ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Print: 1983-5175

Showing of 1 until 20 from 307 result(s)

Search for : Retalhos cirúrgicos; Músculo esquelético; Pernas; Traumatismos da perna; Ferimentos e lesões; Amputação traumática

Reverse flow sural artery flap

LÚCIO FLÁVIO MANETA MARTINS BELÉM, JOSÉ CESÁRIO DA SILVA ALMADA LIMA, FELIPE PACHECO MARTINS FERREIRA, EDUARDO DE MELO FERREIRA, FREDERICO VIEIRA PENNA, MARCELO BORGO ALVES
Rev. Bras. Cir. Plást. 2007;22(4):195-201 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: The reverse flow sural artery flap is an important skin flap that can be used for reconstruction of tissue defects of the distal third of the leg, heel and proximal plantar region. It is a versatile flap with a wide arc of rotation that varies from 90º-180º and has an axial pattern based on reverse flow of superficial sural artery and main venous drainage by the short saphenous vein. Method: Twenty-two patients were operated with ages ranging from 12 to 71 years and 19 cases due to motorcycle accident. Results: Five (22%) flaps had parcial necrosis and one (4.1%) showed total loss. Split thickness skin on donor site was done in 18 (82%) cases.

Keywords: Leg injuries, surgery. Surgical flaps. Reconstructive surgical procedures. Sural nerve, surgery

 

RESUMO

Introdução: O retalho sural de fluxo reverso é um importante retalho fasciocutâneo, que pode ser usado para a reconstrução de perda de substância do terço distal da perna, calcâneo e região plantar proximal. É um retalho versátil, com amplo arco de rotação, que varia de 90º-180º e apresenta padrão axial baseado no fluxo arterial reverso da artéria sural superficial ramo da artéria fibular e drenagem venosa principal por tributárias surais da veia safena parva. Método: Foram operados 22 pacientes, com idade variando de 12 a 71 anos, sendo 19 casos devido a acidente automobilístico. Resultados: Cinco (22%) retalhos apresentaram necroses parciais e um (4,1%) apresentou necrose total. Enxertia em área doadora foi realizada em 18 (82%) casos.

Palavras-chave: Traumatismos da perna, cirurgia. Retalhos cirúrgicos. Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos. Nervo sural, cirurgia

 

The use of soleus muscle flap in musculocutaneus losses of the middle third of lower leg

Theodoria Horstt Bacelar
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(2):211-220 - Original Article

PDF Portuguese

ABSTRACT

Introduction: Lower limb damaged areas are open doors to infection, to the loss of plasma, blood, electrolytes and fluids, in addition to being responsible for intense pain. Therefore it is necessary to cover them as soon as possible so that the patient can be stabilized preventing early complications and future sequels. Muscle and musculocutaneous flaps are used to repair these areas. Over the years several treatments with flaps have been suggested for injuries repairment, among them the soleus muscle flap, the focus of this work. Objective: To describe the author's experience using the rotation of the soleus muscle. Methods: Eighteen patients with loss of substance of the medial third of the leg were treated by using the rotation of the soleus muscle, from 2008 to 2010. Results: The results were satisfactory and without major complications. Conclusion: This is an option to treat lesions caused by various etiologies such as ulcers, osteomyelitis, loss of cutaneous substance of third middle leg, and to cover skin lesions with exposure of osteotendinous structures, becoming a great assistance tool to the plastic surgeon.

Keywords: Muscle, Skeletal. Lower Extremity. Surgical Flaps. Reconstructive Surgical Procedures.

 

RESUMO

Introdução: Áreas lesionadas de membros inferiores são portas abertas à infecção, às perdas de plasma, sangue, eletrólitos e líquidos, além de serem responsáveis por dor intensa. Por isso, é necessário cobri-las o mais rapidamente possível, para que o paciente se estabilize precocemente, prevenindo complicações e futuras sequelas. Os retalhos musculares e musculocutâneos são opções de reparo cirúrgico destas áreas. Ao longo dos anos, sugeriram vários tratamentos com retalhos para reparações de lesões, dentre eles o retalho do músculo sóleo, foco deste trabalho. Objetivo: Relatar a experiência do autor empregando a rotação do músculo sóleo. Método: Foram tratados cirurgicamente 18 pacientes com perda de substância no terço medial da perna, utilizando a rotação do músculo sóleo, no período de 2008 a 2010. Resultados: Os resultados obtidos foram satisfatórios e sem complicações maiores. Conclusão: Este procedimento é um recurso para o tratamento de lesões decorrentes de diferentes etiologias, como úlceras, osteomielite, perda de substância cutânea de terço médio da perna e cobertura cutânea em lesões com exposição de estruturas osteotendinosas, tornando-se uma ferramenta de grande auxílio ao cirurgião plástico.

Palavras-chave: Músculo Esquelético. Extremidade Inferior. Retalhos Cirúrgicos. Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

Effect of medial hemisoleus muscle flap on wound healing in the medial and distal thirds of the lower leg

EMILIANO JOSÉ CANTON; MARCELO LIMA PUPO NOGUEIRA; LUCAS AUGUSTO CANTON FERREIRA; DENÍLSON MARCOS CÚRCIO
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(4):501-510 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: The use of many flaps has been described to repair substance loss in the medial and distal thirds of the lower leg. The main advantage of the muscle medial hemisoleus flap is preserving one half of the innervated medial soleus muscle in situ and keeping the foot's plantar flexion power. Moreover, the flap has a longer arc of rotation. As recently described, new vascular concepts and techniques have increased flap viability. This study aimed to examine the use and advantages of the medial hemisoleus flap with emphasis on an indication and complication analysis.
Methods: Over a 10-year period, nine medial hemisoleus flaps were executed to repair traumatic wounds with tibial exposure in eight patients. We describe the indications and surgical techniques in detail.
Results: Complete wound healing was achieved in all patients. There was a low donor-site complications rate. One patient suffered from partial necrosis of the extremity flap. The mean operative time was 2 h.
Conclusions: The medial hemisoleus flap is useful for repairing substance loss and provides coverage with intermediary thickened tissue, high vascularity, minimal donor-site morbidity, foot plantar flexion power preservation, faster rehabilitation, accessible surgical techniques, and a shorter operative time.

Keywords: Reconstructive surgical procedures; Lower extremity; Muscle, skeletal; Surgical flaps

 

RESUMO

Introdução: Muitos retalhos são descritos para reparar as perdas de substância nos terços médio e distal da perna. A principal vantagem do retalho de músculo hemisóleo medial é a preservação da inervação da metade do músculo sóleo no sítio doador, mantendo a força de flexão plantar. Além disso, este retalho tem um arco de rotação maior quando comparado ao retalho de músculo sóleo convencional. Novos conceitos vasculares e técnicos, descritos recentemente, aumentaram a viabilidade deste retalho. O objetivo deste estudo é relatar a utilização do retalho de hemisóleo medial enfatizando as vantagens, reafirmando as indicações e analisando as complicações.
Métodos: Em dez anos, um total de nove retalhos de hemisóleo medial foram confeccionados para a reparação de feridas traumáticas com exposição da tíbia em oito pacientes. Os critérios de indicação e técnica cirúrgica são descritos detalhadamente.
Resultados: A cicatrização completa da perda de substância foi alcançada em todos os pacientes. Observou-se baixo índice de complicações no leito doador e em um paciente houve necrose parcial da extremidade do retalho. O tempo médio de realização do procedimento foi de duas horas.
Conclusões: Retalhos de hemisóleo medial são muito úteis na reparação destas perdas de substância e permitem a cobertura com tecido de espessura intermediária, rica vascularização, baixo índice de morbidade na área doadora, preservação da função motora plantar, reabilitação mais rápida no pós-operatório, técnica cirúrgica acessível e menor tempo operatório.

Palavras-chave: Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Extremidade inferior; Músculo esquelético; Retalhos cirúrgicos

 

Coverage of the lower third of the limb and foot injuries using reverse sural fasciocutaneous flap described by Carriquiry

CAMILA GARCIA SOMMER; ALUÍSIO MARINO ROMA; LAURO ARNOLDO FERREIRA KOEHLER; CRISTIANE CAMARGO FERREIRA; VERENA BENEDICK COIMBRA; ANTONIO ROBERTO BOZOLA
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(2):243-249 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Skin grafts are not effective to cover lesions in the distal third of the lower limbs that expose the bones, joints, tendons, and blood vessels due to a limited vascular bed and poor granulation of the wounds. These lesions can only be corrected with microsurgical transfer or muscle, myocutaneous, or fasciocutaneous flaps.
Methods: The lower border of the flap was marked 5 cm above the malleolus. The upper border was marked after providing sufficient length for complete coverage of the lesion. The incision was performed at the marked upper border, and the skin and subcutaneous tissue were elevated together with muscle fascia. The sural nerve was preserved in its original bed. The flap was lifted to the marked lower border (the pedicle). At this point, the flap was transposed at a sufficient angle to cover the lesion.
Results: Eight cases of surgery were conducted using the flap described above. All cases had exposed bones and tendons in the distal region of the limb, back of the foot, or both, in which the reverse sural fasciocutaneous flap with the technique proposed by Carriquiry was used. The cases showed satisfactory esthetic and functional results.
Conclusion: The used flap can correct lesions of the lower third of the limbs and foot. It is relatively easy to make, with good vascular supply, and there is no functional loss of the donor area.

Keywords: Reconstructive surgical procedures; Leg injuries ; Foot injuries; Surgical flaps; Sural nerve

 

RESUMO

Introdução: Lesões no terço distal dos membros inferiores, com exposição de ossos, articulações, tendões e vasos sanguíneos, não são passíveis do uso de enxertos de pele. Isto ocorre porque o leito vascular é exíguo e pela pobre granulação das feridas, podendo apenas ser corrigidas com retalhos musculares, miocutâneos, fasciocutâneos ou transferência microcirúrgica.
Métodos: O retalho em seu limite inferior é demarcado a partir de 5cm acima dos maléolos. Superiormente, é marcado num comprimento suficiente para cobertura total da lesão. Realizada incisão em demarcação prévia, e elevados pele e tecido subcutâneo juntamente com a fáscia muscular. O nervo sural é preservado em seu leito original. A elevação do retalho se dá até o ponto inferior marcado (o pedículo). Neste ponto, o retalho é transposto numa angulação suficiente para alcançar a lesão.
Resultados: Oito casos foram operados utilizando o retalho descrito. Todos apresentavam exposição de ossos e tendões em região distal da perna, dorso do pé ou ambos, nos quais foram utilizados o retalho fasciocutâneo reverso da perna com a técnica proposta por Carriquiry. Os casos apresentaram resultados estético e funcional satisfatórios.
Conclusão: O retalho utilizado se presta à correção de lesões do terço inferior da perna e do pé. É relativamente fácil de ser confeccionado, com bom suprimento vascular, e não há perda funcional do leito doador.

Palavras-chave: Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Traumatismos da perna; Traumatismos do pé; Retalhos cirúrgicos; Nervo sural

 

Versatility of the medial gastrocnemius muscle flap in reconstructing lower limb soft tissue lesions

Jefferson Lessa Soares de Macedo; Simone Corrêa Rosa; Adilson Alves da Silva; Altino Vieira de Rezende Filho Neto; Pedro Henrique Silva Ruguê; Cristiano Scartazzini
Rev. Bras. Cir. Plást. 2016;31(4):527-533 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: Covering complex lower limb wounds is a major challenge. The medial gastrocnemius muscle flap is usually indicated for reconstruction of loss of substance of the knee and proximal third of the leg. The objective of this study was to evaluate the results using gastrocnemius muscle flaps in lower limb wounds. METHODS: A total of 28 patients with loss of substance in the lower limbs were treated with medial gastrocnemius muscle flaps. Data were obtained from clinical records of patients who underwent surgery from 2003 to 2012. RESULTS: In 28 patients who underwent surgery, the age range was 4 to 57 years, with a mean of 30.6 years. The etiology of the lesions was a motorcycle accident in 16 cases (57.1%), being run over in 8 cases (28.6%), car crash in 2 cases (7.2%), meningococcemia in 1 case (3.6%), and snake bite in 1 case (3.6%). After an average follow-up of 15 months (range: 6 to 26 months), all patients had stable coverage. The mean number of preoperative debridements was 2.4 (range: 1 to 8). In 22 patients, the flaps were made without the release of the muscle origin and in 6 patients the muscle flaps were separated from their origin in the femur. CONCLUSIONS: Transfer of a gastrocnemius muscle flap is a simple and safe procedure in the treatment of lower limb injuries. The application of the medial gastrocnemius muscle flap was demonstrated in different situations, with satisfactory results and easy reproducibility.

Keywords: Surgical flaps; Skeletal muscle; Legs; Leg injuries; Wounds and injuries; Traumatic amputation

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: A cobertura de feridas complexas de membros inferiores é um grande desafio. O retalho muscular do gastrocnêmio medial é comumente indicado para reconstrução de perdas de substância do joelho e terço proximal da perna. O objetivo desse trabalho é avaliar os resultados da utilização do retalho muscular do gastrocnêmio nos casos de ferida em membros inferiores. MÉTODOS: Um total de 28 pacientes com perda de substância de membros inferiores foi tratado com retalho muscular do gastrocnêmio medial. Os dados foram obtidos em registros clínicos dos pacientes operados no período de 2003 a 2012. RESULTADOS: Vinte e oito pacientes foram operados, com idades variando de 4 a 57 anos, e média de 30,6 anos. A etiologia das lesões foi acidente por motocicleta em 16 casos (57,1%), atropelamentos em oito casos (28,6%), acidente automobilístico em dois casos (7,2%), meningococcemia em um caso (3,6%) e acidente ofídico em um caso (3,6%). Depois de um seguimento médio de 15 meses (variação de 6 a 26 meses), todos pacientes mostraram cobertura estável. O número médio de desbridamentos pré-operatórios foi 2,4 (variação de 1 a 8). Em 22 pacientes, os retalhos foram confeccionados sem a liberação da origem muscular e em seis pacientes os retalhos musculares foram separados de sua origem no fêmur. CONCLUSÕES: A transferência do retalho muscular do gastrocnêmio é um procedimento simples e seguro no tratamento de lesões de membros inferiores. Foi demonstrada a aplicação do retalho muscular do gastrocnêmio medial em diferentes situações, com resultados satisfatórios e fácil reprodução.

Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos; Músculo esquelético; Pernas; Traumatismos da perna; Ferimentos e lesões; Amputação traumática.

 

Reverse sural flap as an alternative to microsurgical reconstruction of extensive foot wound after electrical burn: case report

Gustavo Moreira Clivatti; Renan Diego Américo Ribeiro; Danielle Nunes Briza; Carlos Eduardo Verzine Garcia; Dimas André Milcheski; Rolf Gemperli
Rev. Bras. Cir. Plást. 2022;37(2):239-244 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: To present a reverse sural flap case report as an alternative to microsurgical flap in foot reconstruction after electrical trauma. The report presented is of a patient treated by the Burns and Complex Wounds groups of the Plastic Surgery Service of the Hospital das Clínicas of the Faculty of Medicine of the University of São Paulo in 2020.
Case Report: Male patient, 35 years old, without comorbidities, victim of high voltage electrical trauma (1300V) at home, affecting upper and lower limbs bilaterally. Due to the severity of the injuries, he underwent left transtibial amputation and serial debridement in the contralateral limb, resulting in a defect in the medial face, hallux and entire dorsum of the right foot, with bone exposure. Due to the failure of reconstruction with a microsurgical flap of the vastus lateralis muscle, reconstruction with a reverse sural flap was chosen. It evolved with distal necrosis, requiring new debridement and re-advancement of the flap. In the follow-up, he presented a favorable evolution and is in the process of rehabilitation.
Conclusion: The reverse sural flap proved to be suitable for the salvage treatment of extensive foot injuries after the failure of microsurgical therapy, offering stable coverage and excellent contour, thus allowing satisfactory patient rehabilitation.

Keywords: Burns; Wounds and injuries; Surgical flaps; Reconstructive surgical procedures; Wound closure techniques; Tissue transplantation.

 

RESUMO

Introdução: Apresentar um relato de caso de confecção de retalho sural reverso como alternativa ao retalho microcirúrgico na reconstrução de pé após trauma elétrico. O relato apresentado é de um paciente atendido pelos grupos de Queimaduras e Feridas Complexas do Serviço de Cirurgia Plástica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, no ano de 2020.
Relato de Caso: Paciente masculino, 35 anos, sem comorbidades, vítima de trauma elétrico de alta voltagem (1300V) em domicílio, acometendo membros superiores e inferiores bilateralmente. Devido à gravidade das lesões, foi submetido a amputação transtibial à esquerda e desbridamentos seriados no membro contralateral, resultando em defeito em face medial, hálux e todo dorso do pé direito, com exposição óssea. Devido ao insucesso de reconstrução com retalho microcirúrgico de músculo vasto lateral, optou-se por reconstrução com retalho sural reverso. Evoluiu com necrose distal, sendo necessário novo desbridamento e reavanço do retalho. No seguimento, apresentou evolução favorável, e está em processo de reabilitação.
Conclusão: O retalho sural reverso mostrou-se adequado para o tratamento de resgate de lesão extensa em pé após falha da terapia microcirúrgica, oferecendo cobertura estável e ótimo contorno, permitindo, assim, reabilitação satisfatória do paciente.

Palavras-chave: Queimaduras; Ferimentos e lesões; Retalhos cirúrgicos; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Técnicas de fechamento de ferimentos; Transplante de tecidos

 

Complex reconstruction of the upper and lower limbs by using reverse-flow flaps: a series of 32 cases

Caio Alcobaça Marcondes; Salustiano Gomes de Pinho Pessoa; Breno Bezerra Gomes de Pinho Pessoa; Arthur André Hartmann
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(4):622-625 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: Reconstruction of the soft tissues after loss of substance in the distal third of the upper and lower limbs, in particular when associated with the exposure of noble structures (bone, tendon, nerves, or blood vessels), remains a challenge in plastic surgery. Fasciocutaneous reverse flow flaps are an efficient surgical option for covering small and medium lesions in this location. METHOD: A retrospective clinical study was performed on a series of 32 cases of complex trauma of the upper and lower limbs treated between January 2013 and December 2014. RESULTS: A total of 24 reverse-flow flaps were performed in the lower limbs and eight in the upper limbs, resulting in efficient coverage of the defects. CONCLUSION: Reverse-flow flaps are reliable and present rotation arcs that allow coverage of a variety of lesions in the distal third of the upper and lower limbs.

Keywords: Surgical flaps; Reconstructive surgical procedures; Hand trauma; Lesion of the soft tissues; Leg trauma/surgery.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: A reconstrução de partes moles após perdas de substância do terço distal dos membros superiores e inferiores, principalmente quando associada à exposição de estruturas nobres (osso, tendão, nervos ou vasos sanguíneos), continua a desafiar a cirurgia plástica. Os retalhos fasciocutâneos de fluxo reverso são uma eficiente opção cirúrgica na cobertura de lesões pequenas e médias nesta localização. MÉTODO: Foi realizado um estudo clínico retrospectivo, no período de janeiro de 2013 a dezembro de 2014, de uma série de 32 casos de traumas complexos em membros superiores e inferiores. RESULTADOS: Foram realizados 24 retalhos de fluxo reverso nos membros inferiores e 8 nos membros superiores, observando-se uma cobertura eficaz dos defeitos. CONCLUSÃO: Os retalhos de fluxo reverso são confiáveis e apresentam arcos de rotação que permitem a cobertura de lesões diversas no terço distal de membros superiores e inferiores.

Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Traumatismos da mão; Lesões dos tecidos moles; Traumatismos da perna/cirurgia.

 

A profile of patients with lower limb trauma treated by the Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência reconstructive surgery team

Thamy Harumi Cardoso Motoki; Karen Costa Carvalho; Fabiel Spani Vendramin
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(2):276-281 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

BACKGROUND: In the area of medical emergency services, the incidence of trauma to the lower limbs is growing, and excessive damage may result in incapacity and physical disabilities. The aim of this study was to evaluate the epidemiological profile of patients with lower limb trauma who were treated by the reconstructive surgery team of Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência. METHODS: This prospective cohort study included patients with lower limb trauma who were under the care of the reconstructive surgery team. RESULTS: The study mainly included young male road accident victims (primarily motorcycle) with dark complexions who were single and had not completed their elementary education. Ninety percent of the subjects had a paid occupation with a per capita mean monthly income of R$290.76 [122.76 USD]. Sixty-five percent of these subjects were alcohol consumers and 35% were smokers. The majority of the patients came from interior areas of Pará. The most commonly sustained injuries were contused lacerated wounds of the leg with exposure of the underlying structures. The median length of time between the trauma occurrence and surgery was 32.5 days. The principal reasons for postponing surgery included delays in approval for patient assessment by the plastic surgery team and waiting for the wound condition to improve. Reconstruction with flaps was used in 65% of cases with or without grafts, with the most common procedure using reverse-flow sural flaps. A cutaneous graft alone was used in 35% of the patients. CONCLUSIONS: Young, low-income, motorcycle-riding males with poor education levels, dark complexions, and alcohol consuming and smoking habits are the most involved in accidents that cause injuries to the lower limbs and require surgical reconstruction.

Keywords: Plastic surgery. Lower extremity. Reconstructive surgical procedures. Surgical flaps. Wounds and injuries.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: Nos serviços de urgências médicas, é crescente a incidência de lesões traumáticas de membros inferiores com perda de substância, que podem ocasionar deficiências e incapacitação física. O objetivo deste estudo foi avaliar o perfil epidemiológico das vítimas de trauma em membro inferior, atendidas pela equipe de cirurgia reparadora do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência. MÉTODO: Foi realizado um estudo de coorte prospectivo com pacientes que sofreram trauma de membro inferior e que se encontravam sob os cuidados da equipe de cirurgia reparadora. RESULTADOS: A amostra foi majoritariamente composta por homens jovens, vítimas de acidente de trânsito (principalmente por motocicletas), pardos, solteiros e com ensino fundamental incompleto. Noventa por cento dos pesquisados exerciam alguma atividade remunerada e apresentavam renda per capita mensal média de R$ 290,76. Sessenta e cinco por cento dos pesquisados eram etilistas, dos quais 35% eram tabagistas. A maioria dos pacientes era proveniente do interior do Pará. As lesões mais comuns eram as lacerocontusas, localizadas na perna e com exposição de estruturas nobres. O tempo decorrido entre o trauma e a cirurgia apresentou mediana de 32,5 dias. Os principais motivos de retardar a cirurgia foram atrasos na solicitação para que a equipe da cirurgia plástica avaliasse o paciente e espera para melhorar as condições da ferida. Retalhos foram utilizados em 65% dos casos, acompanhados ou não de enxertos, sendo o mais frequente o sural de fluxo reverso. Em 35% dos pacientes, realizou-se enxerto cutâneo isoladamente. CONCLUSÕES: Homens jovens, de baixa renda, com pouca escolaridade, pardos, etilistas, tabagistas e usuários de motocicletas são os mais envolvidos em acidentes que ocasionam lesões em membros inferiores que necessitam de reparo cirúrgico.

Palavras-chave: Cirurgia plástica. Extremidade inferior. Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos. Retalhos cirúrgicos. Ferimentos e lesões.

 

Reverse-flow sural flap: 10 years of clinical experience and modifications

Fabiel Spani Vendramin
Rev. Bras. Cir. Plást. 2012;27(2):309-315 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

BACKGROUND: The reverse flow sural flap has been featured as a relevant option for reconstruction of the distal region of the legs and feet. However, some common mistakes are made while surgeons are learning how to employ this flap. The aim of this study was to analyze use of the flap by surgeons in with 10 years of experience by comparing the first 5 years to the last 5 years in order to identify technical alterations that contribute to better results. This study also aimed at alerting the surgeons in the learning phase regarding the most important details that should be addressed when using this technique. METHODS: We studied the results obtained for 61 reverse flow sural flaps used from January 2002 to December 2011. The patients were divided into 2 groups: group 1, patients that underwent surgery from January 2002 to December 2006 and group 2, patients that underwent surgery from January 2007 to December 2011. In group 2, we made changes to the fasciocutaneous flaps that included dissection of a fasciosubcutaneous margin exceeding the cutaneous portion of the flap and preservation of a lane of skin over the pedicle. RESULTS: In group 1, the incidences of partial necrosis and total necrosis were 18.5% and 3.7%, respectively, whereas group 2 had an 8.8% incidence of partial necrosis and no cases of total necrosis. CONCLUSIONS: The reverse flow sural flap is a good option for the treatment of the distal region of the legs and feet. Experience with this technique and the additional cautions described herein may contribute to even better results.

Keywords: Surgical flaps. Reconstructive surgical procedures/methods. Leg injuries/surgery.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: O retalho sural de fluxo reverso tem se destacado como importante opção para reconstrução da região distal de pernas e pés. Alguns erros, porém, são comuns na fase de aprendizagem de emprego desse retalho. O objetivo deste estudo é analisar 10 anos de experiência com o emprego do retalho, comparando os primeiros 5 anos aos 5 anos subsequentes, buscando identificar se as alterações técnicas introduzidas contribuíram para obtenção de melhores resultados. Este estudo busca, ainda, alertar para os principais cuidados que os cirurgiões que estão em fase de aprendizagem da técnica devem tomar. MÉTODO: Foram estudados os resultados obtidos em 61 retalhos surais de fluxo reverso realizados no período de janeiro de 2002 a dezembro de 2011. Os pacientes foram alocados em dois grupos: grupo 1, constituído por pacientes operados de janeiro de 2002 a dezembro de 2006; e grupo 2, pacientes operados de janeiro de 2007 a dezembro de 2011. No grupo 2, foram realizadas alterações nos retalhos fasciocutâneos, como dissecção de uma borda fasciossubcutânea excedendo a porção cutânea do retalho e preservação de uma faixa de pele sobre o pedículo. RESULTADOS: No grupo 1, a incidência de necrose parcial foi de 18,5% e de necrose total, de 3,7%; no grupo 2, houve 8,8% de necrose parcial e nenhum caso de necrose total. CONCLUSÕES: O retalho sural de fluxo reverso é uma boa opção para o tratamento da região distal de pernas e pé. A experiência com a técnica e os cuidados implementados sugerem obtenção de melhores resultados.

Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos. Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos/métodos. Traumatismos da perna/cirurgia.

 

Reverse sural flap of the fasciosubcutaneous pedicle: a case report

DANIEL NUNES E SILVA; MARCELO ROSSETO; AGLIBERTO AUGUSTO BARSAGLINI MARCONDES REZENDE; ISABELA CARRIJO PESSOA
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(3):428-432 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Loss of substance in the lower third of the leg usually requires complex surgical procedures for tissue reconstruction. Among the existing options for tissue reconstruction, reverse sural flap of the fasciosubcutaneous pedicle or reverse adipofascial flap, described in the literature as a viable option, has been little studied compared with other techniques. The objectives of this study were to present the results of surgical treatment of a complex injury due to Achilles tendon rupture using the reverse sural flap of the fasciosubcutaneous pedicle concomitantly with total skin grafting and to discuss the advantages of the procedure as well as other surgical alternatives. Case report: A.D., a 28-year-old male patient, presented with a complex injury in the lower third of the leg because of a poor outcome of surgical repair of Achilles tendon rupture that had occurred during an automobile accident more than 30 days previously. The patient underwent injury reconstruction with the reverse sural flap of the fasciosubcutaneous pedicle. The postoperative result was favorable, without complications. Conclusion: The surgical technique described here is satisfactory for treating lesions in the lower third of the leg due to Achilles tendon rupture.

Keywords: Surgical flaps; Leg trauma; Reconstructive surgical procedures; Operative surgical procedures; Ankle trauma

 

RESUMO

Introdução: As perdas de substância no terço inferior da perna costumam exigir elaboradas estratégias cirúrgicas para sua reconstrução. Dentre as opções existentes, o uso do retalho sural reverso de pedículo fasciossubcutâneo ou adipofascial reverso, citado na literatura como interessante alternativa, é pouco relatado, se comparado às outras técnicas mais utilizadas. O objetivo deste estudo é apresentar o resultado do tratamento de uma lesão exposta do tendão de Aquiles, realizado com retalho sural reverso de pedículo fasciossubcutâneo, associado à enxertia de pele total no mesmo tempo cirúrgico, discutindo as alternativas técnicas e as vantagens do procedimento.
Relato de caso: A.D., 28 anos, portador de lesão complexa em terço distal da perna, decorrente de evolução desfavorável de procedimento ortopédico de reconstrução do tendão de Aquiles rompido em acidente automobilístico, ocorrido há mais de 30 dias, foi submetido à reconstrução da ferida por meio do retalho sural reverso de pedículo fasciossubcutâneo. A evolução pós-operatória foi favorável, não havendo complicações ou intercorrências.
Conclusão: A técnica relatada apresentou uma boa opção com resultado satisfatório para a cobertura de lesão de terço inferior da perna com exposição do tendão de Aquiles.

Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos; Traumatismos da perna; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Procedimentos cirúrgicos operatórios; Traumatismos do tornozelo

 

Treatment of bone exposure of the lower limb using negative-pressure wound therapy in the acute phase followed by free flaps in the subacute phase

Gustavo Flosi stocchero
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(3):483-489 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

BACKGROUND: Fractures of the distal third of the leg, ankle, and foot frequently present with exposed bone, requiring specialized teams to accomplish skin coverage. These teams are often not readily available, which can prevent the standard treatment of extensive debridement, fracture fixation, and use of flaps, which is termed the "fix and flap" method. METHODS: The author proposes a 2-stage treatment method for such cases: negative pressure is imposed during debridement and bone exposure by the orthopedic team, followed by the elective preparation of free flaps for definitive coverage. Five patients were treated with a total of 6 free flaps, including 1 latissimus dorsi muscle and 5 of anterolateral thigh flaps. There was 1 total flap loss. Thus, the success rate was 83.34%. RESULTS: The patients had good outcomes with limb salvage, preserved function, and no osteomyelitis. CONCLUSIONS: Negative-pressure wound therapy is an option for the emergency treatment of open fractures of the lower limb, allowing the survival of elective free flaps without resulting in impairment as a final outcome.

Keywords: Leg bones. Leg injuries. Tissue transplantation. Surgical flaps.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: Traumas do terço distal da perna, do tornozelo e do pé cursam frequentemente com exposição óssea, demandando equipes especializadas para realizar a cobertura cutânea definitiva. Muitas vezes, essas equipes não estão prontamente disponíveis, o que pode impedir o tratamento padrão, que consiste em amplo desbridamento, fixação das fraturas e utilização de retalhos (fix and flap). MÉTODO: Neste trabalho, o autor propõe tratamento em duas etapas, sendo a primeira a instituição de terapia por pressão negativa quando do desbridamento e exposição óssea pela equipe da ortopedia, seguida pela realização de retalhos livres para cobertura definitiva, de forma eletiva. Foram tratados 5 pacientes, com realização de 6 retalhos livres, sendo 1 do músculo grande dorsal e outros 5 da face ântero-lateral da coxa. Houve perda total de um retalho, com índice de sucesso de 83,34%. RESULTADOS: Os pacientes apresentaram boa evolução, com salvamento do membro, função preservada, e sem osteomielite. CONCLUSÕES: A terapia por pressão negativa é uma opção no tratamento de urgência das exposições ósseas do membro inferior, permitindo a realização de retalhos livres de forma eletiva, sem prejuízo no resultado final para o paciente.

Palavras-chave: Ossos da perna. Traumatismos da perna. Transplante de tecidos. Retalhos cirúrgicos.

 

Eponychium flap for nail lengthening: series of cases

ANA LAURA CUNHA; TANIA LENA; LUCIA D OLIVEIRA; MATIAS CRAVIOTTO
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(Suppl.1):67-69 - 35ª Jornada Sul Brasileira de Cirurgia Plástica

PDF Portuguese

ABSTRACT

Introduction: The eponychium flap for nail lengthening has been shown to improve the aesthetic result in partial fingertip amputations. The aim of this work is to describe our experience using a modification of the eponychium flap described by Bakhach, at the University Hospital.
Method: We included 6 patients from the Chair of Plastic Surgery of the University Hospital assisted in 2018, with fingertip injuries treated with eponychium flap for nail lengthening, with modified Bakhach technique.
Results: Good to very good results were achieved in all cases, with a nail lengthening of 3 to 5 mm. There was one complication (infection).
Conclusions: The eponychium flap achieves very good esthetic results in fingertip defects with partial compromise of the nail bed. It is an easily reproducible technique, which can be performed in the same act as the reconstruction of soft parts with local flaps.

Keywords: Hand; Reconstruction; Amputation; Wounds and injuries; Nail diseases

 

RESUMO

Introdução: O retalho do eponíquio para alongamento ungueal tem provado melhorar notavelmente o resultado estético em amputações parciais da ponta do dedo. O objetivo deste estudo é descrever a nossa experiência utilizando uma modificação do retalho do eponíquio descrito por Bakhach, no Hospital Universitário.
Método: Foram incluídos 6 pacientes da Cátedra de Cirurgia Plástica do Hospital Universitário assistidos em 2018, com feridas da ponta do dedo tratadas com retalho do eponíquio para alongamento ungueal, com técnica de Bakhach modificada.
Resultados: Resultados bons a muito bons foram obtidos em todos os casos, com um alongamento ungueal de 3 a 5 mm. Surgiu uma complicação (infecção).
Conclusão: O retalho de eponíquio alcança resultados estéticos muito bons em defeitos na ponta do dedo, com compromisso parcial do leito ungueal. É uma técnica facilmente reprodutível, que pode ser realizada no mesmo ato que a reconstrução de partes moles com retalhos locais.

Palavras-chave: Doenças da unha; Mãos; Reconstrução; Ferimentos e lesões; Amputação traumática

 

Reverse-flow supramalleolar flap: clinical applications

Juliano Candido Batista
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(1):140-146 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

The distal regions of the lower limbs, including the lower third of the legs and feet, are very prone to soft tissue loss due to trauma and trophic lesions. The anterior part of the tibia with its slightly thick, vulnerable cover and large number of tendons, which cannot remain exposed, requires fast and complex skin coverage. The blood-flow direction, lack of muscle bellies for flaps, and inelastic skin for viable randomized flaps complicate this situation. In the past, intermediate-transfer flaps and cross-legged flaps were used for skin coverage, with drawbacks: they require more than one surgery, cause great discomfort to the patient, and are not always effective. Microsurgery is an option that greatly helps to cover lesions at this site; however, it requires a team with specialized training and equipment. Donor areas that are larger, may cause functional impairment, and use larger vascular trunks. Fasciocutaneous flaps with reverse flow may help to cover small and medium lesions at this location, with minor aesthetic and functional sequelae, and less surgical time. They are an effective surgical option because of their ease, safety, and versatility. The aim of this paper is to demonstrate the use of reverse-flow supramalleolar flaps in 4 different situations and discuss their advantages and applications.

Keywords: Surgical flaps. Leg injuries. Ankle injuries. Lower extremity/surgery.

 

RESUMO

As regiões distais do membro inferior, incluindo o terço inferior da perna e os pés, são áreas muito propensas a perda de partes moles por trauma e lesões tróficas. A posição anterior da tíbia, com sua cobertura pouco espessa e vulnerável, além da grande quantidade de tendões, que não podem permanecer expostos, exigem uma cobertura cutânea rápida e, ao mesmo tempo, complexa. A situação em relação à direção do fluxo sanguíneo, a escassez de ventres musculares para retalhos e pele pouco elástica para retalhos randomizados viáveis complicam esta situação. No passado, retalhos com transferência intermediária foram utilizados; assim como os de perna cruzada, "cross leg", ainda são, com desvantagens importantes: dependem de mais de um tempo cirúrgico, geram muito desconforto ao paciente e nem sempre são eficazes. A microcirurgia tornou-se uma opção que contribui muito para cobertura de lesões neste aspecto, porém, depende de equipe com treinamento e material especializado. As áreas doadoras são maiores, podem causar relativo déficit funcional e utilizam troncos vasculares maiores. Os retalhos fasciocutâneos de fluxo reverso podem contribuir para a cobertura de lesões pequenas e médias nesta localização, com sequelas funcionais e estéticas menores; e menor tempo cirúrgico. Constitui eficiente opção cirúrgica por sua facilidade, segurança e versatilidade. Neste estudo, temos o objetivo demonstrar o retalho supramaleolar de fluxo reverso utilizado em 4 casos, com aplicações em situações diferentes, com resultados satisfatórios de fácil execução e reprodução.

Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos. Traumatismos da perna. Traumatismos do tornozelo. Extremidade inferior/cirurgia.

 

Reconstruction of pelviperineal injuries with perforator flaps: clinical experience with 22 cases

Guilherme Cardinali Barreiro; Lincoln Saito Millan; Hugo Nakamoto; Eduardo Montag; Paulo Tuma Jr.; Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(4):680-684 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: Plastic surgery consultation is commonly sought for the treatment of pelviperineal injuries in general hospitals. The objective of this study was to present the experience acquired in the treatment of perineal, sacral, and hip injuries with the use of perforator flaps. METHODS: Patients referred to the Plastic Surgery Division of the Clinical Hospital of Medicine College of Universidade de São Paulo for evaluation of pelviperineal and hip wounds from February to May 2009 were retrospectively evaluated. A total of 22 patients underwent reconstruction with skin and fasciocutaneous flaps based on the perforator vessels, according to the inclusion criteria. The average follow-up period was 6 months. RESULTS: Pelviperineal injuries consisted of pressure ulcers in 20 cases (91%), deep infection in 1 case (45%), and perineal hidradenitis in 1 case (4.5%). The choice of flap for reconstruction was dependent on the local wound: 15 cases (68.2%) of sacral ulcers were repaired with a superior gluteal artery perforator flap; 3 cases (13.6%) of ischial ulcers were repaired with an inferior gluteal artery perforator flap; and 2 cases (9.1%) of trochanteric ulcers were repaired using a tensor fascia lata perforator flap. A fasciocutaneous gluteofemoral flap was selected for reconstruction of post Fournier' syndrome in 1 patient and was used after resection of perineal hidradenitis in 1 patient. A new suture for late primary closure was necessary in 3 (13.6%) cases in which the suture line dehiscence was < 10% of the injury perimeter during the first 15 post-operative days. There were no cases of > 3% necrosis of the flap surface. These results were maintained during the follow-up evaluation period. CONCLUSIONS: The results of the study were satisfactory, and the utility of surgical flaps without the incorporation of muscle for pelviperineal reconstruction was demonstrated. This treatment alternative decreases donor site morbidity and preserves the muscular tissue for future interventions.

Keywords: Perineum. Wounds and injuries. Pressure ulcer. Surgical flaps. Plastic surgery.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: As lesões pelveperineais representam grande parcela das interconsultas para o cirurgião plástico em hospitais gerais. O objetivo do presente trabalho é apresentar a experiência obtida no tratamento de pacientes com lesões perineais, sacrais e de quadril com o uso de retalhos com vasos perfurantes. MÉTODO: Foram estudados, retrospectivamente, os pacientes submetidos a avaliação pela equipe da Divisão de Cirurgia Plástica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, nos meses de fevereiro a maio de 2009, que apresentavam feridas em região pelveperineal e no quadril. No total, 22 pacientes foram submetidos a reconstrução com retalhos cutâneos e fasciocutâneos baseados em vasos perfurantes, de acordo com os critérios de inclusão. O período de seguimento médio foi de 6 meses. RESULTADOS: A lesão pelveperineal foi úlcera por pressão em 20 (91%) casos, infecção profunda em 1 (4,5%), e hidradenite perineal em 1 (4,5%). A opção dos retalhos foi previamente estabelecida, dependendo do local da ferida: úlceras sacrais, retalho baseado nas perfurantes da artéria glútea superior em 15 (68,2%) casos; úlceras isquiáticas, retalho baseado nos vasos perfurantes da artéria glútea inferior em 3 (13,6%) casos; e úlceras trocantéricas, retalho tensor da fascia lata perfurante em 2 (9,1%) casos. Retalho fasciocutâneo inervado gluteofemoral foi a opção para a reconstrução pós-síndrome de Fournier em um paciente e após ressecção de hidradenite perineal em outro. Houve necessidade de nova sutura para fechamento primário tardio em deiscência < 10% do perímetro da lesão em 3 (13,6%) casos, durante os primeiros 15 dias de pós-operatório. Não houve casos de necrose > 3% da superfície do retalho. Os resultados foram mantidos no período de seguimento avaliado. CONCLUSÕES: Os resultados obtidos no presente estudo foram satisfatórios e ficou demonstrada a utilidade de retalhos cirúrgicos sem incorporação de músculo para reconstruções pelveperineais. Essa alternativa para tratamento é menos mórbida para as áreas doadoras e preserva o tecido muscular para possível intervenção futura.

Palavras-chave: Períneo. Ferimentos e lesões. Úlcera de pressão. Retalhos cirúrgicos. Cirurgia plástica.

 

Systematization of dressings for clinical treatment of wounds

Pedro Henrique de Souza Smaniotto; Marcus Castro Ferreira; Cesar Isaac; Rafael Galli
Rev. Bras. Cir. Plást. 2012;27(4):623-626 - Special Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

The treatment of cutaneous wounds includes both medical and surgical methods; dressing is one of the most commonly used clinical treatments. An extensive therapeutic toolkit comprising passive dressings or dressings with active principles can help repair wounds in various situations. Dressings are used to improve the conditions of the wound bed and may occasionally be considered the definitive treatment, whereas in some cases, they may be considered an intermediate step to surgical treatment. Intelligent and biological wound dressings are currently classified as dermal substitutes and will not be discussed in this article. Dressings should be selected on the basis of knowledge of the pathophysiology of wound healing and tissue repair while keeping the systemic problems of the patient in mind.

Keywords: Bandages. Wound healing. Wounds and injuries.

 

RESUMO

O tratamento das feridas cutâneas inclui métodos clínicos e cirúrgicos, sendo o curativo um dos tratamentos clínicos mais frequentemente utilizados. Um vasto arsenal terapêutico composto por curativos passivos ou com princípios ativos é capaz de auxiliar na reparação do tegumento em diversas situações. Curativos visam a melhorar as condições do leito da ferida, podendo ser, em algumas ocasiões, o próprio tratamento definitivo, mas em muitas situações constituem apenas uma etapa intermediária para o tratamento cirúrgico. Curativos inteligentes e biológicos são hoje mais bem classificados como substitutos cutâneos e não serão considerados neste artigo. A escolha do curativo a ser utilizado deve ser baseada no conhecimento das bases fisiopatológicas da cicatrização e da reparação tecidual, sem nunca esquecer o quadro sistêmico do paciente.

Palavras-chave: Bandagens. Cicatrização. Ferimentos e lesões.

 

Reconstruction of the dorsal foot with a retrograde flow lateral supramalleolar flap in a 4-year-old child

Fábio Tacla Saad; Kleder Gomes de Almeida; Paulete Yuri Nnukariya Gomes de Almeida; Tatyanne Ferreira da Silva; Marina Buainain Balbuena; Bruno Barros Azevedo Coutinho; Gabriel Rahal Costa; Gustavo de Sousa Marques Oliveira; Alcides Martins Arruda
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):324-328 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: Injuries in the distal third of the leg may expose noble areas that should be covered. The lateral supramalleolar flap is one of a series of flaps described in the last decade; it is an elevated fasciocutaneous flap in the lateral aspect of the lower leg, and is employed as a distally based pedicled flap. The purpose of this case report is to present the surgical results and the effectiveness of the lateral supramalleolar flap in extensive lower limb injuries with significant loss of substance in a 4-year-old child. CASE REPORT: Patient A. K. E. S., a girl, was admitted 13 years previously. She had been in an accident, and had extensive injuries on the dorsum of the left foot, with exposure of noble areas approximately 6 cm in diameter. After debridement, lesion coverage was performed on the fifth day by using a fasciocutaneous lateral supramalleolar flap. The patient was discharged for outpatient monitoring and progressed without complication. She only returned to the hospital 13 years later, overweight and complaining of swelling on the dorsal aspect of the foot. Lipectomy of the distal third of the flap was performed, with uncomplicated progress. A second procedure for the proximal third was scheduled six months later. DISCUSSION: Injuries in the distal third of the leg may expose noble areas. Lateral supramalleolar, sural, and pedicled perforating flaps have similar applications, but show individual technical peculiarities. The lateral supramalleolar flap has no need for microsurgery, is rapidly performed, and simulates the receiving area while considering several local characteristics. CONCLUSION: This flap is easily implemented and reproducible, and can be used in children younger than 5 years of age. It is an alternative for injuries in the lower third of the leg, the ankle, and the foot.

Keywords: Surgical flaps; Lower extremity; Reconstructive surgical procedures; Leg injuries.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: Lesões em terço distal da perna podem deixar expostas áreas nobres, que devem ser recobertas. O retalho supramaleolar lateral faz parte de uma série de retalhos descritos na última década, é fasciocutâneo elevado no aspecto lateral da perna inferior, sendo empregado como um retalho pediculado com base distal. O objetivo do presente relato de caso é apresentar os resultados cirúrgicos e a eficácia do retalho supramaleolar lateral em lesões extensas no membro inferior com perdas de substâncias significativas em criança de 4 anos. RELATO DE CASO: Paciente A.K.E.S., sexo feminino, foi internada há 13 anos, vítima de atropelamento, com lesão extensa em dorso de pé esquerdo com exposição de áreas nobres de aproximadamente seis centímetros de diâmetro. Após desbridamento, no quinto dia foi realizada cobertura da lesão com retalho fasciocutâneo supramaleolar lateral. A paciente teve alta para acompanhamento ambulatorial, evoluindo sem intercorrência. Ela retornou ao serviço apenas 13 anos após com sobrepeso e reclamando do aumento de volume no dorso do pé. Foi realizada lipectomia do terço distal do retalho, evoluindo sem intercorrência. Um segundo procedimento do terço proximal foi programado para seis meses após. DISCUSSÃO: Lesões no terço distal da perna podem expor áreas nobres. Os retalhos supramaleolar lateral, sural e de perfurantes pediculados possuem aplicações semelhantes, mas apresentam peculiaridades técnicas individuais. Como vantagens no retalho supramaleolar lateral: não há necessidade de microanastomoses, é rápido para ser executado e simula a área receptora em várias características locais. CONCLUSÃO: É um retalho de maior facilidade de execução e reprodutível, podendo ser realizado em crianças menores de 5 anos. Tem sua aplicação como alternativa para lesões em terços inferiores da perna, tornozelo e pé.

Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos; Extremidade inferior; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Traumatismos da perna.

 

Latissimus dorsi muscle hypoplasy: case report

Tatiana Nunes Ferreira; Walter Soares Pinto; Douglas Haddad Filho
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(3):559-561 - Case Reports

PDF Portuguese

ABSTRACT

Introduction: The latissimus dorsi muscle is a wide and well vascularized flap with great versatility. Its reliance brings a very good option of reconstruction following mastectomy. It also can be used for head, neck and chest reconstruction both a pedicled or as a free flap. Case report: The authors present a case of a patient who was submitted to a left mastectomy 8 years ago and had immediate reconstruction with silicone implant that extruded due to radiotherapy. The initial surgery proposal was to perform a regular latissimus dorsi flap to rebuild the breast but during the procedure it was found a hypoplasic muscle that resulted in an impracticable proper reconstruction.

Keywords: Mastectomy. Surgical flaps. Muscle, skeletal/transplantation.

 

RESUMO

Introdução: O músculo grande dorsal é largo, um retalho muscular muito versátil e bem vascularizado. Devido a sua confiabilidade, é frequentemente usado para reconstrução de mama após mastectomia. Ele pode também ser usado na reconstrução de cabeça, pescoço e tórax, pediculado ou como retalho livre. Relato do caso: Os autores relatam o caso de uma paciente no pós-operatório de 8 anos de uma mastectomia esquerda e reconstrução imediata com implante mamário de silicone, que após radioterapia evoluiu com radiodermite e extrusão do implante. Foi programada, então, reconstrução com o músculo grande dorsal e, durante a cirurgia, foi identificado um músculo hipoplásico, que inviabilizou a sua utilização para o procedimento proposto.

Palavras-chave: Mastectomia. Retalhos cirúrgicos. Músculo esquelético/transplante.

 

Severe lower limb trauma

Regis Pietro Acempcion Guiraldo; Cassiana Martins Cabral; Ricardo Thompson Nora; José Álvaro Lourenço Gasques; Antonio Roberto Bozola
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(2):320-323 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Severe trauma to the lower limbs, with major skin loss and the compromise of vital structures, is often difficult to treat. A combination of several factors such as ability and effort made to distinguish lesion severity - that is, to differentiate recoverable traumas from those that will inevitably progress to amputation - plays an important role. Therefore, indices were developed to facilitate the stratification of injury severity and prediction of the need for amputation, such as the Mangled Extremity Severity Score (MESS). In this article, we report a case of severe trauma to the lower limb, where reconstruction was performed based on the MESS index with multiple muscle flaps, and a good functional outcome was achieved.

Keywords: Lower extremity. Leg injuries. Reconstructive surgical procedures. Amputation. Surgical flaps. Trauma severity indices.

 

RESUMO

Traumatismos graves de membros inferiores, com grandes perdas cutâneas e comprometimento de estruturas vitais, são casos de difícil resolução. A combinação de vários fatores, como esforço realizado e capacidade de distinguir a gravidade das lesões, ou seja, diferenciar as lesões recuperáveis ou viáveis daquelas que inevitavelmente irão evoluir para amputação, tem importante papel. Para tanto, surgiram índices que buscam estratificar a gravidade da lesão e predizer a necessidade de amputação, como o índice MESS (do inglês, Mangled Extremity Severity Score). Neste artigo, é reportado um caso de trauma grave de membro inferior, com reconstrução baseada no índice MESS, com emprego de múltiplos retalhos musculares e boa evolução funcional.

Palavras-chave: Extremidade inferior. Traumatismos da perna. Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos. Amputação. Retalhos cirúrgicos. Índices de gravidade do trauma.

 

Rehabilitation after partial brachial plexus palsy

Katia Torres Batista; Hugo José de Araújo
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(1):175-179 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

A variety of muscle transfer techniques have been proposed to restore motion of the upper extremities following severe brachial plexus palsy. Paralysis of the deltoid and supraspinatus muscles can be treated with transfer of the trapezius muscle. Paralysis of the wrist, hand, and digital extensor muscles can be corrected using the pronator teres, flexor carpi ulnaris, and palmaris longus muscles if the median nerve is preserved. Here we describe the rehabilitation of a patient with an old partial injury to the right brachial plexus that primarily involved the upper trunk from the C6 root to the posterior cord. Weakness of the deltoid muscle, wrist, and digital extensor muscles was observed. Microsurgical repair of the brachial plexus had not been performed. Tendon transfer surgery was performed to improve wrist, hand, and digital extension. One year later, transfer of the trapezius muscle was performed to stabilize the shoulder. The success of muscle transfer in the treatment of the brachial plexus palsy required the surgeon's specialization, the patient's motivation, and a rehabilitation program.

Keywords: Brachial plexus/injuries. Muscle, skeletal/physiopathology. Muscle, skeletal/ transplantation.

 

RESUMO

Muitas transferências musculares têm sido defendidas para restaurar os movimentos do membro superior após paralisia grave do plexo braquial. A paralisia dos músculos deltoide e supraespinal pode ser tratada por meio de transferência do músculo trapézio. A paralisia dos músculos extensores de punho, mão e dedos, quando o nervo mediano está preservado, pode ser corrigida com emprego dos músculos pronador redondo, flexor ulnar do carpo e palmar longo. Os autores descrevem um caso de reabilitação de paciente portador de lesão parcial antiga do plexo braquial à direita, de predomínio em tronco superior, principalmente da raiz de C6 e de fascículo posterior. Foi evidenciada fraqueza dos músculos deltoide e extensores do punho e dos dedos, sem antecedentes de reparo microcirúrgico do plexo braquial. Foi realizada, inicialmente, cirurgia de transferência tendínea para ganho de extensão de punho, mão e dedos e, após um ano, transferência do músculo trapézio, para estabilização do ombro. O sucesso na transferência para tratamento de paralisia do plexo braquial requereu especialização do cirurgião, motivação do paciente e programa de reabilitação.

Palavras-chave: Plexo braquial/lesões. Músculo esquelético/fisiopatologia. Músculo esquelético/transplante.

 

Reversed hemisoleus flap for wound coverage in the distal third of the leg

Marcus Vinicius Ponte de Souza Filho; Janete Clívea Eleutério de Oliveira Teixeira; Oscar Costa de Castro
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(4):710-713 - Case Reports

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Reconstruction of the distal third of the leg represents a challenge for many plastic surgeons. Although microsurgical flaps have been the method of choice for this reconstruction, many hospitals do not have equipment or microsurgical staff trained for this type of procedure. Moreover, the patient's clinical condition does not allow a more complex surgery in some cases. This study reports two cases of reconstruction of the distal third of the leg with reverse flap of the soleus muscle, based on the perforators of the posterior tibial artery, as an alternative to microsurgical flaps. The reverse soleus flap had an excellent outcome with short surgical duration, easy implementation, excellent resolution, and low morbidity of the donor area.

Keywords: Lower extremity. Soft tissue injuries. Surgical flaps. Muscle, skeletal.

 

RESUMO

A reconstrução do terço distal da perna representa um desafio para muitos cirurgiões plásticos. Usualmente, os retalhos microcirúrgicos têm sido considerados de escolha para essas reconstruções; no entanto, muitos hospitais ainda não dispõem de equipamentos ou equipe microcirúrgica treinada nesse tipo de procedimento, além dos casos em que as condições clínicas do paciente não permitem uma cirurgia de maior porte. O presente trabalho propõe o relato de dois casos de reconstrução do terço distal da perna com retalho reverso do músculo solear, baseado nas perfurantes da artéria tibial posterior, como alternativa aos retalhos microcirúrgicos. O retalho solear reverso apresentou excelente resultado, com pequeno tempo cirúrgico, fácil realização, excelente resolubilidade e pouca morbidade da área doadora.

Palavras-chave: Extremidade inferior. Lesões dos tecidos moles. Retalhos cirúrgicos. Músculo esquelético.

 

Indexers

Licença Creative Commons All scientific articles published at www.rbcp.org.br are licensed under a Creative Commons license