ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Print: 1983-5175

Showing of 1 until 20 from 26 result(s)

Search for : Neoplasia de mama; Mastectomia radical; Retalho miocutâneo; Terapia neoadjuvante; Oncologia cirúrgica

Breast reconstruction in young women and their peculiarities

Marcela Caetano Cammarota; Gabriel Campelo dos Santos; José Carlos Daher; Bruno Peixoto Esteves; Leonardo David Pires Barcelos; Daniel Augusto dos Santos Soares; Ismar Ribeiro Junior; Milena Carvalho Almeida Aldino; Fabrício Tavares Mendonça
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(1):3-11 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: To evaluate the main features and methods used in breast reconstruction in young women considering their unique characteristics. METHODS: A retrospective records review of patients who underwent mastectomy followed by breast reconstruction between January 2008 and December 2015 was conducted, selecting those reconstructions that were performed in women younger than 40 years. RESULTS: Forty-three patients were selected. The average age was 33.86 years. Many had some comorbidities, the most common being overweight and anxiety/depressive disorder. Fourteen patients had a family history of the disease. Most were diagnosed with invasive ductal carcinoma. Additional cancer treatments were administered in most cases. All patients underwent a full mastectomy in the breast with cancer, and in 16, there was the option of contralateral risk-reducing mastectomy. Of the 43 reconstructions, 36 were immediate and 7 were delayed, and 17 involved use of implants, 13 involved use of tissue expanders, 4 involved the TRAM, and 9 involved the GD. We observed 15 complications; the most severe were infection with reconstruction loss in one patient and areola necrosis in another. CONCLUSIONS: Young women undergoing breast reconstruction represent a population subgroup with its own characteristics. The tumors and personal and social patterns differ, and based on this long list of variables, treatment options are diverse. In our series, breast implants and tissue expanders were often most used.

Keywords: Breast neoplasms; Mastectomy; Mastectomy, radical; Young adult; Mammaplasty; Postoperative complications.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: O objetivo do trabalho foi avaliar as principais características e métodos utilizados na reconstrução mamária de mulheres jovens, considerando suas peculiaridades. MÉTODOS: Foi realizada uma revisão retrospectiva dos prontuários das pacientes submetidas à mastectomia seguida de reconstrução mamária no período de janeiro de 2008 a dezembro de 2015, sendo selecionados aqueles cuja reconstrução foi realizada em mulheres de até 40 anos de idade. RESULTADOS: 43 pacientes foram selecionadas. A média de idade foi de 33,86 anos. Grande parte possuía alguma comorbidade, sendo as mais comuns o sobrepeso e o transtorno ansioso/depressivo. Quatorze pacientes tinham história familiar da doença. A maioria obteve o diagnóstico de carcinoma ductal invasor. Tratamentos oncológicos complementares foram realizados em grande parte dos casos. Todas as pacientes foram submetidas à mastectomia total na mama portadora da neoplasia, sendo que em 16 houve a opção pela mastectomia redutora de risco contralateral. Do total de 43 reconstruções, 36 foram imediatas e 7 tardias; sendo 17 reconstruídos com implantes mamários, 13 com expansores teciduais, 4 com TRAM e 9 com GD. Houve 15 complicações, sendo as mais graves um caso de infecção com perda da reconstrução e um caso de necrose de aréola. CONCLUSÕES: Mulheres jovens submetidas à reconstrução mamária representam um subgrupo populacional com características próprias. Os padrões tumorais, pessoais e sociais diferem e, com base nesta imensa lista de variáveis, as possibilidades de tratamento são diversas. Em nossa casuística, o emprego de implantes mamários e expansores teciduais foi realizado com maior frequência neste subgrupo de pacientes.

Palavras-chave: Neoplasias da mama; Mastectomia; Mastectomia radical; Adulto jovem; Mamoplastia; Complicações pós-operatórias.

 

Breast reconstruction with a latissimus dorsi myocutaneous flap and implants: evaluation of strategies adopted to improve the results and evaluation of satisfaction by Breast-Q

LEONARDO DAVID PIRES BARCELOS; JEFFERSON DI LAMARTINE GALDINO AMARAL; JOSE CARLOS DAHER; LEONARDO MARTINS COSTA DAHER; JULDASIO GALDINO DE OLIVEIRA; GABRIEL CAMPELO DOS SANTOS; AMANDA COSTA CAMPOS; RONAN CAPUTI SILVA DIAS
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(4):453-462 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: The paper describes a 14-year experience with breast reconstruction using a latissimus dorsi myocutaneous flap (LDMF) and breast implants. The objective was to delineate the experience with LDMF and breast implants, skin island schedules and dissection details, flap transposition and placement of the implant under a double layer, strategies to minimize damage in the donor area, and strategies of breast symmetry and reconstruction of the nipple-areola complex, in association with evaluation using the Breast-Q questionnaire.
Methods: A review of medical records was performed between April 2003 and June 2017.
Results: In the period, 76 patients with a mean age of 50.09 years underwent reconstruction with a LDMF, which was bilateral in 11, for the right breast in 34, for the left breast in 31, immediate in 41, late in 22, and for rescue in 13.
Conclusion: We conclude and verified with the Breast-Q questionnaire that with a precise indication, the proposed reconstruction technique with a double subpectoral plane and coverage with a LDMF is safer with a lower complication rate.

Keywords: Breast neoplasms; Surveys and questionnaires; Myocutaneous flap; Treatment outcome; Breast implants

 

RESUMO

Introdução: O trabalho descreve 14 anos em reconstrução mamária com o retalho miocutâneo do grande dorsal (RGD) e implantes mamários. O objetivo é delinear experiência com o RGD e implantes mamários, programações das ilhas de pele e detalhes da dissecção, transposição de retalho e colocação do implante sob dupla camada muscular, estratégias para minimizar os danos na área doadora, estratégias de simetrização mamária e reconstrução do complexo areolopapilar, associado a avaliação do questionário Breast-Q.
Métodos: Foi realizada revisão de prontuários entre abril de 2003 a junho de 2017.
Resultados: No período 76 pacientes foram reconstruídas com o RGD, com idade média de 50,09 anos, sendo 11 bilaterais, 34 mama direita e 31 mama esquerda. 41 imediatas, 22 tardias e 13 de resgate. A média de satisfação foi 72,36% por meio do Breast-Q.
Conclusão: Concluímos e comprovamos com o questionário do Breast-Q que a indicação precisa aliada a técnica de reconstrução proposta com plano duplo subpeitoral associada a cobertura do RDG, propicia uma loja mais segura, diminuído o índice de rippling.

Palavras-chave: Neoplasias da mama; Inquéritos e questionários; Retalho miocutâneo; Resultado do tratamento; Implantes de mamas

 

Thoracic wall reconstruction using myocutaneous and fasciocutaneous flaps in patients with locally advanced and metastatic breast cancer

JOEL ABDALA; ALEXANDRE KATALINIC DUTRA; MAURICIO CASTELO DOMINGUES; EDUARDO KOITI YOSHIMATSU
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(4):469-477 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Breast cancer is the most common cancer among women worldwide. Locally advanced breast cancer is characterized by clinical stage IIIb or IV and accounts for 20- 25% of all cases. Defects are reconstructed using myocutaneous and fasciocutaneous flaps, primarily from the latissimus dorsi and rectus abdominis muscles. The objective is to evaluate the results of thoracic wall reconstructions in cases of locally advanced breast cancer using fasciocutaneous and myocutaneous flaps.
Methods: This was a retrospective, observational, and descriptive single-center study. Variables studied included defect size and flap dimensions, myocutaneous flap type, presence of cutaneous and visceral metastasis, postoperative evolution, and complications.
Results: We selected 11 patients with a mean age of 49 years; the left side was the most commonly affected. The most common tumor type was invasive ductal carcinoma. The flaps were made of latissimus dorsi VY (LDVY) in two patients, latissimus dorsi associated with thoracoabdominal flaps (LDVYTA) in two, vertical rectus abdominus myocutaneous flap (VRAM) in four, and thoracoabdominal flaps (TA) in three. The mean defect area was 421.72 cm2, while the mean flap area was 451 cm2. The most frequent complication was partial dehiscence (seven patients). Six patients achieved lethal exit. VRAM flaps presented more complications. The mean survival for VRAM was 25.5 months, LDVY was 17 months, TA was 17 months, LDVYTA was 20.5 months.
Conclusion: Myocutaneous and fasciocutaneous flaps are effective for chest wall reconstruction after locally advanced breast cancer resection.

Keywords: Reconstructive surgical procedures; Thoracic wall; Breast neoplasms; Myocutaneous flap; Neoplasm metastasis; Fascia

 

RESUMO

Introdução: Câncer de mama localmente avançado é caracterizado pelos estádios clínicos IIIb ou IV e representam de 20 a 25% de todos os casos. A reconstrução dos defeitos é feita com retalhos musculocutâneos e fasciocutâneos, sendo os mais utilizados o latíssimo do dorso e o reto abdominal. O objetivo é avaliar resultados das reconstruções de parede torácica em câncer de mama localmente avançados com retalhos musculocutâneos e fasciocutâneos.
Métodos: Estudo retrospectivo, observacional descritivo, em único centro. Variáveis estudadas: dimensões do defeito e do retalho, tipo de retalho utilizado para a reconstrução, metástases cutâneas e viscerais, evolução pós-operatória e complicações.
Resultados: 11 pacientes, com média de idade de 49 anos, com o lado esquerdo mais acometido. O tipo tumoral mais encontrado foi o carcinoma ductal invasivo. Os retalhos realizados foram: 2 latíssimos do dorso com desenho VY (LDVY), 2 latíssimos do dorso associados a retalho toracoabdominal (LDVYTA), 4 verticais do músculo reto do abdome (VRAM) e 3 toracoabdominais (TA). A área média dos defeitos foi 421,72cm2 e a área média dos retalhos utilizados foi de 451cm2. A complicação mais frequente foi deiscência parcial da ferida operatória, presente em 7 pacientes. Da amostra, 6 pacientes atingiram êxito letal. VRAM foi o retalho que apresentou mais complicações. A sobrevida média para VRAM foi de 25,5 meses, para LDVY de 17 meses, TA de 17 meses e LDVYTA de 20,5 meses.
Conclusão: Os retalhos musculocutâneos e fasciocutâneos são eficazes para a reconstrução da parede torácica após a ressecção de neoplasias mamárias localmente avançadas.

Palavras-chave: Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Parede torácica; Neoplasias da mama; Retalho miocutâneo; Metástase neoplásica; Fáscia

 

Versatility and reliability of the Keystone flap in oncological reconstructions

Renan Diego Américo Ribeiro; Vitor Penteado Figueiredo Pagotto; Gustavo Moreira Clivatti; Giulia Godoy Takahashi; Fábio de Freitas Busnardo; Rolf Gemperli
Rev. Bras. Cir. Plást. 2022;37(3):308-312 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: The Keystone flap is an island flap with reliable vascularization and simple dissection, first described in 2003. Despite its distinct advantages, there are few scientific publications on this matter, and it is not a common option in the clinical practice of reconstructive surgery. This article aims to report the experience of a cancer referral center with Keystone flaps in oncological reconstructions.
Methods: A retrospective study was carried out data from medical records of patients who performed oncological plastic reconstruction with keystone flaps, operated by the Surgery team of the Cancer Institute of the State of São Paulo, in addition to the analysis of pre, intra and postoperative photographic records.
Results: Nine patients were identified, all with comorbidities and a mean age of 52.7. Skin defects followed after oncological resections: five in the lower extremities, three in the trunk and one in the face. The mean of the skin resected area was 52.6cm2. The reconstructions were performed under shortened surgical time. There were no postoperative complications or flap losses. The average hospital stay was 2.2 days.
Conclusion: The Keystone flap is technically simple and a reproducible option for covering wounds of different sizes and locations. Due to its reliability, simple and quick dissection, shortened hospital stay and low morbidity in the donor area, it should be considered for reconstructing cancer wounds from different locations in patients of all ages.

Keywords: Retalhos cirúrgicos; Neoplasias cutâneas; Cirurgia plástica; Oncologia cirúrgica; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

RESUMO

Introdução: O retalho Keystone é um retalho em ilha, de vascularização confiável e dissecção simples, descrito pela primeira vez em 2003. Apesar de suas vantagens, é ainda pouco citado na literatura especializada e longe de se tornar opção de escolha na prática clínica da cirurgia reconstrutiva. O objetivo deste artigo é apresentar a experiência de um serviço oncológico de alta complexidade no uso de retalhos Keystone em reconstruções.
Métodos: Um estudo retrospectivo foi desenvolvido por meio do levantamento de dados de prontuário de pacientes operados pela equipe de Cirurgia Plástica do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo, além de análise de registros fotográficos pré, intra e pós-operatórios.
Resultados: Nove pacientes foram identificados, todos portadores de comorbidades e média de idade de 52,7 anos. Os defeitos cutâneos se seguiram após ressecções oncológicas, sendo cinco em extremidades inferiores, três em tronco e um em face. A média da área ressecada foi de 52,6cm2. As reconstruções foram realizadas sob abreviado tempo cirúrgico. Não houve complicações pós- operatórias ou perdas do retalho e o tempo de hospitalização médio foi de 2,2 dias.
Conclusão: O retalho Keystone é uma opção tecnicamente simples e reprodutível para a cobertura de ferimentos de tamanhos diversos e em localizações variadas. Devido à sua confiabilidade, dissecção simples e rápida, abreviado tempo de internação e baixa morbidade à área doadora, deve ser considerado na reconstrução de feridas oncológicas de diversas localizações, em pacientes de todas as idades.

Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos; Neoplasias cutâneas; Cirurgia plástica; Oncologia cirúrgica; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos

 

Use of a double-layer polypropylene mesh in the donor area of a TRAM flap for breast reconstruction: evaluation of the incidence of hernia and abdominal bulging

Ricardo Eustachio de Miranda; Juliana Bottas Pereira; Alfredo Gragnani Filho
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(4):560-566 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: The transverse rectus abdominis myocutaneous flap is a well stablished surgery for breast reconstruction. Its main disadvantage is a large defect in its donor site, leading to weakness in the abdominal wall. Many surgical tactics has been described to address the donor site defect, including direct closure of the muscular aponeurotic and use of polypropylene mesh. The purpose of this study was to assess abdominal hernia and bulge after TRAM flap breast reconstruction using two layers of polypropylene mesh in the donor site defect. METHODS: Prospective study in 24 patients who had unilateral TRAM flap breast reconstruction with two layers of polypropylene mesh to close the donor site defect. The patients were evaluated in 3.6 and 12 months of postoperative time for incidence of abdominal hernia and bulge. RESULTS: It was observed one case of abdominal bulge (4.16%) and no case of abdominal hernia. There were no cases of mesh infection or extrusion. CONCLUSION: The use of two layers of polypropylene mesh in the donor site defect of TRAM flap breast reconstruction resulted in low incidence of abdominal hernia and bulge.

Keywords: Mammaplasty; Hernia, abdominal; Surgical flaps; Myocutaneous flap; Polypropylenes.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: O retalho transverso do músculo reto abdominal (TRAM) é um método bem estabelecido para reconstrução mamária. Apresenta como principal desvantagem o grande defeito da área doadora, podendo causar fraqueza da parede abdominal, hérnias e abaulamentos. Diversas táticas de fechamento do defeito da área doadora foram descritas, incluindo fechamento direto da aponeurose do músculo reto abdominal e uso de telas de polipropileno. O objetivo deste estudo foi avaliar os índices de abaulamento e hérnia no pós-operatório de TRAM utilizando a tática cirúrgica de fechamento da área doadora com duas telas de polipropileno. MÉTODOS: Estudo prospectivo em 24 pacientes submetidos à reconstrução mamária unilateral com TRAM monopediculado ou bipediculado e reparo da área doadora com duas telas de polipropileno. Os pacientes foram avaliados quanto à incidência de hérnia e abaulamento no pós-operatório de 3, 6 e 12 meses. RESULTADOS: Ocorreu um caso (4,16%) de abaulamento abdominal e nenhum caso de hérnia. Não houve casos de infecção ou extrusão da tela. CONCLUSÃO: O uso de duas telas de polipropileno na área doadora do TRAM propiciou baixa incidência de hérnias e abaulamentos abdominais.

Palavras-chave: Mamoplastia; Hérnia abdominal; Retalhos cirúrgicos; Retalho miocutâneo; Polipropilenos.

 

Enlarged blepharoplasty: treating the upper two-thirds of the face

Armando Chiari; Sergio Antonio Saldanha Rodrigues-Filho
Rev. Bras. Cir. Plást. 2021;36(3):287-295 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Patients may show signs of facial aging still in the early stages of life when complex surgical procedures are not sought, especially if they result in larger scars. These signals should be detected and treated appropriately for effective rejuvenation.
Methods: In the last 23 years,338 patients have undergone upper blepharoplasty associated with transpalpebral elevation of the eyebrows and myectomies of corrugators. They also received a mid-facial facelift through a lower blepharoplasty incision, with a detachment of the retaining orbital ligaments and repositioning an extensive flap of the orbicularis muscle in the superolateral direction. Canthopexy was routinely performed.
Results: Simultaneous rejuvenation of the upper two-thirds of the face is performed through simple blepharoplasty incisions, and this systematization is not found in the current literature. Patients were satisfied with the results, and routine canthopexy effectively prevented lower eyelid positioning defects. The most common complications were temporary paraesthesia (frontal and scalp regions) and chemosis in the lateral and lower aspects of the conjunctiva. In a retrospective review of 139 procedures performed between 2010 and 2019, the temporary scleral show was observed in 15 cases (10.8%) and a mild ectropion in 1 case (0.72%), treated conservatively. Two cases of chemosis (1.44%) and one hematoma (0.72%) required surgical treatment.
Conclusion: Enlarged blepharoplasty is safe, allows direct vision of manipulated periorbital structures, does not require long or expensive instrumental training. The authors achieve aesthetic results that impress by the rejuvenation of the upper 2/3 of the face and the lasting effect.

Keywords: Blepharoplasty; Ritidoplasty; Plastic surgery; Myocutaneous flap; Oculomotor muscles.

 

RESUMO

Introdução: Os pacientes podem apresentar sinais de envelhecimento facial ainda em fases iniciais da vida, quando procedimentos cirúrgicos complexos não são procurados, especialmente se resultarem em cicatrizes maiores. Estes sinais devem ser detectados e tratados adequadamente para um rejuvenescimento eficaz.
Métodos: Nos últimos 23 anos, 338 pacientes foram submetidos à blefaroplastia superior associada à elevação transpalpebral das sobrancelhas e miectomias dos corrugadores. Eles também receberam um lifting médio-facial através de uma incisão de blefaroplastia inferior, com descolamento dos ligamentos retentores orbitais e reposicionamento de um extenso retalho do músculo orbicular em direção superolateral. Cantopexia foi realizada rotineiramente.
Resultados: O rejuvenescimento simultâneo dos dois terços superiores da face é realizado através de incisões simples de blefaroplastia e essa sistematização não é encontrada na literatura atual. Os pacientes ficaram satisfeitos com os resultados e a cantopexia de rotina efetivamente preveniu defeitos de posicionamento da pálpebra inferior. As complicações mais comuns foram parestesia temporária (regiões frontal e escalpo) e quemose nos aspectos lateral e inferior da conjuntiva. Em uma revisão retrospectiva de 139 procedimentos realizados entre 2010 e 2019, scleral show temporário foi observado em 15 casos (10,8%) e um leve ectrópio em 1 caso (0,72%), tratados de forma conservadora. Dois casos de quemose (1,44%) e um hematoma (0,72%) necessitaram de tratamento cirúrgico.
Conclusão: A blefaroplastia ampliada é segura, permite a visão direta das estruturas periorbitais manipuladas, não requer treinamento longo ou instrumental caro. Os autores alcançam resultados estéticos que impressionam pelo rejuvenescimento dos 2/3 superiores da face e pelo efeito duradouro.

Palavras-chave: Blefaroplastia; Ritidoplastia; Cirurgia plástica; Retalho miocutâneo; Músculos oculomotores

 

Analysis of the results of surgical treatment using the sural flap

Pedro Simão Bosse; Henrique Ayzemberg; Tiago Salati Stangarlin; Tamara Simão Bosse
Rev. Bras. Cir. Plást. 2021;36(3):296-302 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Complex fractures and extensive skin lesions are increasingly common due to high-energy traumas. An alternative for treating these lesions in the lower limbs is the use of the sural flap.
Methods: This was a retrospective, analytical-descriptive study of exploratory documental analysis of patients submitted to the sural flap in a trauma reference hospital in northern Santa Catarina, Brazil. Age, sex, laterality, cause, place, and size of the lesion, use of tunneling and skin grafting, complications and their risk factors, and the management of such complications were analyzed.
Results: The study sample consisted of 16 patients with a mean age of 44.4 years; 87.5% were male. The cause of the most prevalent lesion was trauma (75.0%), and the site of the lesion was more prevalent in the distal tibia (43.8%). In 50.0% of the cases, risk factors for complications were present, and patients with diabetes mellitus and smokers were five times more likely to present such complications. Partial necrosis had a prevalence of 25.0%, and in 18.8%, only debridement was performed, and 6.3% grafting was performed.
Conclusion: The sural flap is a good alternative for covering lower limbs lesions due to its good success rate, but it is not free of complications. Such complications are more prevalent in patients who have risk factors such as smoking and diabetes mellitus.

Keywords: Myocutaneous flap; Sural nerve; Necrosis; Smoking; Diabetes mellitus.

 

RESUMO

Introdução: Fraturas complexas e extensas lesões de pele estão cada vez mais comuns devido aos traumas de alta energia. Uma alternativa para o tratamento dessas lesões nos membros inferiores é a utilização do retalho sural.
Métodos: Esse foi um estudo retrospectivo, analítico-descritivo de análise exploratória documental de pacientes submetidos ao retalho sural em um hospital de referência em trauma do norte de Santa Catarina, Brasil. Foram analisados a idade, sexo, lateralidade, causa, local e tamanho da lesão, uso de tunelização e enxerto de pele, complicações e seus fatores de risco, além do manejo de tais complicações.
Resultados: A amostra do estudo foi composta por 16 pacientes, com média de idade de 44,4 anos, 87,5% eram do sexo masculino. A causa da lesão mais prevalente foi trauma (75,0%) e o local da lesão foi mais prevalente na tíbia distal (43,8%). Em 50,0% dos casos os fatores de risco para as complicações estavam presentes, sendo que pacientes com diabetes mellitus e tabagistas exibiram 5 vezes mais chances de apresentar tais complicações. Necrose parcial teve uma prevalência de 25,0%, sendo que em 18,8% foi realizado apenas debridamento e em 6,3% enxertia.
Conclusão: O retalho sural é uma boa alternativa para a cobertura de lesões dos membros inferiores devido ao bom índice de sucesso, mas não está livre de complicações. Tais complicações são mais prevalentes em pacientes que possuem fatores de risco como o tabagismo e diabetes mellitus.

Palavras-chave: Retalho miocutâneo; Nervo sural; Necrose; Tabagismo; Diabetes mellitus

 

Use of the myocutaneous latissimus dorsi flap with fat extension in breast reconstruction: an option for filling the upper pole

João Medeiros Tavares-Filho; Diogo Franco; Laércio Moreto; Carlos Porchat; Talita Franco
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(3):423-428 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: The sequelae of mastectomy presents in numerous ways, requiring the experience and creativity of the surgeon to achieve the best result in the reconstruction of a new breast. One of the difficulties in achieving this objective is the challenge of adequately filling the upper pole of the breast. The objective of this work was to present an alternative therapeutic option for correction of the upper pole of the neobreast. METHODS: In our surgical technique, a latissimus dorsi muscle flap with fat extension is used for filling the upper pole of the neobreast during its reconstruction. The described technique was used in 8 patients during late breast reconstruction. The patients' ages ranged from 39 and 70 years. The size of the fat extension ranged from 4.0 × 10.0 cm to 7.0 × 13.0 cm. The fat component of the flap was evaluated after 3 months by using magnetic resonance imaging (MRI). RESULTS: Breast implants that varied in volume between 270 and 435 mL were used. The follow-up period after surgery ranged from 3 months to 1 year. Two patients had epidermolysis (28%) at the junction of the cutaneous flap and the receiver area. No graft loss or other complications occurred. Our results demonstrate clinically or visually that correction of the depression in the upper pole of the neobreast was satisfactorily achieved. The viability of the fat flap, as observed on MRI, was adequate. CONCLUSION: The proposed technique is a suitable alternative method for filling the depression in the upper pole of the neobreast in most cases of breast reconstruction.

Keywords: Breast reconstruction; Myocutaneous flap; Mastectomy; Superficial muscles of the back.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: As sequelas de mastectomia se apresentam de formas variadas exigindo, do cirurgião, experiência e criatividade para obter o melhor resultado na reconstrução de uma nova mama. Dentre as dificuldades para que este objetivo seja alcançado, está o desafio de um melhor preenchimento do polo superior da mama. O objetivo deste trabalho é apresentar uma opção terapêutica alternativa para correção do polo superior dentre as técnicas já existentes com este propósito. MÉTODO: A técnica cirúrgica utilizou o retalho de músculo grande dorsal com extensão gordurosa para preenchimento do polo superior da neomama durante sua reconstrução. A técnica descrita foi utilizada em 8 pacientes durante a reconstrução mamária tardia, com idades variando entre 39 e 70 anos. O tamanho desta extensão gordurosa variou entre 4,0 × 10,0 e 7,0 × 13,0 cm. O componente gorduroso do retalho foi avaliado após 3 meses através de ressonância magnética. RESULTADOS: Foram usados implantes mamários que variavam entre 270 e 435 ml. O acompanhamento pós operatório variou entre 3 meses a 1 ano. Ocorreram 2 casos de epidermólise (28%) na junção do retalho cutâneo com a área receptora. Não houve perda ou sofrimento do retalho. Os resultados demonstram clinicamente ou visualmente que a correção da depressão do polo superior da neomama foi alcançada adequadamente, bem como a viabilidade do retalho gorduroso, observada nos exames de imagem (ressonância magnética). CONCLUSÃO: A técnica proposta é uma alternativa adequada para o tratamento da maioria dos casos de reconstrução mamária em que se busca o preenchimento da depressão existente no polo superior da mama.

Palavras-chave: Reconstrução da mama; Retalho miocutâneo; Mastectomia; Músculos superficiais do dorso.

 

Reconstruction with a partial flap of the pectoralis major muscle, after complication of osteosynthesis of clavicle fracture

FABIANE PINHEIRO; FABRICIO LUIS PINHEIRO; DIEGO LOUREIRO DOS SANTOS; CLAUDIO MESSIAS MORAES; RICARDO PORTELLA PERRONE; LEANDRO TUZUKI CAVALHEIRO
Rev. Bras. Cir. Plást. 2021;36(1):81-84 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: The pectoralis major is a muscle that covers the upper portion of the anterior chest wall and is the first option for reconstruction of the chest wall and aesthetic purposes.
Case Report: Male patient, 20 years old, presenting dehiscence of surgical wound, recurrent for three consecutive times, with exposure of the left clavicle osteosynthesis plate. Reconstruction was performed with the pectoralis major muscle to cover the plaque.
Conclusion: This flap showed to be an excellent option for covering synthetic material exposure after multiple dehiscences of surgical wounds. The reconstruction was effective, with no complications and a satisfactory aesthetic result.

Keywords: Myocutaneous flap; Pectoral muscles; Surgical flaps; Internal fracture fixation; Chest wall

 

RESUMO

Introdução: O peitoral maior é um músculo que recobre a porção superior da parede torácica anterior e é a primeira opção para reconstrução da parede torácica e fins estéticos.
Relato de Caso: Paciente masculino de 20 anos, apresentando deiscência de ferida operatória, recidivante por três vezes consecutivas, com exposição de placa de osteossíntese de clavícula esquerda. Realizado reconstrução com o músculo peitoral maior para cobertura de placa.
Conclusão: Este retalho mostrou excelente opção para cobertura de exposição de material de síntese após múltiplas deiscências de ferida operatória. A reconstrução foi efetiva, sem complicações e resultado estético satisfatório.

Palavras-chave: Retalho miocutâneo; Músculos peitorais; Retalhos cirúrgicos; Fixação interna de fraturas; Parede torácica.

 

Use of thoracoepigastric flap in the closure of large chest wall defects after surgical treatment of locally advanced breast tumor: a case report

Rafaela Alias Horta; Fernando Antônio Mourão Valejo
Rev. Bras. Cir. Plást. 2021;36(4):471-474 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Breast cancer is the most common type of malignancy among women in Brazil and worldwide, excluding non-melanoma skin cancers. The purpose of this report is to describe the case of a patient with invasive breast carcinoma, associated with a large extent of skin involvement and nipple-areola complex, whose lesion was unchanged after neoadjuvant chemotherapy. After a Halsted mastectomy, the thoraco-epigastric flap was used to close the thoracic defect, with a favorable evolution of the patient. The use of the thoraco-epigastric flap has been described as a reliable tool because it is characterized as a technique that is easy to perform, safe and with minimal post-surgical complications.

Keywords: Breast neoplasm; Radical mastectomy; Myocutaneous flap; Neoadjuvant therapy; Surgical oncology.

 

RESUMO

O câncer de mama é o tipo de neoplasia maligna mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo, excluindo-se as neoplasias de pele não melanoma. O objetivo do presente relato é descrever o caso de uma paciente portadora de carcinoma invasor da mama, associado a grande extensão de comprometimento de pele e complexo aréolomamilar, cuja lesão mostrou-se inalterada após quimioterapia neoadjuvante. Após mastectomia tipo Halsted, utilizou-se o retalho tóraco-epigástrico para fechamento do defeito torácico, com evolução favorável da paciente. O uso do retalho tóracoepigástrico tem sido descrito como uma ferramenta confiável por caracterizar-se como uma técnica de fácil execução, segura e com mínimas complicações pós-cirúrgicas.

Palavras-chave: Neoplasia de mama; Mastectomia radical; Retalho miocutâneo; Terapia neoadjuvante; Oncologia cirúrgica.

 

Dynamic eyelid reconstruction with temporal muscle transfer: a case report

Mônica Alexandra Jimenez Zerpa; Ciro Paz Portinho; Suzana Vozari Hampe; Isabel Cristina Stensmann; Eduardo Madalosso Zanin; Juan Jose Cubilla Rojas; Antonio Carlos Pinto Oliveira; Marcus Vinicius Martins Collares
Rev. Bras. Cir. Plást. 2021;36(4):475-479 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Surgical excisions of skin neoplasms mainly cause defects in the eyelid region. The objectives of eyelid reconstruction are based on the restoration of this anatomical unit’s functionality to maintain eye protection and recovery from a normal appearance due to the critical importance of the periocular region in facial aesthetics. Repair of eyelid defects begins with a careful evaluation of the anatomical components that have been resected and need to be reconstructed; the extent and location of the defect will guide the reconstruction. Large defects compromising the entire body thickness are a challenge for plastic surgeons. Thousands of surgical techniques have been described for the reconstruction of total thickness eyelid defects; we present in this article the description of a case of dynamic eyelid reconstruction with an association of a frontal flap with temporal muscle transposition after resection of a recurrent infiltrative basal cell carcinoma.

Keywords: Temporal muscle; Recovery of physiological function; Ocular neoplasms; Myocutaneous flap; Plastic surgery.

 

RESUMO

Os defeitos na região palpebral são causados principalmente por excisões cirúrgicas de neoplasias cutâneas. Os objetivos da reconstrução palpebral estão fundamentados na restauração da funcionalidade desta unidade anatômica para manter a proteção ocular e a recuperação de uma aparência normal devido à importância crítica da região periocular na estética facial. O reparo dos defeitos palpebrais começa com uma cuidadosa avaliação dos componentes anatômicos que têm sido ressecados e precisam ser reconstruídos; a extensão e a localização do defeito guiarão a reconstrução. Grandes defeitos comprometendo a totalidade da espessura palpebral são um desafio para os cirurgiões plásticos. Milhares de técnicas cirúrgicas têm sido descritas para a reconstrução de defeitos palpebrais de espessura total; apresentamos neste artigo a descrição de um caso de reconstrução dinâmica da pálpebra com associação de um retalho frontal com transposição do músculo temporal após ressecção de um carcinoma basocelular infiltrativo recidivado.

Palavras-chave: Músculo temporal; Recuperação de função fisiológica; Neoplasias oculares; Retalho miocutâneo; Cirurgia plástica.

 

Association of the Tripier myocutaneous flap to scapha cartilage graft: a surgical resource for reconstruction of full thickness defects of lower eyelids

Carlos Goyeneche Montoya; Mariane Campagnari; Andés Cánchica Cano; Andres Ordenes Evensen; Leonardo Gobetti; Osvaldo Saldanha; Eduard René Brechtbühl
Rev. Bras. Cir. Plást. 2020;35(1):109-112 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

The reconstruction of the secondary lower eyelid to a resection of skin cancer is a challenging surgical procedure that must be carefully planned with regards to issues related to lamella and extension of the resection. We present the case of a 69-year-old male patient who, after oncologic resection, presented a total thickness defect greater than 60% in the lower eyelid. For reconstruction, it was indicated that the use of Tripier's unipedic myocutaneous flap with scapha cartilage graft produced favorable results, which confirms that it is worthwhile using these techniques when planning lower eyelid reconstruction.

Keywords: Basal cell carcinoma; Skin neoplasia; Myocutaneous flap; Ear cartilage; Eyelids.

 

RESUMO

A reconstrução da pálpebra inferior secundária à ressecção de câncer de pele é um desafio cirúrgico e sua abordagem deve ser planejada por lamelas e extensão da ressecção. Apresentamos o caso de paciente do sexo masculino, 69 anos, que após a ressecção oncológica apresentou defeito de espessura total maior de 60% na pálpebra inferior. Para reconstrução foi indicada a associação do retalho miocutâneo unipediculado de Tripier com enxerto de cartilagem da escafa obtendo resultados favoráveis, mostrando que a associação destas técnicas é uma boa prática na hora de planejar a reconstrução da pálpebra inferior.

Palavras-chave: Carcinoma basocelular; Neoplasias cutâneas; Retalho miocutâneo; Cartilagem da orelha; Pálpebras

 

Giant juvenile xanthogranuloma: diffuse and simultaneous palpebral involvement

Henri Friedhofer; Aneta Hionia Vassiliadis; Rodolfo Costa Lobato; Vanessa Anne Mohr-Bell; Mateus Neves Da Silva de Jesus; Maira Benito Scapolan; Rolf Gemperli
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(4):557-560 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Juvenile xanthogranuloma (JXG) is the most common benign tumor of the group of non-Langerhans histiocytic proliferative diseases. Lesions; 2 cm are considered giant JXG, with reports of lesions of up to 18 cm. Oculopalpebral lesions may require surgical treatment to control symptoms. This study reports a case of an 8-year-old boy who had four eyelids and the middle third of the face affected by giant JXG. He underwent three resections, one of which was of great depth that required a full-thickness skin graft directly on the levator palpebrae superioris aponeurosis. Subsequently, three fat-grafting procedures were performed and adequate functional and aesthetic results were achieved without lesion recurrence.

Keywords: Plastic surgery; Eye; Juvenile xanthogranuloma; Myocutaneous flap; Skin transplantation.

 

RESUMO

O xantogranuloma juvenil (XGJ) é um tumor benigno e o mais comum do grupo das doenças histiocitárias proliferativas nãoLangerhans. Lesões; 2cm são consideradas XGJ gigantes, com relatos de lesões de até 18cm. Lesões oculopalpebrais podem necessitar de tratamento cirúrgico para controle de sintomas. Esse trabalho relata o caso de um menino de 8 anos que teve as 4 pálpebras acometidas por XGJ gigantes, além do terço médio. Ele foi submetido a 3 ressecções, sendo uma bastante profunda, necessitando enxerto de pele de espessura total diretamente sobre o músculo levantador da pálpebra superior. Posteriormente, 3 procedimentos de lipoenxertia foram realizados, atingindo resultado funcional e estético adequado, sem recorrência lesional.

Palavras-chave: Cirurgia plástica; Olho; Xantogranuloma juvenil; Retalho miocutâneo; Transplante de pele

 

Scalp reconstruction with large dorsal muscle-free flap after dog bite scalping

Daniel Nowicki Kaam; André Coelho Nepomuceno; Gabriel Diniz Nishimura; Fernando Giovanetti Morano; Juliano Pereira; Juliana Gulelmo Staut; Jose Carlos Marques de Faria; Rodrigo Pinto Gimenez
Rev. Bras. Cir. Plást. 2021;36(3):353-357 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Scalping is characterized by trauma in the scalp region, which can be classified as partial or total. Scalping trauma is extremely mutilating and stigmatizing, especially when exposing the bone without periosteum, leading to chronic osteomyelitis and external table erosion. When there are extensive scalp lesions above 200cm2, and with periosteum, the lesion is required a large amount of tissue with microsurgical flap, which is not available in all centers. This work aims to report a case of a 69-year-old female patient who suffered trauma due to total avulsion of a big scalp of 550cm2 with exposure of a skull cap without periosteum and total unviability of the scalp after a dog bite. Due to the total unviability of the avulsed scalp, we opted to transplant a large dorsal muscle free flap with microvascular anastomosis of the thoracodorsal pedicle with the superficial temporal vessels. The flap evolved with good perfusion, and partial grafting was performed in the bloody area.
Methods: Retrospective analysis of the medical records of the patient in question. This paper follows the Declaration of Helsinki's standards and the approval of the Ethics and Research Committee.
Conclusion: The free flap of the large dorsal muscle proved effective in this case of reconstruction of the scalp's extensive lesion (550cm2) with partial periosteum lesion due to scalping. The flap recovered the shape of the skull and the protective function of the skull cap.

Keywords: Plastic surgery; Microsurgery; Scalp; Myocutaneous flap; Injuries and injuries.

 

RESUMO

Introdução: O escalpelamento é caracterizado pelo trauma em região do couro cabeludo, que pode ser classificado como parcial ou total. O trauma por escalpelamento é extremamente mutilante e estigmatizante, principalmente quando expõe o osso sem periósteo, que pode levar a quadro de osteomielite crônica e erosão de tábua externa. Quando há lesões extensas de couro cabeludo acima de 200cm² e com lesão de periósteo é necessária grande quantidade de tecido com retalho microcirúrgico, que não está disponível em todos os centros. O objetivo deste trabalho é relatar caso de paciente de 69 anos, feminina, que sofreu trauma por avulsão total de couro cabeludo de grande extensão de 550cm² com exposição de calota craniana sem periósteo e inviabilização total do escalpe após mordida de cachorro. Devido à inviabilização total do escalpe avulsionado, optou-se pelo transplante de retalho livre de músculo grande dorsal com anastomose microvascular do pedículo toracodorsal com os vasos temporais superficiais. O retalho evoluiu com boa perfusão e na área cruenta foi realizado enxertia parcial.
Métodos: Análise retrospectiva de prontuário da paciente em questão. O presente trabalho segue os padrões de declaração de Helsinque e aprovação do comitê de ética e pesquisa.
Conclusão: O retalho livre de músculo grande dorsal mostrou-se eficaz neste caso de reconstrução de lesão extensa do couro cabeludo (550cm²) com lesão parcial de periósteo devido ao escalpelamento. O retalho recuperou a forma do crânio e a função de proteção da calota craniana.

Palavras-chave: Cirurgia plástica; Microcirurgia; Couro cabeludo; Retalho miocutâneo; Ferimentos e lesões

 

Reconstruction of the humerus and rehabilitation of the elbow using an osteomyocutaneous scapular flap: a case report

Humberto Regis de Paula Faleiros; José Anésio Faleiros; José Antônio Franciscon; Gustavo Marcatto
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(1):139-142 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: We report a case of reconstruction of the proximal third of the right humerus and rehabilitation of the elbow in a 20-year-old male patient who was injured in an automobile accident and developed bone necrosis of 5 cm at the proximal third of the humerus and avulsion of the brachial biceps. METHODS: A scapular bone flap was used, together with a latissimus dorsi myocutaneous flap, using subscapular vessels for the pedicle. RESULTS: The patient had excellent postoperative course, presenting in the 2-month postoperative period with bone consolidation and initiation of elbow flexion. CONCLUSIONS: This flap modality is a safe and useful option for bone reconstruction.

Keywords: Elbow; Humerus; Myocutaneous flap; Superficial muscles of the back; Osteonecrosis.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: No presente trabalho, relatamos um caso de reconstrução do terço proximal do émero direito e reanimação do cotovelo de um paciente masculino, de 20 anos, vítima de acidente automobilístico, com necrose óssea de 5 cm no terço proximal do úmero e avulsão do bíceps braquial. MÉTODOS: Utilizamos o retalho ósseo da escápula, associado ao retalho miocutâneo do grande dorsal, tendo como pedículo os vasos subescapulares. RESULTADOS: O paciente teve excelente evolução no pós-operatório, apresentando-se, no pós-operatório de 2 meses, com consolidação óssea e iniciando a flexão do cotovelo. CONCLUSÕES: Perante a utilização do retalho descrito, concluímos que esta modalidade de retalho se insere no arsenal dos retalhos ósseos de maior segurança nas reconstruções ósseas em geral.

Palavras-chave: Cotovelo; Úmero; Retalho miocutâneo; Mésculos superficiais do dorso; Oesteonecrose.

 

Thoracoabdominal flap for locally advanced breast tumor reconstruction in a patient with BRCA1 mutation

Danilo Rafael da Silva Fontinele; Ana Lúcia Nascimento Araújo; Rodrigo José de Vasconcelos Valença; Sabas Carlos Vieira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(4):571-575 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

This case report describes the application of the thoracoabdominal flap technique after locally advanced tumor mastectomy in a patient with breast cancer 1 (BRCA1) mutation. The mastectomy included resection of nearly the entire left pectoralis major muscle, with homolateral axillary lymphadenectomy and reconstruction of the large chest wall defect with a fasciocutaneous thoracoabdominal flap based on the posterior intercostal arteries.

Keywords: Reconstruction; Plastic surgery; Breast neoplasms; Mutation; Surgical oncology.

 

RESUMO

O presente estudo objetiva relatar a técnica do retalho toracoabdominal pós-mastectomia por tumor localmente avançado em paciente com mutação de BRCA1. Foi realizada a mastectomia com ressecção de quase todo o músculo peitoral maior à esquerda, com linfonodectomia axilar homolateral e reconstrução do grande defeito da parede torácica com retalho toracoabdominal fasciocutâneo, baseado nas artérias intercostais posteriores.

Palavras-chave: Reconstrução; Cirurgia plástica; Neoplasias da mama; Mutação; Oncologia cirúrgica

 

Technique with double muscle and fasciocutaneous flap in the correction of sciatic pressure ulcers

Flávia Mesquita Soares; Raphael Barreto Campos
Rev. Bras. Cir. Plást. 2022;37(1):121-124 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Pressure ulcers are lesions caused on the skin and underlying tissues due to local pressure force, usually at points of bony prominences. Here, we mention the case of a bedridden patient due to a spinal cord injury caused by myelomeningocele who developed an ulcer in the right ischial region, treated with the technique of muscular fasciocutaneous flaps on the posterior aspect of the thigh. As it is a lesion routinely found in these patients with functional limitations, it is essential to carry out adequate treatments aimed at the patient's clinical improvement and minimizing the rate of relapses. In addition, the implementation of new surgical techniques is extremely important, given the enormous variety of pressure injuries.

Keywords: Pressure injury; Meningomyelocele; Spina bifida cystica; Myocutaneous flap; immobilization.

 

RESUMO

Úlceras por pressão são lesões ocasionadas na pele e tecidos subjacentes devido à força de pressão local, geralmente em pontos de proeminências ósseas. Cita-se aqui o caso de uma paciente acamada devido à lesão medular por mielomeningocele que evoluiu com úlcera em região isquiática à direita, tratada com técnica de retalhos muscular e fasciocutâneo de face posterior da coxa. Por ser lesão rotineiramente encontrada nesses pacientes portadores de limitações funcionais, é fundamental a realização de tratamentos adequados que visem a melhora clínica do paciente e minimizar índice de recidivas. Além disso, é de suma importância a implementação de novas técnicas cirúrgicas, haja vista a enorme variedade de lesões por pressão.

Palavras-chave: Úlcera por pressão; Meningomielocele; Espinha bífida cística; Retalho miocutâneo; Imobilização

 

Giant malignant fibrous histiocytoma of the face: case report of microsurgical repair using a transverse rectus abdominis myocutaneous flap

RUI ANTONIO AQUINO DE AZEVEDO; BRENO RICELLY ÁVILA PINHEIRO; RAINA CATERINA COELHO ARRAIS; BRUNO FABRÍCIO ÁVILA PINHEIRO
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(1):143-147 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: The resection of invasive tumors of the head and neck can result in extensive and complex defects requiring immediate repair. One repair option is the transfer of a transverse rectus abdominis myocutaneous (TRAM) flap pedicled on deep inferior epigastric vessels using vascular microsurgery. This study aimed to register a procedure used in the microsurgical treatment of giant malignant fibrous histiocytoma of the face using a TRAM flap.
Case Report: A male patient sought medical care for a giant tumoral lesion in the right hemiface. Computed tomography of the skull revealed a voluminous expansive process of vegetating aspect with poorly defined borders. The excision of the tumor affected the right masseter and temporalis muscles, parotid gland, and right orbital and malar bones. Subsequently, microsurgical withdrawal of the TRAM flap was performed with the deep inferior epigastric artery through a surgical incision in the hypogastric area. Dissection of the facial artery and vein under microscopy and venous and arterial anastomoses followed. The flap was intact with good perfusion and no signs of infection.
Conclusions: Microsurgical facial reconstruction allows head and neck surgeons to resect large tumors.

Keywords: Myocutaneous flap; Reconstructive surgical procedures; Neoplasms; Rectus abdominis; Face

 

RESUMO

Introdução: A ressecção de tumores invasivos de cabeça e pescoço pode resultar em defeitos extensos e complexos exigindo reparação imediata. Uma das opções de reparação é a transferência, utilizando técnica de microcirurgia vascular, do retalho musculocutâneo do reto abdominal pediculado nos vasos epigástricos inferiores profundos (TRAM). O presente estudo tem como objetivo registrar um procedimento utilizado no tratamento reparador microcirúrgico de fibrohistiocitoma maligno gigante de face com retalho TRAM.
Relato de Caso: Paciente procurou atendimento médico devido a lesão tumoral gigante em hemiface direita. Foi realizada a tomografia computadorizada do crânio revelando volumoso processo expansivo de aspecto vegetante com limites mal definidos. Após os procedimentos básicos no pré-operatório, realizou-se a exérese do tumor que acometia músculos masseter e temporal direito, glândula parótida, assoalho orbitário à direita e osso malar. Posteriormente, retirou-se o retalho microcirúrgico do músculo reto do abdome em conjunto com a artéria epigástrica inferior profunda através de incisão cirúrgica da área hipogástrica. Em seguida, dissecção da artéria e veia facial utilizando microscópio e anastomoses venosa e arterial. Quanto à evolução retalho apresentou-se íntegro, com boa perfusão, sem sinais de infecção.
Conclusões: A reconstrução facial microcirúrgica oferece liberdade ao cirurgião de cabeça e pescoço para realizar grandes ressecções tumorais.

Palavras-chave: Retalho miocutâneo; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Neoplasias; Reto do abdome; Face

 

Fechamento de defeito lombar secundário à mielomeningocele baseado nos pedículos secundários do retalho musculocutâneo ilhado reverso do latíssimo do dorso: um relato de caso

GUILHERME FERREIRA SEDÍCIAS; KLEITON CARDOZO BOSCHI; IGOR RUDAH SANTOS SANTANA; JULIA LEAL DANTAS VASCONCELOS; MAYARA RAYSSA DANTAS BORGES; EDILSON XAVIER JUNIOR
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(Suppl.3):64-66 - Articles

PDF Portuguese

RESUMO

Introdução: A mielomeningocele ou espinha bífida aberta é uma malformação congênita da coluna vertebral que ocorre nas primeiras quatro semanas de gestação, decorrente do defeito de fechamento do tubo neural. Na atualidade se dispõem de diferentes técnicas reconstrutivas para o fechamento dos defeitos da linha média, tanto cervicais, como torácicos, lombares e sacrais. A eleição da técnica dependerá da natureza do defeito, de seu tamanho e profundidade, do tecido disponível para a reconstrução e das condições clínicas e nutricionais do paciente.
Objetivos: Relatar um caso de um paciente com sequelas de mielomengingocele, cujo tratamento reconstrutivo da úlcera crônica lombar foi realizado com retalho reverso e ilhado do músculo latíssimo do dorso, após múltiplas tentativas de reconstrução com outras técnicas sem sucesso.
Relato de Caso: Uma criança de 7 anos de idade foi encaminhada ao setor de cirurgia plástica, com o objetivo de reconstruir uma grande área ulcerada na região lombar, de forma ovóide, aproximadamente de 10,0cm x 8,0cm, secundária à mielomeningocele.
Discussão: O paciente foi submetido ao fechamento do defeito lombar (úlcera crônica) com retalho musculocutâneo ilhado reverso do latíssimo do dorso.
Conclusão: O uso do retalho do músculo grande dorsal reverso é uma boa opção para a cobertura de grandes defeitos da região toracolombar e o planejamento cirúrgico é simples, seguro e sua morbidade pós-operatória é mínima, atingindo um resultado estético satisfatório tanto para o paciente quanto para o cirurgião plástico.

Palavras-chave: Meningomielocele; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Retalho miocutâneo; Cirurgia plástica; Úlcera cutânea

 

The use of digital photography in the follow-up of surgical neoplastic wound: a case report

BARBARA BRAGA CAVALCANTE; KATIA TORRES BATISTA; HUGO JOSE DE-ARAUJO; MARIA IRENI ZAPALOWSKI GALVAO
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(4):605-608 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: The characteristics of cancer wounds are unusual and are often difficult to describe in writing. Therefore, digital photography may be used to describe and manage these wounds.
Case Report: A young female patient with a recurring lesion measuring 20 × 18 × 13.7 cm in the left thigh was diagnosed with synovial sarcoma. Digital photography was used to facilitate evaluation and treatment of her complex cancer wound. The patient underwent tumor excision, dressings, and skin grafting; the follow-up was carried out with photographic records using a cell phone camera, which were inputted into the electronic medical record and interpreted by the medical team.
Conclusion: The use of photographs was important because it allowed rapid wound evaluation, could be shared with the team to evaluate the treatment plan, and was an important tool for legal purposes and teaching.

Keywords: Photographs; Surgical oncology; Scar; Surgical wound; Oncology

 

RESUMO

Introdução: As feridas oncológicas apresentam características peculiares, muitas vezes difíceis de expressar no texto escrito. A fotografia digital pode contribuir na descrição e na assistência destas feridas.
Relato do Caso: Relatar o caso de paciente do sexo feminino, jovem, com lesão recidivada medindo 20x 18x13,7cm na coxa esquerda e diagnóstico de sarcoma sinovial. Utilizou-se a fotografia digital como facilitador na avaliação e tratamento de ferida oncológica complexa. A paciente foi submetida à exérese do tumor, curativos e enxertia de pele; o acompanhamento foi realizado com registros fotográficos com câmera do telefone celular, inserido no prontuário eletrônico e proporcionou a fotointerpretação pela equipe de saúde.
Conclusão: O uso da fotografia foi importante, pois permitiu a avaliação rápida da ferida, pôde ser transmitida à equipe para avaliação do plano de tratamento e foram importantes ferramentas legais e para o ensino.

Palavras-chave: Fotografias; Oncologia cirúrgica; Cicatriz; Ferida cirúrgica; Oncologia

 

Indexers

Licença Creative Commons All scientific articles published at www.rbcp.org.br are licensed under a Creative Commons license