ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Print: 1983-5175

Showing of 1 until 20 from 69 result(s)

Search for : Nariz, cirurgia Neoplasias nasais Retalhos cirúrgicos Neoplasias cutâneas

The accuracy of rhinometry in the evaluation of the nasal valve: study in 385 patients

Alexandre Piassi Passos, Nivaldo Alonso, Karen Utsunomia, Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2009;24(3):262-264 - Original Article

PDF Portuguese

ABSTRACT

Introduction: Acoustic rhinometry (RA) is evaluates area and volume of regions above the nose. The beginning of rhinogram presents two notches: the second is the cross-sectional area of the nasal valve (ASM2). The purpose of this study is to evaluate the nasal valve, which limits the area for greater resistance to nasal airflow, about half the total resistance in patients with and without nasal respiratory complaint. Methods: The study included 385 patients in this study, 93 with functional complaint. We use the apparatus of the acoustic rhinometry Rhinometrics, the Rhino Scan 2.5. The graphics were stored and ASM2 (examination with vasoconstrictor) were analyzed to determine the parameters of rhinometry in patients with and without functional complaint. Results: 224 patients with ASM2> 0.40 cm2 without complaint functional, 68 patients with ASM2 between 0.25 and 0.40 cm2 without complaint functional and 93 patients with functional complaint, being 28 between 0.25 and 0.40 cm2 and 65 <0.25 cm2. Discussion: The findings show that no patient with ASM2 greater than 0.40 cm2 have functional complaint, which qualify as the internal nasal valve functioning, and no patient with ASM2 less than 0.25 cm2 can breathe properly, which leads to a condition called insufficient valve. Some patients with ASM2 between 0.25 and 0.40 cm2 have complained functional, while others do not, therefore, the nasal valve with a figure of cross-sectional area are classified as borderline. Conclusion: The Rhinometry is the only method that assesses the failure of internal nasal valve so objective.

Keywords: Rhinometry, Acoustic/methods. Nasal cavity. Nose.

 

RESUMO

Introdução: A rinometria acústica (RA) avalia área e volume de regiões anteriores do nariz. O início do rinograma apresenta dois entalhes: o segundo corresponde à área de secção transversa da válvula nasal (ASM2). O objetivo deste estudo é avaliar a válvula nasal. Método: Foram incluídos neste estudo 385 pacientes, 93 com queixa funcional. Utilizamos o aparelho de rinometria acústica da Rhinometrics, o Rhino Scan 2.5. Os gráficos foram armazenados e a ASM2 (exame com vasoconstrictor) foi analisada para determinar os parâmetros da rinometria nos pacientes com e sem queixa funcional. Resultados: Dentre os pacientes avaliados, observamos: 224 pacientes com ASM2 > 0,40 cm2 sem queixa funcional, 68 pacientes com ASM2 entre 0,25 e 0,40 cm2 sem queixa funcional e 93 pacientes com queixa funcional, sendo 28 entre 0,25 e 0,40 cm2 e 65 < 0,25 cm2. Discussão: Os resultados observados demonstram que nenhum paciente com ASM2 maior do que 0,40 cm2 tem queixa funcional, o que permite classificar a válvula nasal interna como funcionante, assim como nenhum paciente com ASM2 menor do que 0,25 cm2 consegue respirar adequadamente, o que leva a uma condição de válvula denominada insuficiente. Alguns pacientes com ASM2 entre 0,25 e 0,40 cm2 apresentaram queixa funcional, enquanto outros não, portanto, as válvulas nasais com este valor de área de secção transversa são classificadas como limítrofes. Conclusão: Rinometria é o único método que avalia a insuficiência da válvula nasal interna de maneira objetiva.

Palavras-chave: Rinometria acústica/métodos. Cavidade nasal. Nariz.

 

Exo-rhinoplasty in the treatment of bulbous nasal tip

Luiz Fernando da Costa, Anísio Marinho Muñoz, Daniel López, Juan Carlos Melo, Mário André Nahon
Rev. Bras. Cir. Plást. 2005;20(2):72-81 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Over the last few years, our team has systematically utilized exo-rhinoplasty in the treatment of bulbous nasal tips, which are characterized by thick skin, excessively rounded and with bad definition. Initially, only interdomal sutures were performed and it was noticed that the resulting projection using this technique was not long-lasting. More recently, the modified Rethi approach started to be utilized, using interdomal sutures and Peck and Strut-type cartilage grafts; thus obtaining a better definition and projection of the nasal tip with longlasting results.

Keywords: Nose, surgery. Rhinoplasty, methods

 

RESUMO

Nos últimos anos, nossa equipe tem utilizado sistematicamente a exorrinoplastia para tratamento da ponta nasal bulbosa, caracterizada por pele grossa, ponta globosa e mal definida. Inicialmente, era feita apenas a sutura interdomal e foi observado que o resultado da projeção da ponta nasal não era duradouro. Recentemente, passou-se a utilizar o acesso de Rethi modificado, sutura interdomal e enxertos cartilaginosos tipo Peck e "strut", obtendo-se, desta forma, melhor definição e projeção da ponta nasal com resultados persistentes.

Palavras-chave: Nariz, cirurgia. Rinoplastia, métodos

 

Nasal tip reconstruction in cutaneous malignancies

Juliano Carlos Sbalchiero, Telma Carolina Ritter de Gregorio, Larissa Leitão, Paulo Roberto de Albuquerque Leal, Márcio José de Abreu Dibe
Rev. Bras. Cir. Plást. 2005;20(1):12-16 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Objective: To report on the experience of the plastic surgery service of the Instituto Nacional do Câncer in the treatment of nasal tip neoplasias. Method: Retrospective review of patients operated in the service between January 1998 and January 2002. Results: Two hundred and forty-eight patients were analysed. The main operative techniques were simple closure, local flaps, autograft and regional flaps. A total of 92% of the histopathologic samples presented with a safety margin free of the neoplasia. The result was considered satisfactory in 94% of the patients, 6 months after the surgery. Conclusion: Several options are available for the reconstruction of the nasal tip, giving satisfactory aesthetic results. Among the factors which must be considered in the choice of the technique are the size and the location of the defect, aesthetic aspects of the repair and clinic status of the patient.

Keywords: Nose, surgery. Nose neoplasms. Surgical flaps. Skin neoplasms

 

RESUMO

Objetivo: Relatar a experiência do Serviço de Cirurgia Plástica do Instituto Nacional do Câncer no tratamento das neoplasias de ponta nasal. Método: Revisão retrospectiva dos pacientes operados no serviço entre janeiro de 1998 e janeiro de 2002. Resultados: Duzentos e quarenta e oito pacientes foram analisados. As principais técnicas operatórias foram o fechamento simples, os retalhos locais, a auto-enxertia e os retalhos de vizinhança. Noventa e dois por cento apresentaram limites livres de neoplasia à análise histopatológica. O resultado foi considerado satisfatório em 94% dos pacientes, 6 meses após a cirurgia. Conclusão: Muitas opções são adequadas para a reconstrução da ponta nasal, com resultados estéticos satisfatórios. Entre os fatores que devem ser considerados na escolha da técnica estão o tamanho e a localização do defeito, aspectos estéticos do reparo, além da situação clínica do paciente.

Palavras-chave: Nariz, cirurgia. Neoplasias nasais. Retalhos cirúrgicos. Neoplasias cutâneas

 

Uncommon Cases on Nose Surgery

José Carlos R. Ferreira, Eliza Minami
Rev. Bras. Cir. Plást. 1999;14(3):58-68 - Articles

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Three cases of nasal surgery requiring less used procedures in daily clinical practice are presented. In the first case, a tibial graft early carried out was rcused and associated to cartilaginous graft and inclusion of porous polyethylene. Converse flap was used for the second case and nasal dorsum tissue expansion was the resource adopted for the third case. The results obtained are shown and conduct in each case is discussed.

Keywords: Nose; rhinoplasty; nasal reconstruction

 

RESUMO

Apresentação de três casos de cirurgia nasal que necessitaram de procedimentos pouco utilizados na prática clínica diária. No primeiro caso, reaproveitou-se um enxerto tibial, realizado em tempo operatório prévio, associando-o a enxerto cartilaginoso e inclusão de polietileno poroso. O retalho de Converse foi usado no segundo caso e a expansão de tecido do dorso nasal foi o recurso adotado no terceiro caso. São mostrados os resultados obtidos e discutida a condução de cada caso.

Palavras-chave: Nariz; rinoplastia; reconstrução nasal

 

A new animal model for training rhinoplasty

Gal Moreira Dini; Hamilton Aleardo Gonella; Leandro Fregadolli; Bruno Nunes; Ricardo Gozzano
Rev. Bras. Cir. Plást. 2012;27(2):201-205 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

BACKGROUND: Rhinoplasty poses a unique set of challenges to the plastic surgeon. Surgical dexterity is associated with a long learning curve; this sometimes causes undesirable results, especially in the case of surgeons who are beginners at performing such a complex procedure. Understanding the anatomic basis and mechanical properties of its components is fundamental for achieving satisfactory results in rhinoplasty. To enhance surgical training for those learning the principles of rhinoplasty, a wide variety of models has been described. Among these are the nose of the pig and rabbit, chicken sternal cartilage, nasal silicone models, and even a virtual computer-generated 3-dimensional model of the human nose. OBJECTIVE: The authors propose the use of a sheep head as a model to replicate the technical steps involved in rhinoseptoplasty for surgical education and research. METHODS: Several fresh domestic sheep heads were obtained from a local butcher shop, dissected according to a predetermined set of steps, and modeled in different shapes as described in the literature for human models. Sutures were placed in the cartilage to simulate the steps of a structured rhinoplasty. RESULTS: The caprine model presents anatomical structures similar to those found in humans, including the medial and lateral crura, with appropriate cephalic orientation and domal angles. Septal cartilage was sufficient to simulate several grafts, and bones were available for fracture and rasping. CONCLUSIONS: With an estimated more than 1 billion domestic sheep worldwide, this model has the potential to improve outcomes in rhinoplasty by providing wider opportunities for training in a procedure that requires knowledge, precision, and artistry.

Keywords: Rhinoplasty. Nose/surgery. Plastic surgery. Training.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: A rinoplastia apresenta um conjunto único de desafios para o cirurgião plástico. Destreza cirúrgica exige longa curva de aprendizado, que pode trazer resultados, por vezes, problemáticos, especialmente para o iniciante em um procedimento tão complexo. Entender as bases anatômicas e as propriedades mecânicas dos componentes nasais é fundamental para obter resultados satisfatórios na rinoplastia. Para melhorar o treinamento do cirurgião iniciante em rinoplastia, grande variedade de modelos tem sido descrita, como nariz de porco ou coelho, cartilagem do esterno de frango, modelos de silicone e, até mesmo, modelo virtual tridimensional do nariz humano gerado por computador. Neste artigo é proposto o uso da cabeça de ovelha como modelo para reprodução dos passos técnicos da rinosseptoplastia, constituindo uma ferramenta para educação e pesquisa cirúrgica. MÉTODO: Várias cabeças de ovelha foram dissecadas de forma reprodutível e as cartilagens nasais foram modeladas em diferentes formas, tal como descrito na literatura para modelo humano. Suturas foram colocadas nas cartilagens para simular os passos da rinoplastia estruturada. RESULTADOS: O modelo de caprinos reproduziu estruturas similares, incluindo as cruras medial e lateral e os ângulos domais, além de proporcionar orientação cefálica apropriada. A cartilagem septal é abundante para simulação de enxertos e vários ossos estão disponíveis para fratura e raspagem. CONCLUSÕES: Com um número estimado de mais de um bilhão de ovelhas domésticas no mundo, esse modelo tem o potencial de melhorar os resultados na rinoplastia, proporcionando maior oportunidade de treinamento em um procedimento que requer precisão, conhecimento e arte.

Palavras-chave: Rinoplastia. Nariz/cirurgia. Cirurgia plástica. Capacitação.

 

Olecranon bone graft for nasal dorsal augmentation

Ognev Meireles Cosac; Diogo Borges Pedroso; Flavia Roberta Paes Vasconcelos; Renato Sérgio de Medeiros Souza; Giuliano Trombetta Amaral
Rev. Bras. Cir. Plást. 2012;27(2):212-216 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

BACKGROUND: Rhinoplasty surgery, performed for the treatment of "saddle-back" nose, has significantly improved in the last decades due to better management of grafts and implants. However, the choice of these materials is controversial and remains a subject of discussion. Scar contracture forces in nasal deformities prevent any type of reconstruction that is not rigid or semi-rigid. Therefore, the bone graft is an appropriate choice because it is stable, available, and reliable with regard to aesthetic outcomes. The olecranon bone graft is easily harvested and has a single cortical thickness, which is essential for resisting bone resorption and for providing long-lasting cosmetic results. The aim of this study is to discuss the advantages of the olecranon bone graft in rhinoplasty and to demonstrate our experience with this procedure. METHODS: In this descriptive and retrospective study, we reviewed the medical records of patients who underwent olecranon bone grafting for nasal dorsal augmentation between January 2000 and January 2010 and were consequently followed-up for an equivalent period, at the Plastic Surgery Service of Hospital Daher Lago Sul (Daher Lago Sul Hospital, Brasília, DF, Brazil). Possible graft resorption was monitored by anthropometric measurements of the nose with photographic documentation and graft radiological control. RESULTS: Satisfactory aesthetic results were achieved for the 9 patients who underwent surgery. According to the examinations performed to monitor possible graft resorption, projection loss or signs of bone resorption were not observed for up to 6 years after surgery. CONCLUSIONS: The olecranon bone graft proved to be a suitable choice for primary or secondary rhinoplasty to treat "saddle-back" nose, with no long-term resorption or morbidity of the donor area observed up to this point. Moreover, the olecranon bone graft provides satisfactory, predictable, and long-lasting aesthetic results.

Keywords: Rhinoplasty. Nose/surgery. Bone transplantation. Transplantation, autologous.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: O planejamento cirúrgico nas rinoplastias para tratamento do "dorso em sela" apresentou grande avanço nas últimas décadas, em decorrência do melhor manejo de enxertos e implantes. Porém, a escolha desses materiais é tema de controvérsia e debates. As forças da cicatriz no nariz com deformidades tendem a subjugar qualquer tipo de reconstrução que não seja rígida ou semirrígida. Assim, o enxerto ósseo é uma boa opção, pois é estável, apresentando boa disponibilidade e confiabilidade nos resultados estéticos. O enxerto ósseo de olécrano é de fácil coleta, tem uma única espessura do córtex, característica importante para resistir à reabsorção, além de proporcionar resultado estético estável. Este trabalho tem como objetivo discutir as vantagens da utilização do enxerto ósseo de olécrano em rinoplastias e demonstrar a experiência com esse tipo de procedimento. MÉTODO: Estudo descritivo e retrospectivo, sendo realizada revisão dos prontuários de pacientes submetidos a enxerto ósseo de olécrano para aumento de dorso nasal, no período de janeiro de 2000 a janeiro de 2010, com acompanhamento por igual período, no Serviço de Cirurgia Plástica do Hospital Daher Lago Sul (Brasília, DF, Brasil). O controle de possível reabsorção do enxerto foi realizado com medidas antropométricas do nariz em documentação fotográfica, além de controle radiológico do enxerto. RESULTADOS: Foram operados 9 pacientes, sendo obtidos bons resultados estéticos. Em nenhum dos métodos para controle de possível reabsorção do enxerto ficou evidenciada alguma perda de projeção ou sinais de reabsorção óssea no acompanhamento com até 6 anos de pós-operatório. CONCLUSÕES: O enxerto de olécrano demonstrou ser uma boa opção para rinoplastias primárias ou secundárias, no tratamento do "dorso em sela", não tendo sido demonstrada reabsorção a longo prazo ou morbidade da área doadora, com bons resultados estéticos, previsíveis e duradouros.

Palavras-chave: Rinoplastia. Nariz/cirurgia. Transplante ósseo. Transplante autólogo.

 

Rhinoplasty in the cleft nose

Velibor Bora Kostic, João Francisco do Valle Pereira, Rafaela de Assis Salvato
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(1):49-58 - Original Article

PDF Portuguese

ABSTRACT

Background: The cleft lip nose is the most common congenital anomaly in the face and frequently compromises the entire structure of the nose, being easily noticeable by the patients. To be able to get a harmonious and symmetric outcome in a very deformed nose, it is necessary to use additional structures that will guarantee a good long-term result. Objective: To analyze the cartilaginous graft as a surgical procedure in the aesthetic rhinoplasty technique and to demonstrate its application to sustain and to define the nasal tip in the sequels of the cleft nose. Methods: This research is a retrospective and transversal study that analyzed patients in a public children's hospital and a private clinic that received surgical treatment to correct cleft nose sequels in the period of October 2005 and April 2009. Results: The study observed the results of 24 patients, 10 females and 14 males. The average age was 13.75 years, and most of the patients were between 11 and 15 years old. Two patients operated nose and lip at the same surgical procedure, and four patients had previous rhinoplasties. Conclusions: The cartilaginous graft techniques used in the classic rhinoplasty can be used in the cleft nose, leaving functional and aesthetical results that are very satisfactory, but most of all, with long-term results.

Keywords: Rhinoplasty. Cleft lip. Cleft palate. Nose/surgery.

 

RESUMO

Introdução: As fendas labiopalatinas são as anomalias congênitas mais comuns e prejudicam frequentemente a harmonia do nariz, sendo facilmente percebidas nos indivíduos acometidos. Para se conseguir um resultado harmonioso e simétrico em um nariz bastante deformado, é preciso usar estruturas adicionais que vão garantir um bom resultado ao longo prazo. Objetivo: Analisar a enxertia cartilaginosa como um procedimento cirúrgico na técnica de rinoplastia estética e demonstrar sua aplicação para a sustentação e definição da ponta nasal nas sequelas de fissuras labiopalatinas. Método: Foi realizado um estudo retrospectivo, transversal, analisando pacientes em tratamento em um hospital infantil público e em uma clínica particular, que se submeteram ao tratamento cirúrgico para correção de sequela de fenda labiopalatina, no período de outubro de 2005 a abril de 2009. Resultados: Foram submetidos 24 pacientes ao tratamento cirúrgico, 14 eram do sexo masculino e 10 do feminino. A idade média foi de 13,75 anos, sendo que a maioria dos pacientes apresentava idade entre 11 e 15 anos. Dois pacientes foram submetidos à cirurgia do lábio e nariz no mesmo tempo cirúrgico, quatro haviam sido submetidos a rinoplastia prévia. Conclusão: De acordo com os resultados obtidos e com a análise dos procedimentos cirúrgicos, pode-se concluir que as técnicas usadas na rinoplastia estética podem ser aproveitadas na cirurgia de nariz fissurado, apresentando resultados duradouros, tanto para sustentação como para a definição da ponta nasal.

Palavras-chave: Rinoplastia. Fenda labial. Fissura palatina. Nariz/cirurgia.

 

Nasal musculocutaneous isled flap to nose defects reconstruction

Geruza Rezende Paiva, João Lorenzo Bidart Sampaio Rocha
Rev. Bras. Cir. Plást. 2009;24(2):182-194 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Nose reconstruction must respect the nasal subunit principles and the use of skin similar to the missing tissue. For partial defects bilobed, nasolabial and frontal flaps have been used. After the Gillies nasal dorsal flap advent many authors have added their contributions to the original flap. Objective: To treat distal defects on the nose as those of the dorsum, the tip, the alar skin and the columella using the nasal dorsal flap, isled, based on one side and considering the nasal subunits. Methods: Patients caring such partial defects of the nose underwent the reconstruction by means of the nasal musculocutaneous flap. The flaps were planned on a nasal subunit, isled, based on one side only and moved to the defect in a V-Y procedure. The follow-up was during a 6 month period concerning the viability, the dimensions and the shape of the flap. Results: Twenty patients caring a defect on the dorsum, the tip, the ala or the columella were treated. Four were consequent of trauma and sixteen were of tumor excision. The dimensions of the defects ranged from 0.8 X 1.4 cm to 2.4 X 2.4 cm. The flaps presented no disorder of any sort. Conclusion: The adopted systematization was proper for the reconstruction of the defects using the nasal musculocutaneous isled flap based on one side and preserving the nasal subunits.

Keywords: Nose/surgery. Surgical flaps. Nose deformities, acquired.

 

RESUMO

Introdução: Na reconstrução do nariz alguns aspectos devem ser observados, como o respeito às subunidades nasais e o emprego de tecido com características muito semelhantes àquele perdido. Para defeitos parciais, diversos retalhos têm sido usados, como o bilobado, nasolabial e frontal. Desde a proposta do retalho do dorso nasal por Gillies, autores vêm acrescentando modificações ao retalho original. Objetivo: Sistematizar a reconstrução das subunidades do dorso, asa, ponta e columela com retalho musculocutâneo, ilhado do nariz com pedículo unilateral. Método: Pacientes portadores de defeitos parciais comprometendo subunidades do nariz. Os retalhos foram musculocutâneos nasais com pedículo unilateral, dimensionados numa subunidade, ilhados e transferidos em V-Y, com o vértice voltado para a glabela. O seguimento foi de 6 meses e avaliados quanto à viabilidade, dimensão do defeito e conformação do retalho. Resultados: Vinte pacientes portadores de defeitos nasais decorrentes de trauma (4) e tumor (16), localizados em ponta e ou columela, dorso, lateral e asas foram submetidos a reconstrução com o retalho proposto. A dimensão dos defeitos variou de 0,8 X 1,4 cm a 2,4 X 2,4 cm. Não houve sofrimento dos retalhos. Conclusão: A sistematização adotada foi apropriada para a reconstrução dos defeitos respeitando as subunidades doadoras com o retalho musculoc utâneo ilhado com pedículo unilateral.

Palavras-chave: Nariz/cirurgia. Retalhos cirúrgicos. Deformidades adquiridas nasais.

 

Ecchymosis evaluation after internal and external continuous lateral nasal osteotomy in open rhinoplasty

Felipe Pimentel Magno; Henrique Biavatti; Juliana Bolandini de Matos; Bruno Perrelli Sá Freire Fernandes; Felipe Gomes de Oliveira Queiroga; Bianca Maria Barros Ohana; Celso Eduardo Jandre Boechat
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(2):211-216 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: The objective is to evaluate the presence of ecchymosis 7 and 15 days after internal and external lateral nasal osteotomy in open rhinoplasty.
Methods: A prospective evaluation of 15 patients who underwent open rhinoplasty with lateral nasal osteotomy was conducted. The patients were allocated into two groups. Those who underwent external lateral nasal osteotomy were included in group A (n = 6), while those who underwent internal osteotomy were included in group B (n = 9). The patients were evaluated on postoperative days 7 and 15, and the presence or absence of ecchymosis was recorded.
Results: In group A, we observed that on postoperative day 7, 3 patients (50%) had ecchymosis and 3 (50%) showed no changes in skin color. On postoperative day 15, the same group had 2 patients (25%) with ecchymosis and 4 (75%) without changes. On the other hand, in group B, 3 patients (33.4%) had ecchymosis and 6 (66.6%) showed no changes on postoperative day 7. In the same group, 1 patient (11.1%) had ecchymosis and 8 (88.9%) showed no changes 15 days after surgery.
Conclusion: Despite the lower incidence of ecchymosis in internal fractures on postoperative days 7 and 15, no statistical significance was observed between the two techniques.

Keywords: Rhinoplasty; Osteotomy; Nose; Ecchymosis

 

RESUMO

Introdução: O objetivo é avaliar a presença de equimose com 7 e 15 dias após osteotomia nasal lateral interna e externa na rinoplastia aberta.
Métodos: Análise prospectiva, dos pacientes submetidos à rinoplastia aberta, com osteotomia nasal lateral com total de 15 pacientes. Os pacientes foram alocados em dois grupos. Aqueles submetidos à osteotomia nasal lateral externa formaram o grupo A (n = 6) e os submetidos à osteotomia interna, o grupo B (n = 9). Foram avaliados com 7 e 15 dias de pós-operatório e registrada a presença ou ausência de equimose.
Resultados: Dentro do grupo A evidenciamos no 7º dia de pós-operatório 3 (50%) pacientes com equimose e 3 (50%) sem alteração na tonalidade da pele. Com 15 dias de pós-operatório, o mesmo grupo apresentava 2 (25%) pacientes com equimose e 4 (75%) sem alteração. Já no grupo B foram identificados no 7º dia após o procedimento 3 (33,4%) pacientes com presença de equimose e 6 (66,6%) sem alteração. O mesmo grupo após 15 dias do procedimento apresentou 1 (11,1%) paciente com equimose e 8 (88,9%) sem alteração.
Conclusão: Apesar da fratura interna apresentar menor incidência de equimose no sétimo e décimo quinto dias de pós-operatório, não houve relevância estatística na comparação entre as técnicas.

Palavras-chave: Rinoplastia; Osteotomia; Nariz; Equimose

 

Nasal middle vault reconstruction in primary rhinoplasty

Glauco Soares de Almeida, Breno Bezerra Gomes de Pinho Pessoa, Nelson Gurgel Simas de Oliveira, Allysson Antonio Ribeiro Gomes, Márcio Rocha Crisóstomo, Salustiano Gomes de Pinho Pessoa
Rev. Bras. Cir. Plást. 2008;23(2):124-127 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Rhinoplasty is now accepted as a operation of reshaping the nose rather than just nasal reduction. As a result of the pioneering work of Sheen, even more attention have been paid to preserving function of the internal nasal valve and the reconstructing of the middle third of the nose. Dorsal hump reduction can create both functional and aesthetic problems if performed incorrectly. Possible sequelae include narrowing the internal valve, visible fall-in of the midvault, and the inverted "V" deformity. Objective: To evaluated the quality of the nasal middle vault reconstructing with the spreaders flaps and compare with spreaders grafts. Method: Sixteen patients were submitted to primary rhinoplasty with reconstruction of the middle vault were evaluated. Results: Both methods were effective for nasal middle vault reconstructing. Conclusion: In the present paper, the authors used the spreader graft and the spreader flap to reconstructing the middle third of the nose with good results.

Keywords: Rhinoplasty/methods. Nose/surgery.

 

RESUMO

Introdução: A rinoplastia é atualmente aceita como uma operação para remodelamento nasal, e não apenas um procedimento de redução nasal. Como resultado do trabalho pioneiro de Sheen, cada vez mais atenção tem sido dada à preservação da função da válvula nasal interna e à reconstrução do terço médio nasal. A redução da giba nasal pode levar a problemas funcionais e estéticos se realizada de forma inadequada. Possíveis seqüelas incluem o estreitamento da válvula nasal interna, o colapso do terço médio e a deformidade em "V" invertido. Seu tratamento clássico emprega enxertos expansores ("spreader graft"). Objetivos: Avaliar a qualidade da reconstrução do terço médio nasal com a utilização de um retalho de cartilagem lateral superior ("spreader flap") e comparar com o enxerto expansor ("spreader graft"). Método: No período de fevereiro de 2006 a novembro de 2007, 16 pacientes submetidas a rinoplastia primária foram divididas em dois grupos, com oito pacientes cada. No primeiro, foi realizada reconstrução do terço médio com retalho expansor e, no outro, com enxerto expansor. Resultados: Todos os pacientes evoluíram sem queixas funcionais e a inspeção da válvula nasal interna mostrava-se com angulação normal. O resultado estético foi avaliado como satisfatório pelos pacientes. Conclusão: O uso de retalho expansor para reconstrução do terço médio nasal é efetivo na prevenção da formação do "V" invertido e do colapso da válvula interna. Não se observaram diferenças de resultados, estéticos ou funcionais, entre as técnicas.

Palavras-chave: Rinoplastia/métodos. Nariz/cirurgia.

 

Retrospective analysis of the approach to nasal fractures at Unicamp Clinical Hospital

Bruna Borghese; Davi Reis Calderoni; Luis Augusto Passeri
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(4):608-612 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: Nasal fractures are common injuries, frequently considered to be minor. Nevertheless, they may cause significant damage, from both a functional and aesthetic perspective. METHODS: Medical records of 144 patients admitted for nasal fracture treatment between February 2002 and October 2008 to the Plastic Surgery Area of the Unicamp Clinical Hospital were analyzed. RESULTS: Patients were predominantly male (75.7%), with a male to female ratio of 3.1:1. The most number of cases was observed in 21 to 30 year olds, and the majority of fractures (31.8%) were caused by physical aggression. Closed reductions were performed on all patients under local and topical anesthesia after an average of 8 days. Among the studied patients, 31 experienced residual deformity. CONCLUSIONS: Patients typically affected by nasal fractures are young male adults. Closed reduction surgical treatment yields acceptable results, with correct injury evaluation and treatment timing.

Keywords: Nose/surgery. Nasal bone/injuries. Facial injuries.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: As fraturas nasais são lesões de grande incidência, frequentemente consideradas de menor importância. No entanto, podem trazer prejuízos importantes do ponto de vista tanto funcional como estético. MÉTODO: Foram analisados prontuários médicos de 144 pacientes submetidos a tratamento de fratura nasal na Área de Cirurgia Plástica do Hospital de Clínicas da Unicamp, no período de fevereiro de 2002 a outubro de 2008. RESULTADOS: Observou-se predomínio de pacientes do gênero masculino (75,7%), com proporção entre gêneros masculino e feminino de 3,1:1. A faixa etária mais acometida foi aquela entre 21 anos e 30 anos de idade. A maioria das fraturas (31,8%) foi causada por agressão física. Todos os pacientes foram tratados por meio de redução fechada, sob anestesia local e tópica, após um período médio de 8 dias. Entre os pacientes analisados, 13 evoluíram com deformidade residual. CONCLUSÕES: O paciente tipicamente afetado pelas fraturas nasais é o indivíduo adulto jovem e do gênero masculino. O tratamento cirúrgico por meio de redução fechada promove resultados aceitáveis, se respeitados os princípios de avaliação correta da lesão e do momento de indicação do tratamento.

Palavras-chave: Nariz/cirurgia. Osso nasal/lesões. Traumatismos faciais.

 

Surgical treatment of retracted columella in primary noses

Aymar Edison Sperli; José Octávio Gonçalves de Freitas; Rinaldo Fischler
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(4):613-617 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

BACKGROUND: Retracted columella may be present in primary noses as well as in patients who have undergone aesthetic or functional rhinoplasty. This study aims to demonstrate the use of the labial portion of the depressor septi nasi (the depressive muscle of the nasal tip) and upper lip orbicularis muscle for retracted columella correction. METHODS: The subjects included 20 patients between 20 and 35 years old (4 males and 16 females) who underwent primary aesthetic rhinoplasty. RESULTS: Moderate edema was observed postoperatively in all patients and was resolved within 1 to 3 months. V-shaped scars at the base of the columella presented excellent aesthetic aspects. CONCLUSIONS: The surgical technique is easy and the learning curve is fast. Columella correction with the presented technique provides natural and predictable results.

Keywords: Rhinoplasty. Nose/surgery. Plastic surgery/methods.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: A columela retraída pode estar presente em narizes primários e em pacientes já submetidos a rinoplastias estéticas e/ou funcionais. O objetivo deste trabalho é demonstrar a utilização do músculo depressor do septo nasal (músculo depressor da ponta nasal) em sua porção labial e do músculo orbicular do lábio superior na correção da columela retraída. MÉTODO: No total, 20 pacientes com idades variando entre 20 anos e 35 anos, sendo 4 do sexo masculino e 16 do sexo feminino, foram submetidos a rinoplastia estética primária. RESULTADOS: Presença de edema moderado pós-operatório foi observada em todos os casos, com resolução dentro de 1 mês a 3 meses. As cicatrizes em "V" na base da columela apresentaram excelente aspecto estético. CONCLUSÕES: A técnica cirúrgica é de fácil execução e apresenta curva de aprendizado rápida. A correção da columela com a técnica apresentada proporcionou resultados naturais e previsíveis.

Palavras-chave: Rinoplastia. Nariz/cirurgia. Cirurgia plástica/métodos.

 

Alar cartilage deformity correction using conchal cartilage in patients with unilateral cleft lip-nose

Guilherme Gurgel do Amaral Teles
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(3):416-421 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

BACKGROUND: Rhinoplasty in patients with cleft lip and palate is a challenging surgery to the plastic surgeon because it involves the correction of multiple factors associated with an altered anatomy. METHODS: A retrospective analysis of 15 patients that were submitted to surgery performed by the author, between February 2009 and January 2012, was performed. Investigated parameters included age, gender, and type of cleft. RESULTS: All patients were subjected to open rhinoplasty using a "folded" conchal cartilage for alar cartilage deformity correction on the cleft side, with satisfactory results. Necrosis of the columella, which healed by secondary intention, was reported in a single case (6.7%). CONCLUSIONS: The "folded" conchal cartilage graft is a good option for correcting alar cartilage deformities in patients with cleft lip or unilateral clef lip and palate.

Keywords: Rhinoplasty. Nose/surgery. Cleft lip.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: A rinoplastia do paciente com fissura labiopalatal é uma cirurgia desafiadora, por envolver a correção de múltiplos fatores de uma anatomia alterada. MÉTODO: Foi realizada análise retrospectiva de 15 pacientes operados pelo autor, no período de fevereiro de 2009 a janeiro de 2012. Foram analisados parâmetros como idade, gênero e tipo de fissura. RESULTADOS: Todos os pacientes foram operados com a técnica de rinoplastia aberta utilizando-se cartilagem conchal "dobrada" para correção da deformidade da cartilagem alar do lado da fissura, com resultados satisfatórios. Houve 1 (6,7%) caso de necrose do retalho columelar, que cicatrizou por segunda intenção. CONCLUSÕES: O enxerto de cartilagem conchal "dobrada" é uma boa opção de enxerto no tratamento da deformidade da cartilagem alar afetada do paciente com fissura labial ou labiopalatal unilateral.

Palavras-chave: Rinoplastia. Nariz/cirurgia. Fenda labial.

 

Reconstruction of the nostril floor in the surgery of unilateral primary cleft lip

Jorge José Reis de Carvalho; Yuji Ikuta; Clayton Higashi Sawada
Rev. Bras. Cir. Plást. 2008;23(3):214-219 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: The surgical treatment of the unilateral complete cleft lip consists of an association of techniques for reconstruction of the lip and nose. Some techniques of reconstruction of the nostril floor may be associated to these with the intention of obtaining a better symmetry in the repairing of these structures. Objective: The objective of this work is to demonstrate the reconstruction of the nostril floor in the surgery of unilateral primary cleft lip. Method: One hundred e thirty-three pacients with unilateral complete cleft lip were treated with a combination of techniques of Millard II and McComb and the confection of extended flaps for improvement of the nostril floor. Results: The final results had been considered satisfactory in the great majority of the patients, having as main complication the permanence of the asymmetry of the nasal openings. Conclusion: The reconstruction of the nostril floor is an important time in the surgery of unilateral primary cleft lip.

Keywords: Cleft lip. Cleft palate. Nose/abnormalities.

 

RESUMO

Introdução: O tratamento cirúrgico da fissura labial completa unilateral consiste em uma associação de técnicas para reconstrução do lábio e do nariz. Podem ser associadas a estas, técnicas de reconstrução do assoalho nasal com o intuito de se conseguir uma melhor simetria na reparação destas estruturas. Objetivo: O objetivo deste trabalho é demonstrar a reconstrução do assoalho nasal nas rinoqueiloplastias primárias unilaterais. Método: Foram tratados 133 pacientes portadores de fissura labial completa unilateral, utilizandose uma combinação de técnicas de Millard II e McComb e a confecção de retalhos estendidos para melhora do assoalho nasal. Resultados: Os resultados obtidos foram considerados satisfatórios na grande maioria dos pacientes, tendo como principal complicação a permanência da assimetria das aberturas nasais. Conclusão: A reconstrução do assoalho nasal é um tempo importante da rinoqueiloplastia primária unilateral, visando-se à obtenção de melhores resultados.

Palavras-chave: Fenda labial. Fenda palatina. Nariz/anormalidades.

 

Single block costal cartilage graft in rhinoplasty

Daniel Dias Lopes; Bruno Gazire de Araújo Andrade; Michel Luciano Holger Toledano Vaena; Denise Salles Coelhoda Mota
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):453-460 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: It is often necessary to use inclusion materials in rhinoplasty for nose restructuring. The costal cartilage graft is one of the inclusion material options, and its use is indicated when septal cartilage is not available or is not sufficient to provide necessary remodeling of the nose. Methods: Four patients who, for diverse reasons, had saddle nose or poor projection of the nasal dorsum underwent rhinoplasty. All received a costal cartilage graft carved in an "L" shape. The long branch of the "L" was used to reconstruct the dorsum and the short branch was used to support the new dorsum and the columella, repositioning the nasal tip. Results: All patients had a good postoperative evolution and had no significant complications. There was a clear reconstruction of the dorsum and harmonization of the nasal tip. The results were as expected and were long-lasting. Conclusions: The use of a costal cartilage graft carved in a single block in rhinoplasty provides enhancement of the nasal dorsum and tip projection, promoting appropriate nasal remodeling.

Keywords: Rhinoplasty. Nose/surgery. Cartilage. Reconstructive surgical procedures.

 

RESUMO

Introdução: Na rinoplastia frequentemente é necessário o uso de materiais de inclusão para que se obtenha a reestruturação nasal. O enxerto de cartilagem costal é uma das opções e tem seu uso indicado quando a cartilagem septal não está disponível ou não é suficiente para promover o necessário remodelamento nasal. Método: Quatro pacientes que, por motivos diversos, apresentavam nariz em sela ou dorso nasal pouco projetado foram submetidos a rinoplastia. Todos receberam enxerto de cartilagem costal esculpido em formato de "L". O ramo longo do "L" teve como objetivo reconstituir o dorso e o ramo curto, dar suporte ao novo dorso e à columela, reposicionando a ponta nasal. Resultados: Todos os pacientes evoluíram bem no pós-operatório e não apresentaram complicação significativa. Houve nítida reconstituição do dorso e harmonização da ponta do nariz. Os resultados mostraram-se previsíveis e duradouros. Conclusões: O emprego de enxerto de cartilagem costal esculpido em monobloco na rinoplastia proporciona ganho de projeção do dorso e da ponta nasais, promovendo adequado remodelamento nasal.

Palavras-chave: Rinoplastia. Nariz/cirurgia. Cartilagem. Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

Treatment of nasal valves in secondary rhinoplasty

Glauco Soares de Almeida
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(3):422-427 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

BACKGROUND: Rhinoplasty is currently accepted as an operation for nasal remodeling, and not simply as a nose reduction procedure. Increasing attention has been given to preservation and repair of the function of nasal valves. The impairment of nasal valves is a distinct cause of symptomatic nasal obstruction; however there are disagreements regarding the forms of treatment. METHOD: In the period between June of 2009 and January of 2011, 26 patients underwent secondary rhinoplasty to correct post-rhinoplasty insufficient function of internal nasal valves. Nasal septum autologous cartilage and auricular concha and rib cartilages were used for the treatments. RESULTS: The treatments were effective in resolving nasal obstruction in 96.2% of the cases operated with autologous cartilage. CONCLUSIONS: The use of expanding grafts from the nasal middle third and supporting grafts from lateral crura alar autologous cartilages proved to be effective in the treatment of post-rhinoplasty valvular impairment providing appropriate support to the nasal valves and resolution of clinical cases of nasal obstruction.

Keywords: Rhinoplasty. Cartilage. Nose/surgery.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: A rinoplastia é atualmente aceita como uma operação para remodelamento nasal, e não simplesmente um procedimento de redução do nariz. Cada vez mais atenção tem sido dispensada à preservação e à reparação da função das válvulas nasais. O comprometimento da válvula nasal é uma causa distinta de obstrução nasal sintomática, embora discordâncias existam com relação às formas de tratamento. MÉTODO: No período de junho de 2009 a janeiro de 2011, 26 pacientes foram submetidos a rinoplastia secundária para correção de insuficiência de válvulas nasais internas pós-rinoplastia. Cartilagens autólogas de septo nasal, concha auricular e costela foram utilizadas para o tratamento. RESULTADOS: Houve efetividade na resolução da obstrução nasal em 96,2% dos casos operados com cartilagens autólogas. CONCLUSÕES: O uso de enxertos expansores de terço médio nasal e de enxertos de suporte das cruras laterais alares com cartilagens autólogas se mostrou efetivo no tratamento do comprometimento valvular pós-rinoplastia, proporcionando adequado suporte às válvulas nasais e resolução dos quadros de obstrução nasal.

Palavras-chave: Rinoplastia. Cartilagem. Nariz/cirurgia.

 

Filling the nasal dorsum with Gore-tex in rhinoplasties

Rodrigo Otávio Gontijo Tostes; Felipe Pacheco Martins Ferreira; João Carlos Cisneiros Guedes de Andrade Júnior; José Cesário da Silva Almada Lima Patrícia Noronha de Almeida; Alexandre Alcides Mattos de Meira; Eduardo de Melo Ferreira; Anna Cristina de Freitas Coelho
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):461-465 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Background: Many autogenous and exogenous materials have been frequently used for the production of grafts and implants in rhinoplasties. The ideal graft or implant should be biocompatible, biointegrated, non-absorbable, and easily moldable and should not cause an inflammatory response. Gore-tex, an expandable form of polytetrafluoroethylene (PTFE) has been used since the 1970s for vascular graft production. Although Gore-tex is extremely versatile and has extensive uses and low complication rates, the demonstration of Gore-tex use in aesthetic surgery is very limited in medical literature. Methods: We performed a retrospective study of 7 patients who received Gore-tex implants in order to fill the nasal dorsum from January 2005 to December 2007. All patients were assessed for aesthetic and functional factors and for the presence or absence of complications. Results: All patients had good postoperative evolution, with great satisfaction in terms of aesthetic and functional aspects and no complications. Conclusions: Gore-tex is a satisfactory synthetic material as it is inexpensive, easily moldable, has good biocompatibility, and has shown no incidence of extrusion or infection in implants used for nasal dorsum filling in previously reported cases.

Keywords: Rhinoplasty. Polytetrafluoroethylene. Nose/surgery.

 

RESUMO

Introdução: Muitos materiais autógenos e exógenos vêm sendo utilizados com frequência para confecção de enxertos e implantes nas rinoplastias. O enxerto ou implante ideal deve ser biocompatível, biointegrável, não-absorvível, facilmente moldável e não deve causar resposta inflamatória. O Gore-tex, uma forma expansível do politetrafluoretileno (PTFE), é usado desde a década de 1970 na confecção de próteses vasculares. Apesar de seu uso ser extremamente versátil e extenso, oferecendo baixas taxas de complicação, a demonstração na literatura médica de seus resultados, quando usado na cirurgia estética, é muito restrita. Métodos: Realizado estudo retrospectivo sobre a evolução de 7 pacientes submetidos a implantes de Gore-tex visando ao preenchimento do dorso nasal, no período de janeiro de 2005 a dezembro de 2007. Todos os pacientes foram avaliados quanto a fatores estéticos e funcionais, e quanto à presença ou não de complicações. Resultados: Todos os pacientes tiveram boa evolução pós-operatória, com grande satisfação do ponto de vista estético e funcional, e sem complicações. Conclusões: O Gore-tex mostrou-se um material sintético satisfatório, de baixo custo, facilmente moldável, com boa biocompatibilidade e com incidência nula de extrusão ou infecção para implantes de preenchimento de dorso nasal nos casos apresentados.

Palavras-chave: Rinoplastia. Politetrafluoretileno. Nariz/cirurgia.

 

Nasal morphology - harmony and proportion applied to rhinoplasty

Isaac Rocha Furtado
Rev. Bras. Cir. Plást. 2016;31(4):599-608 - Special Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

The study of nasal morphology is of fundamental importance for a better understanding and planning of rhinoplasty. The objective of this study is to analyze the basic shape of the nose seen as an isolated structure, and especially in equilibrium with the patient's face. The existing patterns to do so are quite subjective, since the concept of beauty depends on several factors. The classic proportion measurements assist the surgeon with the conception and aesthetic view. When combined with an understanding of the anatomy and surgical technique they determine the final outcome of rhinoplasty. Thus, the concept of "optimal" nose must be applied on an individual basis, respecting classical anthropometry patterns, gender, ethnic-racial, cultural and psychosocial factors. Morphology is not limited only to the static aspect of the nose, but is directly related to personal dynamics, mimicry and personality of the patient.

Keywords: Nose; Rhinoplasty; Nasal cartilages.

 

RESUMO

O estudo da morfologia nasal é de fundamental importância para um melhor entendimento e planificação das rinoplastias. O objetivo deste trabalho é analisar a forma básica do nariz visto como estrutura isolada, e principalmente em equilíbrio com a face do paciente. Os padrões determinados são bastante subjetivos, pois o conceito de beleza depende de vários fatores. As medidas clássicas de proporção auxiliam na concepção e visão estética do cirurgião. E quando associadas ao conhecimento da anatomia e técnica cirúrgica irão determinar o resultado final da rinoplastia. Logo, o conceito do nariz "ideal" deve ser aplicado para cada um, respeitando os padrões clássicos da antropometria, o sexo, grupo étnico-racial, fatores culturais e psicossociais. A morfologia não se restringe apenas ao aspecto estático do nariz, mas relaciona-se diretamente com a dinâmica pessoal, a mímica e a personalidade.

Palavras-chave: Nariz; Rinoplastia; Cartilagens nasais.

 

Collumela reconstruction in a patient with necrosis resulting from nasogastric tube

José Octávio Gonçalves de Freitas; Aymar Edison Sperli; Rinaldo Fischler
Rev. Bras. Cir. Plást. 2012;27(2):333-335 - Case Reports

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

The present report describes the case of a patient with sequelae from a nasogastric tube used for a prior procedure performed during childhood. The reconstruction required 2 separate surgical procedures. The first surgery involved reconstruction of the columella with nasogenian flaps rotated upwards and the second procedure consisted of osteotomy and septoplasty.

Keywords: Rhinoplasty. Nose/surgery. Necrosis.

 

RESUMO

Os autores apresentam o caso de paciente portador de sequela de sonda nasogástrica utilizada para procedimento na infância. A reconstrução foi realizada em dois tempos cirúrgicos. No primeiro tempo cirúrgico, foi realizada reconstrução da neocolumela com retalhos nasogenianos rodados de baixo para cima. No segundo tempo, foram realizados osteotomia e ortosseptoplastia.

Palavras-chave: Rinoplastia. Nariz/cirurgia. Necrose.

 

Options for Reconstruction of Nasal Tip After Pit Bull Bite: Case Report

CELTO PEDRO DALLA VECCHIA; CARLO MOGNON MATTIELLO; CAIO PUNDEK GARCIA; LEANDRO RAFAEL SANTIAGO CEPEDA; GUILHERME LUIZ PACHER SCHMITZ; JORGE BINS ELY
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(Suppl.1):79-81 - 35ª Jornada Sul Brasileira de Cirurgia Plástica

PDF Portuguese

ABSTRACT

Introduction: Among the many options for nasal reconstruction are the Rintala flap and the Middle-front Retail, both with excellent aesthetic results.
Objective: To report the management of a case of nasal tip reconstruction after a dog bite.
Method: The case in question was approached with the realization of Rintala flap and, due to its failure, with the option of the mid-frontal flap.
Results: The Rintala flap, because it was a randomized flap in a smoker patient and was done with an incorrect approach, did not present the expected result. In turn, the middle-forehead flap remained as a salvage option for the case of necrosis and coverage of an even greater defect.
Conclusions: It is fundamental to always keep in mind the anatomy of the frontal region and preservation of the supratrochlear and supraorbital arteries even when using other flaps, so that the option of the forehead flap is not lost, even if as a rescue.

Keywords: Reconstruction; Nose; Surgical flaps

 

RESUMO

Introdução: Entre inúmeras opções de reconstrução nasal estão o retalho de Rintala e o Retalho Médio-frontal, ambos com excelentes resultados estéticos. Objetivo: Relatar o manejo de um caso de reconstrução de ponta nasal após mordida de cachorro.
Método: O caso em questão foi abordado com a realização de retalho de Rintala e, no seu insucesso, com a opção do retalho médio-frontal.
Resultados: O retalho de Rintala, por ser um retalho randomizado, em paciente tabagista e com abordagem incorreta, não apresentou o resultado esperado. Por sua vez, o retalho médio-frontal se manteve como opção de resgate para o caso de necrose e cobertura de um defeito ainda maior.
Conclusão: É fundamental sempre se ter em mente a anatomia da região frontal e preservação das artérias supratrocleares e supraorbitais mesmo quando da utilização de outros retalhos, para que não se perca a opção do retalho médio frontal, mesmo que como resgate.

Palavras-chave: Reconstrução; Nariz; Retalhos cirúrgicos

 

Indexers

Licença Creative Commons All scientific articles published at www.rbcp.org.br are licensed under a Creative Commons license