Marlon Câmara Lopes; Patrícia Bigolin; Willian Itikawa; Renato da Silva Freitas
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(2):201-204 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

BACKGROUND: The Romberg's syndrome is a disease that was first described more than a century ago, and during this period had several names. It is characterized by a slow and progressive atrophy of the tissues of a hemiface, can affect all tissues and can also display neurological and ocular manifestations. The aim of this study is to report a series of patients with progressive hemifacial atrophy, addressing treatment options for each individual case. METHODS: Was conducted a retrospective, descriptive and analytic study of the patients treated in our service, Plastic Surgery at the Hospital de Clinicas - Universidade Federal do Paraná, and the Centro de Atendimento Integral ao Fissurado Lábio Palatal (CAIF), at Curitiba, PR, Brazil. RESULTS: Were analyzed 13 patients, 10 (76.9%) female and 3 (23.1%) male. The age of onset of symptoms ranged from 2 to 15 years. The first medical consultation with an specialist occurred at 11.7 years. The left hemiface was most commonly affected. Seven (53.8%) patients underwent surgery. CONCLUSIONS: The Romberg's syndrome is a rare disorder, devastating to facial appearance, and it has been widely studied. Despite great advances in medicine, its etiology definition and the treatment directed to its cause is still only a wish.

Keywords: Facial hemiatrophy. Face/surgery. Reconstructive surgical procedures.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: A síndrome de Romberg é uma moléstia descrita há mais de um século e, nesse período, recebeu várias denominações. É caracterizada por lenta e progressiva atrofia dos tecidos de uma hemiface, podendo acometer todos os tecidos e apresentar, também, manifestações neurológicas e oculares. O objetivo deste estudo é relatar série de casos de pacientes com atrofia hemifacial progressiva, abordando as opções terapêuticas individualizadas para cada caso. MÉTODO: Foi realizado estudo retrospectivo, descritivo e analítico de pacientes atendidos nos ambulatórios de Cirurgia Plástica no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná e no Centro de Atendimento Integral ao Fissurado Lábio Palatal (CAIF), em Curitiba, PR, Brasil. RESULTADOS: Foram analisados 13 pacientes, sendo 10 (76,9%) do sexo feminino e 3 (23,1%) do sexo masculino. A idade de início dos sintomas variou de 2 anos a 15 anos. A primeira consulta ocorreu, em média, aos 11,7 anos. A hemiface mais frequentemente afetada foi a esquerda. Sete (53,8%) pacientes foram submetidos a cirurgia. CONCLUSÕES: A síndrome de Romberg é uma entidade rara, devastadora na aparência facial, que tem sido muito estudada. Apesar dos grandes avanços da medicina, a definição de sua etiologia e um tratamento direcionado a sua causa ainda são apenas um desejo.

Palavras-chave: Hemiatrofia facial. Face/cirurgia. Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

Neck contour alterations:

Luiz Charles Araujo de Sá; Natale Ferreira Gontijo de Amorim; André Ventura Ferreira; Victor Joh Han
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(4):563-570 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

OBJECTIVE: The aim of the current study is to propose a classification based on neck lamellas for the aesthetic variations of the cervical region, considering its unique anatomy and analysing each structure involved (skin, muscle, fat and submandibular gland), in order to make it easier to choose the most appropriate surgical treatment. METHOD: The senior author, elaborated an observational study of 480 patients operated for neck and face lift between 1998 and 2010, established a classification comparing the skin flaccidity, the amount of fat accumulation, muscle flaccidity and cervical contour alterations, with the best surgical treatment for each group, being grade I (11.7%), grade II (7%), grade III (23%), grade IV (40%) and grade V (18.3%). RESULTS: The development of the current classification made it possible to group the cervical alterations that results from the aging process. Each group has common, easily recognizable alterations and for each one we have proposed a different treatment algorithm, in relation to the technique and the scar positioning (classic neck and facelift, short scar facelift, cervical lift, atypical lift and neck and facelift with anterior temporal scar). CONCLUSION: With the present study it was possible to come to the conclusion that the cervical region is the main determinant for the selection of the best surgical technique and scars placement in the surgery for the rejuvenation of the neck and face.

Keywords: Face. Neck, Rhytidoplasty. Surgery, Plastic. Reconstructive Surgical Procedures.

 

RESUMO

OBJETIVO: O objetivo do presente trabalho foi propor uma nova classificação das alterações estéticas da região cervical, com base na sua anatomia, a fim de direcionar o tratamento cirúrgico adequado. O intuito foi classificar e sistematizar a abordagem cirúrgica de cada estrutura envolvida (pele, músculo, gordura e glândula submandibular), correlacionando o procedimento cirúrgico mais indicado para o seu tratamento. MÉTODO: O autor sênior, baseado em observação de 480 casos operados, entre os anos de 1998-2010, estabeleceu uma classificação correlacionando a flacidez de pele encontrada, grau de lipodistrofia, alteração muscular e alteração do contorno cervical, com o tratamento empregado, sendo grau I (11,7%), grau II (7%); grau III (23%), grau IV (40 %), grau V (18,3%.). RESULTADOS: O desenvolvimento da presente classificação demonstrou ser possível agrupar as alterações cervicais, decorrentes do processo de envelhecimento humano, em subgrupos (Grau I-V), com alterações comuns, facilmente reconhecíveis, facilitando a proposição do melhor tratamento para a região cervical e propiciando a criação de um algoritmo terapêutico. Esta classificação em subgrupos auxilia o cirurgião na escolha do tipo de abordagem cirúrgica e cicatrizes (Lifting cervico facial clássico, Lifting cérvico facial com cicatriz reduzida, Lifting cervical, Lifting atípico com cicatriz temporal anterior). CONCLUSÃO: Concluímos que a região cervical é a principal determinante na escolha do tipo de abordagem cirúrgica e cicatrizes, no rejuvenescimento cérvico facial.

Palavras-chave: Face. Pescoço. Ritidoplastia. Cirurgia plástica. Procedimentos cirúrgicos Reconstrutivos.

 

Surgical rehabilitation for facial paralysis

KÁTIA TÔRRES BATISTA, ALEXANDRE FALEIROS CAUHI
Rev. Bras. Cir. Plást. 2007;22(4):253-260 - Review Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Facial palsy is the most common cranial neuropathy. It is expressed clinically as a dysfunction of the facial expression. For many years, the surgical reanimation of facial movements and above all of the facial expression has been a challenge for plastic and microsurgeons. In this article, the authors present a review of the literature on surgical rehabilitation of facial paralysis. Many procedures have been used and still today the results are limited. Despite the need of a multidisciplinary team, the plastic surgeon has prominent role in facial surgical rehabilitation.

Keywords: Facial paralysis. Facial nerve. Facial expression. Rehabilitation

 

RESUMO

A paralisia do nervo facial é a neuropatia craniana mais comum. Clinicamente se observa a disfunção da expressão facial. Por muitos anos, a restauração cirúrgica dos movimentos faciais, principalmente da expressão facial, tem sido um grande desafio para os cirurgiões plásticos e microcirurgiões. Neste artigo, os autores apresentam uma revisão da literatura sobre a reabilitação cirúrgica da paralisia facial. Apesar da necessidade de uma equipe multidisciplinar, o cirurgião plástico tem papel fundamental na reabilitação cirúrgica facial. Vários procedimentos já foram empregados, e ainda hoje os resultados obtidos na recuperação da expressão facial têm se mostrado limitados.

Palavras-chave: Paralisia facial. Nervo facial. Expressão facial. Reabilitação

 

Bichectomy: technical systematization applied in 27 consecutive cases

Gustavo Steffen Alvarez; Evandro José Siqueira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(1):74-81 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: Despite buccal fat removal having been performed for a long time, its popularity has increased only in recent years, leading to a rise in the demand for bichectomy in plastic surgery clinics. Buccal fat pad removal is still considered controversial, even when properly indicated, especially with the lack of a systematized surgical technique to make it safe and reproducible. METHODS: The intraoral bichectomy described herein was systematically applied in 27 consecutive patients from January 5, 2016 to December 15, 2016. RESULTS: The mean patient age was 32 years; 15% were men, and 85% were women. Isolated buccal fat pad removal was performed in six patients (22%) and in combination with other procedures in 21 patients (78%). The main procedure combined was neck liposuction (55%), and most patients were operated under general anesthesia (93%). No permanent or significant complications occurred, and there were only two minor complications, i.e., inferior mandibular neuropathy and significant swelling, which improved without treatment during the following weeks. CONCLUSIONS: Buccal fat removal can be performed in a predictable, fast, and safe manner, leading to volumetric reduction of the lower third of the face, enhancing facial shape. When applied in a safe surgical environment, following all surgical security standards and considering the complex anatomical boundaries of the cheek, our technique can yield secure and satisfactory outcomes both for surgeons and patients.

Keywords: Rhytidoplasty; Anatomy regional; Reconstructive surgical procedures.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: Embora realizada há muito tempo, a remoção da bola de Bichat ganhou notoriedade nos últimos anos devido a sua grande procura nos consultórios do cirurgião plástico. Mesmo quando adequadamente indicada, ainda é considerada um procedimento controverso, uma vez que ainda não existe uma técnica cirúrgica sistematizada na literatura atual, visando torná-la segura e reprodutível. MÉTODOS: A técnica da bichectomia intraoral descrita no trabalho foi aplicada de maneira sistemática em uma série de 27 pacientes consecutivos, no período de 5 de janeiro de 2016 a 15 de dezembro de 2016. RESULTADOS: A idade média dos pacientes foi de 32 anos, sendo 15% do sexo masculino e 85% do sexo feminino. A bichectomia foi realizada isoladamente em 6 pacientes (22%) e em conjunto com outros procedimentos em 21 pacientes (78%). O procedimento mais comumente associado foi a lipoaspiração cervical, realizada em 55% dos pacientes. A imensa maioria dos casos foram operados com anestesia geral (93%). Nenhuma complicação permanente e importante foi verificada no pós-operatório, apenas um caso de neuropatia transitória do ramo bucal e um caso de edema mais pronunciado, que prontamente se resolveram nas semanas seguintes. CONCLUSÃO: A remoção de gordura bucal pode ser realizada de forma previsível, rápida e segura, proporcionando diminuição volumétrica do terço inferior facial, com maior realce dos contornos faciais. Quando aplicada em um ambiente cirúrgico seguro, seguindo todos os padrões de segurança da cirurgia e respeitando os complexos limites anatômicos da região, nossa técnica levará os cirurgiões e pacientes a um resultado seguro e satisfatório.

Palavras-chave: Ritidoplastia; Anatomia regional; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

P.P.T. Platysma Pinch Test na eleição das técnicas de ritidoplastia cervical

Julio Wilson Fernandes
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):34-36 - Face I

PDF Portuguese

RESUMO

Introdução: A seleção das técnicas na ritidoplastia cervical está relacionada ao background e percepção do cirurgião, e a uma evidente subjetividade, decorrente da avaliação de cada paciente e suas expectativas. Método: A partir da observação das características de pescoços jovens e senis, o autor sistematizou um teste objetivo (P.P.T. - Platysma Pinch Test) para a eleição da técnica mais adequada para cada caso, entre o M.A.C.S. Lift, a Tração lateral de Fogli e as platismoplastias de Feldman e Labbé. O presente trabalho apresenta o P.P.T. e os resultados obtidos com as referidas técnicas. Resultados: Resultados satisfatórios foram obtidos com as 3 técnicas selecionadas pelo teste-protocolo proposto. No entanto, as pacientes com bandas platismais visíveis no pré-operatório, operadas pelas técnicas menos invasivas (M.A.C.S. Lift e Fogli) apresentaram possíveis indícios de futura recidiva, apesar da gratificante melhora obtida. Conclusão: O P.P.T. - Platysma Pinch Test tem sido útil no planejamento cirúrgico e na eleição da técnica de ritidoplastia cervical mais adequada para cada paciente.

Palavras-chave: Ritidoplastia; Pescoço; Músculos do pescoço; Cervicoplastia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

Polypropylene and poliglecaprone mesh implant for lifting muscles in facial paralysis

Pedro Celso de Castro Pita; Rafael Ximenes Bandeira de Morais; Marcella Ferreira Barros; Eduarda Augusta de Lucena Caldas; Caroline Silva Costa de Almeida; Kyldery Wendell Moura Cavalcante; Vanderson Lamartine de Lima Silva
Rev. Bras. Cir. Plást. 2022;37(3):364-368 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Facial paralysis is a condition that can cause some sequelae, and sometimes only aesthetics can be improved. Based on this, the objective was to report a case in which a polypropylene and poliglecaprone mesh was used in order to raise the structures of the right hemiface.
Case Report: The patient had paralysis in the right hemiface, with incompetent eyelid sealing, deviation of the labial commissure and no movement of the temporal musculature. An incision was made below the cutlet, pre and retroauricular, with detachment of the skin flap across the right hemiface. After lifting the superficial musculoaponeurotic system and fixing it with mononylon threads, the polypropylene and poliglecaprone mesh was placed in the middle third region and fixed with monocryl. Canthotomy and lateral canthopexy of the right eyelid were performed. In the immediate postoperative period, the patient evolved without edema, retraction or bulging, and after one year and seven months, she had complete integration of the mesh, with no retraction, fibrosis or recurrence.
Discussion: The choice of aesthetic treatment for facial paralysis depends on the cause and duration of the injury, but there are several ways to do it. Among the newer ideas are the use of stem cells and alloplastic materials, and following this second line, the polypropylene and poliglecaprone canvas can be thought of as a viable technique, as was reported in this case.

Keywords: Reconstructive surgical procedures; Facial paralysis; Esthetics; Face; Facial asymmetry.

 

RESUMO

Introdução: A paralisia facial é um quadro que pode gerar algumas sequelas, e às vezes apenas as estéticas podem ser melhoradas. Com base nisso, objetivou-se relatar um caso em que foi utilizada uma tela de polipropileno e poliglecaprone com finalidade de elevar as estruturas da hemiface direita.
Relato de Caso: A paciente apresentava paralisia em hemiface direita, com selamento palpebral incompetente, desvio de comissura labial e sem movimento da musculatura temporal. Foi realizada uma incisão abaixo da costeleta, pré e retroauricular, com descolamento do retalho cutâneo em toda a hemiface direita. Após levantar o sistema musculoaponeurótico superficial e fixá-lo com fios de mononylon, foi colocada a tela de polipropileno e poliglecaprone na região do terço médio e fixada com monocryl. Foi realizada cantotomia e cantopexia lateral da pálpebra direita. No pós-operatório imediato a paciente evoluiu sem edemas, retrações ou abaulamentos, e após um ano e sete meses apresenta total integração da tela, sem retração, fibrose ou recidiva.
Discussão: A escolha do tratamento estético de paralisia facial depende da causa e duração da lesão, mas existem diversas formas de fazê-lo. Entre as ideias mais novas, estão o uso de células tronco e materiais aloplásticos e, seguindo essa segunda linha, a tela de polipropileno e poliglecaprone pode ser pensada como uma técnica viável, como foi neste caso relatado.

Palavras-chave: Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Paralisia facial; Estética; Face; Assimetria facial

 

A new tool for intraoperative marking

Guilherme Flosi Stocchero; Ithamar Nogueira Stocchero
Rev. Bras. Cir. Plást. 2016;31(3):402-404 - Ideas and Innovation

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

This article describes the adaptation of a micro-punch mandrel, which is usually used in hair transplants, in intraoperative markings. The mandrel was used as a wire for sterile toothpick handling in different surgical marking procedures, such as those in abdominoplasties, mammoplasties, and rhytidectomies. The use of this instrument offers a comfortable, affordable, precise, and low-cost tool for all types of surgical marking performed in plastic surgery. It is cheaper and more efficient than disposable pens.

Keywords: Surgical instruments; Reconstructive surgical procedures; Abdominoplasty; Mammoplasty; Rhytidoplasty.

 

RESUMO

Este artigo descreve a adaptação de um mandril de micro-punch - normalmente empregado em transplantes capilares - para uso em marcações intraoperatórias. O mandril foi usado como cabo para manuseio de palitos de dente esterilizados nas demarcações de procedimentos cirúrgicos diversos, como abdominoplastias, mamoplastias e ritidoplastias. O emprego deste instrumento oferece um meio confortável, acessível, preciso e de baixo custo para todos os tipos de marcações cirúrgicas em cirurgia plástica, sendo mais barato e eficiente do que canetas demarcatórias descartáveis.

Palavras-chave: Instrumentos cirúrgicos; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Abdominoplastia; Mamoplastia; Ritidoplastia.

 

Facelift and Facial nerve injury: how to deal with?

FRANKLIN DE SOUZA ROCHA; CYNTHIA MARTINS ROCHA; FAUSTO VITERBO; DANIEL LABBÉ
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(2):299-305 - Special Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Is largely known that the facial nerve virtually can be injured in every facial lift. Even though its importance, it is difficult to find in the literature articles related to this theme. Complete or incomplete facial paralysis after a facial procedures, may become a very uncomfortable situation between the patient and the surgeon, that is why we propose in this article a guide which intends to help avoid, identify and manage a facial nerve injury in the event of a face lift. Identifying Facial palsy before the surgery: Intending to make the pre-op facial assessment as simple as possible, we suggest a systematic approach examination. Avoiding facial nerve injury during face lifting: Several technical details are discussed along the text aiming to minimize the risk of nerve damage during the surgical procedure. What to in the event of a post-operative facial palsy: The authors propose a logical approach to the facial palsy, suggesting a planning for diagnosis, classification of the lesion and a rational treatment for the injury. Conclusion: This article presents a guide showing some safe technical options to avoid nerve damage during rythidoplasty, how to identify the lesion and treat it if necessary.

Keywords: Rhytidoplasty; Facial nerve; Facial paralysis; Physical therapy modalities; Reconstructive surgical procedures

 

RESUMO

Não é novidade para os cirurgiões plásticos, especialmente aos que se dedicam à cirurgia de face, que o nervo facial pode ser lesado virtualmente em qualquer cirurgia de ritidoplastia. Porém, apesar da importância contida nesse tema, não é tarefa simples encontrar na literatura artigos que abordem de forma objetiva a correlação entre lesão do nervo facial e cirurgia facial. Paralisias faciais, sejam elas completas ou não, podem se tornar situações potencialmente conflituosas na relação médicopaciente. Este artigo, portanto, visa propor de forma clara e sucinta, baseada na experiência dos autores, um guia de como evitar, identificar e tratar uma potencial lesão do nervo facial no contexto de uma cirurgia de face, em especial a ritidoplastia.

Palavras-chave: Ritidoplastia; Nervo facial; Paralisia facial; Modalidades de fisioterapia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos

 

Harvest of fascia lata for use in a temporal orthodromic flap in the treatment of facial paralysis

Fausto Viterbo; Balduino Ferreira de Menezes
Rev. Bras. Cir. Plást. 2022;37(4):518-522 - Special Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Facial palsy requires multidisciplinary treatment and surgical options are individualized for each patient and according to the experience of the medical team. The Orthodromic Temporalis Muscle Flap (OTF) is a well-documented form of correction in the literature, with satisfactory results. One of the steps of its accomplishment is the harvest of the fascia lata to bridge between the temporal tendon and the lips. The objective is to propose a standardization of the required amount of fascia lata and simplified harvest technique.
Methods: Surgical description of the fascia measurement required for the procedure and its harvest.
Results: Replicable and safe procedure according to the experience of the senior author.
Conclusion: The proposed harvest tactic can facilitate this procedure and make it safer for patients in diferent health services.

Keywords: Fascia lata; Facial asymmetry; Facial paralysis; Reconstructive surgical procedures.

 

RESUMO

Introdução: A paralisia facial necessita de um tratamento multidisciplinar e as opções cirúrgicas são individualizadas para cada paciente e conforme a experiência da equipe médica. O Retalho Ortodrômico Temporal (ROT) é uma forma de correção bem documentada na literatura, com resultados satisfatórios. Um dos passos de sua realização é a coleta da fáscia lata para ponte entre o tendão temporal e os lábios. O objetivo é propor uma padronização da quantidade necessária de fáscia lata e técnica de coleta simplificada.
Métodos: Descrição cirúrgica da medida de fáscia necessária para o procedimento e sua coleta.
Resultados: Procedimento replicável e seguro conforme experiência do autor sênior.
Conclusão: A tática de coleta proposta pode facilitar a realização deste procedimento e torná-lo mais seguro para os pacientes em diferentes serviços de saúde.

Palavras-chave: Fascia lata; Assimetria facial; Paralisia facial; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

Reconstrução microcirúrgica do terço médio da face

Pedro Henrique Gomes Casavechia; Anne Karoline Groth; Alfredo Benjamin Duarte; Maria Cecília Closs Ono; Bruno Legnani; Willian Itikawa
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):70-73 - Face I

PDF Portuguese

RESUMO

INTRODUÇÃO: Os defeitos craniofaciais e do terço médio da face após ressecção tumoral representam um grande desafio para os cirurgiões plásticos devido à complexidade das estruturas envolvidas, pela configuração tridimensional do defeito e pelo grande impacto funcional e estético que implicam. Portanto, a utilização dos transplantes microcirúrgicos tornou-se uma grande opção para as reconstruções envolvendo a região craniofacial. MÉTODOS: Análise retrospectiva de pacientes submetidos à ressecção de tumores da região craniofacial e que foram submetidos à reconstrução com retalhos microcirúrgicos no período de maio de 2012 a maio de 2017. RESULTADOS: O retalho microcirúrgico mais utilizado foi o retalho miocutâneo do músculo reto abdominal, com 50% dos casos. Os vasos faciais foram os mais utilizados para anastomose com 68,2% dos casos. E em 90,9% obteve-se sucesso do tratamento. CONCLUSÃO: Tendo em vista a magnitude do defeito residual após a ressecção tumoral, a reconstrução com retalhos microcirúrgicos apresenta-se como opção segura e com elevado índice de sucesso, devolvendo ao paciente a forma e função da região.

Palavras-chave: Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Mi-crocirurgia; Face.

 

Reconstrução do lábio inferior baseado na técnica de Karapandzic: descrição cirúrgica e relato de caso

Natália Biancha Rendó; Inara do Carmo Lucchese; Carlo Mognon Mattiello; Rogério Schutzler Gomes; Zulmar Antonio Accioli de Vasconcello; Jorge Bins Ely
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):74-76 - Face I

PDF Portuguese

RESUMO

A técnica de Karapandzic foi introduzida, em 1974, para reconstrução de lábio inferior. É uma modificação do fan-flap de Gillies, um retalho em avanço em rotação composto de espessura total ao redor da boca. O movimento do retalho emprega rotação e avanço, enquanto ele é transferido para a região periférica da comissura oral para fechar o defeito. Esse método de reconstrução é empregado mais comumente na reconstrução de defeitos do lábio inferior e sua melhor indicação é a reconstrução dos defeitos centrais. Neste trabalho descrevemos a técnica de Karapandzic em um paciente com tumor de lábio inferior que compromete mais de 50% do mesmo.

Palavras-chave: Reabilitação; Retalhos cirúrgicos; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Lábio.

 

Tratamento das estruturas profundas na ritidoplastia

Juliana Paula Costa Montenegro Carvalho; Francisco de Assis Montenegro Carvalho; Alfredo Lima
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.2):96-98 - 33ª Jornada Norte-Nordeste de Cirurgia Plástica

PDF Portuguese

ABSTRACT

Introduction: Aging process is complex and involves several structures, from bone aspect to surface structures. First techniques consisted only on skin resection, with poor and stigmatized results. It was from Superficial Aponeurotic Muscle System (SMAS) description that facelift surgery gained momentum.
Objective: To demonstrate SMAS traction effectiveness in mandibular line definition and cervical-facial angle, using a wide dissection technique and fixation in mastoid region.
Method: 25 patients were operated from January 2017 to June 2018, by the same team using the same technique.
Results: To demonstrate mandible elevation and definition, a line was drawn from mandible angle to the chin and another line tangential to the jaw, forming an angle. In postoperative period we have a decrease or deletion of this angle.
Discussion: In the past, concern was skin pulling, but it was from SMAS discovery that there was a revolution in the concepts. Today it is known that aging process causes not only skin sagging, but also a face quadranization o, with the need for rotation and repositioning of deep structures, muscles and ligaments.
Conclusion: SMAS approach has become mandatory, today the discussion is which technique should be applied. We believe that a true treatment of deep structures requires traction, rotation and repositioning of SMAS - platysma and that this result depends on wide dissection of this structure.

Keywords: Face; Traction; Rhytidoplasty; Reconstructive surgical procedures; Aging.

 

RESUMO

Introdução: O processo de envelhecimento é complexo e envolve diversas estruturas, desde o plano ósseo a estruturas superficiais. As primeiras técnicas consistiam apenas na ressecção de pele, com resultados pouco duradouros e estigmatizados. Foi a partir da descrição do Sistema Músculo Apneurótico Superficial (SMAS) que a cirurgia de facelift ganhou impulso.
Objetivo: Demonstrar a eficácia da tração do SMAS na definição da linha da mandíbula e ângulo cervicofacial, com técnica de dissecção ampla e fixação em região mastoide.
Método: Foram operados 25 pacientes no período de janeiro 2017 a junho de 2018, pela mesma equipe e técnica.
Resultados: Para demonstrar a elevação e definição da mandíbula, foi traçada uma linha desde o ângulo da mandíbula até o mento e outra linha tangenciando o jaw, formando um ângulo. No pós-operatório temos diminuição ou apagamento desse ângulo.
Conclusão: A abordagem do SMAS se tornou obrigatória, e hoje a discussão é qual técnica deve ser aplicada. Acreditamos que para um verdadeiro tratamento das estruturas profundas é necessário tração, rotação e reposicionamento do SMAS-platisma e que esse resultado depende da ampla dissecção dessa estrutura.

Palavras-chave: Face; Tração; Ritidoplastia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Envelhecimento.

 

Ritidoplastia no tratamento da paralisia facial secundária a lesão do nervo facial

Mariana Angelica Berardi Cioffi; Gabriela Diesel Silveira; Miguel Eenrique Rivera Gomez; Geraldo Machado Filho; Milton Paulo de Oliveira; Marcos Ricardo de Oliveira Jaeger
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):87-89 - Face I

PDF Portuguese

RESUMO

INTRODUÇÃO: A paralisia facial periférica é uma doença relativamente comum, que pode deixar sequelas estéticas e funcionais. O nervo facial é o responsável pela mímica facial e lesões desse nervo produzem deformidades em graus variáveis. O tratamento da paralisia facial visa recuperar a simetria estática e dinâmica da face. OBJETIVO: Demonstrar a utilização da ritidoplastia como tratamento de paralisia facial por lesão de nervo facial em procedimento prévio e comparar com os dados da literatura relacionada ao assunto. MÉTODOS: Paciente feminina, hígida, caucasiana, que apresentava cirurgia de face 20 anos atrás, com consequente denervação parcial da hemiface esquerda. Com o envelhecimento, o lado enervado parcialmente apresentava mais flacidez. Queixava-se também da perda do contorno da face, dos dois lados, e da tristeza que este aspecto face lhe conferia. Foi-lhe indicada a ritidoplastia. RESULTADOS: O resultado foi avaliado considerando o teste de FACE-Q para avaliação de estética facial, e foi comparado as fotografias obtidas de antes. CONCLUSÃO: A harmonização facial requer habilidade técnica, rigoroso estudo da anatomia e sensibilidade artística para individualizar o objetivo cirúrgico conforme as necessidades e desejos do paciente. O desrespeito às técnicas cirúrgicas pode levar a danos permanentes ao paciente.

Palavras-chave: Face; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Ritidoplastia; Reabilitação; Paralisia facial.

 

Reconstrução de defeitos no couro cabeludo

Rolando Mendoza Romero; Amr Arikat; Geraldo Machado Filho; Cristiano Duncan Aita; Milton Paulo de Oliveira; Marcos Ricardo de Oliveira Jaeger
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):90-92 - Face I

PDF Portuguese

RESUMO

O seguinte estudo mostra uma série de casos de 16 pacientes submetidos a tratamento cirúrgico de cobertura defeitos de couro cabeludo. É evidente que esse tipo de procedimento sempre foi um desafio para o cirurgião plástico, devido à região anatômica, características da pele ao redor ou motivo do defeito, os defeitos em couro cabeludo são de difícil reconstrução. Partindo dessa conclusão, optamos por tentar descrever as diferentes e melhores opções terapêuticas para os defeitos com características de maior prevalência, realizando finalmente um algoritmo como apoio no momento de escolha do cirurgião para à sua indicação terapêutica.

Palavras-chave: Reabilitação; Couro cabeludo; Retalhos cirúrgicos; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Neoplasias.

 

O porquê da plicatura de smas como primeira opção em serviço de residência médica

Lucas Cunha de Andrade; Pedro Henrique Casavechia; Leilane Droppa Appel; Rafael Reston; Dayson Luiz Nicolau
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):95-97 - Face I

PDF Portuguese

RESUMO

INTRODUÇÃO: O lifting facial é uma cirurgia que continua em crescimento e há inúmeras opções de técnicas para sua execução. Devido à complexidade anatômica e cirúrgica destes procedimentos, o médico residente se depara com grande temor no aprendizado inicial de ritidoplastias. A plicatura do sistema musculoaponeurótico superficial da face (SMAS), por mobilizar menos tecido e ser em plano superficial a estruturas nobres, possibilita menos complicações e mesmo assim apresenta resultados satisfatórios aos pacientes. MÉTODOS: Levantamento de casos operados entre março a dezembro de 2016, avaliar o grau de satisfação das pacientes, por meio de questionário com pontuação, e descrever complicações encontradas no pós-operatório de pacientes. RESULTADOS: 17 dos 19 pacientes estavam satisfeitos (90%) com o resultado estético da cirurgia, sendo atribuída uma nota média dentre todos de 8,2 (muito satisfeitos). Como complicações, 3 evoluíram com hematoma (15%), 1 com necrose retroauricular (5%) e 1 com deiscência pós tragal (5%). CONCLUSÃO: A plicatura do SMAS é uma técnica segura, tem menor curva de aprendizado, baixa incidência de complicações e obtém um bom índice de satisfação pelos pacientes, sendo uma ótima opção de técnica para treinamento inicial de liftings faciais em serviço de residência médica.

Palavras-chave: Ritidoplastia; Face; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Estética; Rejuvenescimento.

 

Utilização do músculo grácil da coxa como opção para a cobertura de defeitos ósseos na microssomia hemifacial: relato de caso e discussão da literatura

Geraldo Machado Filho; Mariana Angélica Berardi Cioffi; Rolando Mendoza Romero; José Henrique Floriani; Milton Paulo de Oliveira; Marcos Ricardo de Oliveira Jaeger
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):104-106 - Face I

PDF Portuguese

RESUMO

A microssomia craniofacial (MCF) é a segunda anomalia craniofacial mais comum após a fenda lábio-palatina. O tratamento da MCF é complexo e envolve desde a traqueostomia e gastrostomia neonatal, passando pela correção ortognática e enxertos ósseos até o remodelamento das partes moles do crânio. Para deformidades maiores de partes moles, o retalho microcirúrgico tem se tornado carro-chefe no preenchimento da região da bochecha, pescoço e pré-auricular. O estudo apresenta descrição de técnica de reconstrução de partes moles com retalho microcirúrgico de músculo grácil em paciente com MCF. Paciente apresenta melhora importante da simetria facial imediata e de longo prazo, sem intercorrências pós-operatórias. As cicatrizes tanto da área doadora quando da abordagem facial ficaram satisfatoriamente posicionadas. O músculo transplantado não acarretará prejuízo funcional para a vida da paciente.

Palavras-chave: Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Paralisia facial; Microcirurgia; Assimetria Facial.

 

Tratamento cirúrgico da paralisia facial com ponte de nervo masseter e cantoplastia lateral: relato de caso e revisão da literatura

Flávio Maciel de Freitas Neto; Ronaldo Scholze Webster; Bruno Della Mea Gasperin; Leonardo Milanesi Possamai; Caroline Battisti; Pedro Bins Ely
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):119-121 - Face I

PDF Portuguese

RESUMO

INTRODUÇÃO: A paralisia facial é uma afecção complexa, em que a morbidade afeta o paciente tanto clínica, com prejuízo estético e funcional, como psicologicamente. Tais alterações, quando presentes, afetam de forma profunda o cotidiano do paciente, bem com as relações interpessoais. OBJETIVO: Relatar um caso de tratamento cirúrgico de paralisia facial com ponte de nervo masseter e cantoplastia lateral, bem como o resultado clínico pós-operatório, discutindo com outras possibilidades terapêuticas cirúrgicas. MÉTODOS: Revisão de prontuário, descrição cirúrgica e registros fotográficos de um caso de paralisia facial, tratado cirurgicamente com retalho muscular de masseter ipsilateral e revisão na literatura médica de opções cirúrgicas para tratamento da patologia. Paciente feminina, parda, 36 anos, com paralisia de nervo facial a esquerda secundário a ressecção de tumor ponto cerebelar, associado a prejuízo de fechamento ocular e mímica facial. Resultados: Para correção da lagoftalmia, optou-se pela realização de uma cantoplastia lateral. No mesmo tempo cirúrgico, com vistas à correção da mímica facial, a porção distal do coto do nervo facial lesado foi reinervada com o nervo massetérico ipsilateral, ramo do nervo trigêmeo. CONCLUSÃO: A paralisia facial é uma afecção complexa, que necessita de um acompanhamento multidisciplinar entre cirurgiões, clínicos, psiquiatras, fisioterapêuticas, psicólogos e enfermeiros e tratamento individualizado, em que o paciente deve participar efetivamente das decisões em conjunto com a equipe médica, visando maior participação nas decisões e maior satisfação do paciente com o resultado final.

Palavras-chave: Paralisia Facial; Reabilitação; Microcirurgia.

 

Correção de área de afundamento da pele consequente a deformidade em varo do joelho: relato de caso

Cristiano Duncan Aita; Miguel Enrique Rivera Gómez; Geraldo Machado Filho; Mariana Angelica Berardi Cioffi; Milton Paulo de Oliveira; Marcos Ricardo de Oliveira Jaeger
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):138-142 - Membro Superior e Inferior

PDF Portuguese

RESUMO

Os defeitos de volume dérmico, áreas afundadas da pele ou cicatrizes atróficas, podem ser abordadas com diferentes opções de tratamento, como os preenchedores biodegradáveis ou temporais, ou enxertos autólogos como o enxerto gorduroso. Porém, quando o procedimento está associado a leito manipulado, e quando a escassez financeira no sistema de saúde é uma limitante, o leque de possibilidades diminui e a tomada de decisão se torna um verdadeiro reto para o cirurgião plástico. Apresentamos um relato de caso de uma paciente de 12 anos portadora de deformidade em varo do joelho esquerdo associada a região de depressão da pele próxima ao joelho. Foi realizada a correção da área afundada utilizando desepidermização do leito operatório (enxerto dérmico in situ).

Palavras-chave: Genu varum; Reabilitação; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Cicatriz; Cicatrização.

 

Indexers

Licença Creative Commons All scientific articles published at www.rbcp.org.br are licensed under a Creative Commons license