ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Print: 1983-5175

Showing of 1 until 12 from 12 result(s)

Search for : Contracture; Capsular; Drugs; Treatment

Profile of breast augmentation surgery in Brazil

LUIZ CHARLES-DE-SÁ; NATALE FERREIRA GONTIJO-DEAMORIM; JUAN PABLO ALBELAEZ; PAULO ROBERTO LEAL
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(2):174-186 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: The latest research by the International Society of Aesthetic Plastic Surgery (ISAPS) showed that 2,524,115 plastic surgeries were performed in Brazil in 2017. Breast augmentation has been one of the most commonly-performed plastic procedures in Brazil, totaling more than 200,000 surgeries in 2016. The objective is to evaluate the current practices and trends in breast augmentation in Brazil.
Methods: A 31- item questionnaire was constructed and sent to 6,200 active members of the Brazilian Society of Plastic Surgery (SBCP). The research addressed some current trends and controversial practices in five areas: current controversies, new technologies, breast implants, technical considerations in secondary procedures, and demographic aspects. The questionnaire was designed to profile practices, procedures, and beliefs among plastic surgeons regarding the use of breast implants in Brazil.
Results: A total of 505 responses were collected, representing a response rate around 10%, which is well above the average response rate for Brazilian Society of Plastic Surgery (SBCP) questionnaires. The results were distributed in five tables by area of interest.
Conclusion: In this study, the most common practices included the use of microtexture round implants and polyurethane-coated silicone as the primary procedure, a subglandular pocket, inframammary incisions, preoperative sizing with round implant samples, intravenous and oral antibiotics, double irrigation antibiotics, an implant size that was generally less than 325 cc, and without drainage. There is no consensus on breast lip balancing and the management of capsular contracture and double bubble deformity.

Keywords: Mammoplasty; Breast; Capsular contracture in implants; Breast implants; Break

 

RESUMO

Introdução: A última pesquisa da Sociedade Internacional de Cirurgia Estética (ISAPS) mostrou que 2.524.115 cirurgias plásticas foram realizadas no Brasil em 2017. O aumento de mama tem sido um dos procedimentos plásticos mais comumente realizados no Brasil, totalizando mais de 200.000 cirurgias no ano de 2016. O objetivo é avaliar as práticas e tendências atuais em aumento de mama no Brasil.
Métodos: Um questionário de 31 itens foi construído e enviado para 6.200 membros ativos da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). A pesquisa abordou algumas tendências atuais e práticas controversas considerando cinco áreas: controvérsias atuais, novas tecnologias, implantes mamários, considerações técnicas em procedimentos secundários e aspectos demográficos. O questionário foi desenhado para delinear o perfil das práticas, procedimentos e crenças entre os cirurgiões plásticos sobre o uso dos implantes mamários no Brasil.
Resultados: Foram coletadas 505 respostas, representando uma taxa de resposta em torno de 10%, bem acima da taxa média de resposta de um questionário da SBCP. Os resultados foram distribuídos em 5 tabelas de acordo com as áreas de interesse.
Conclusão: Nesta pesquisa, as práticas mais comuns incluíram o uso de implantes redondos de microtextura e silicone revestido com poliuretano no procedimento primário, poket subglandular, incisões inframamárias, dimensionamento pré-operatório com amostras de implante redondas, antibióticos intravenosos e orais, irrigação com duplo antibiótico, implante faixa de tamanho geralmente menos 325cc e sem drenagem. Não há consenso sobre a lipotransferência mamária e o manejo da contratura capsular e da deformidade da bolha dupla.

Palavras-chave: Mamoplastia; Mama; Contratura capsular em implantes; Implante mamário; Ruptura

 

Submuscular implant in double pocket for augmentation mastopexy

LEANDRO DEBS PROCÓPIO; DANILO DEBS PROCÓPIO SILVA; RODRIGO ROSIQUE
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(2):187-195 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: The use of implants is steadily increasing. Reports have been published of implants in the subglandular, subfascial, total, and partial submuscular positions each with its indications, limitations, and complications.
Methods: This study presents a technique to cover the implant and support it using two muscle flaps. Between November 2009 and April 2012, 80 patients who submitted to inclusion of implants in the submuscular position in double pocket were analyzed, regardless of the access route, the degree of flaccidity, and ptosis.
Results: The versatility of this maneuver allows it to be used in a wide variety of breasts, from breast augmentation without flaccidity to mastopexy with implant, and may be carried out via the periareolar, inframammary, or open access routes. It was used in primary and secondary surgeries, with or without the use of breast tissue flap and removal of skin.
Conclusions: The coverage of the implant with the pectoral muscle by the double pocket technique displayed excellent results, with a low rate of complications and reinterventions. This technique is being studied in a larger sample with a longer follow-up to confirm the results obtained so far.

Keywords: Breast implant; Modalities of position; Muscle contraction; Reconstructive surgical procedures; Capsular contracture in implants

 

RESUMO

Introdução: A utilização de implantes mamários vem aumentando. O posicionamento do implante na literatura é relatado como subglandular, subfascial, submuscular total e parcial, cada qual com suas indicações, limitações e complicações.
Métodos: Este trabalho mostra uma manobra para cobertura do implante e sua sustentação utilizando dois retalhos musculares. Entre novembro de 2009 e abril de 2012, foram analisados 80 casos de pacientes submetidas à inclusão de implantes em posição submuscular em duplo bolso, independentemente da via de acesso, do grau de flacidez e ptose.
Resultados: A versatilidade desta manobra permite que seja utilizada em uma ampla variedade de mamas, desde aumento sem flacidez a mamopexia com implante, podendo ser realizada por via periareolar, inframamária ou aberta. Foi utilizada em cirurgias primárias e secundárias, com ou sem uso de retalho de tecido mamário e retirada de pele.
Conclusões: A cobertura do implante com o músculo peitoral pela técnica de duplo bolso demonstrou ótimos resultados, com baixo índice de complicações e reintervenções. Esta técnica está sendo utilizada em uma maior casuística e um seguimento mais longo tem sido feito para confirmar os resultados obtidos até o momento.

Palavras-chave: Implante mamário; Modalidades de posição; Contração muscular; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Contratura capsular em implantes

 

Secondary mammaplasty with monobloc resection and implant repositioning in the partial retropectoral pocket

Vinicius Julio Camargo
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(3):315-323 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Breast augmentation with silicone implants is one of the most common plastic surgery procedures. The objective of this study was to evaluate patients with previous silicone implantations undergoing secondary mammaplasty, presenting an alternative approach with en block resection of breast tissue, fibrous capsule, and silicone implant, followed by implant repositioning in the partial retropectoral pocket.
Methods: This study included 24 cases of secondary mammaplasty with implant repositioning. It presents the indications for surgery and details the surgical approach for easier procedures and more satisfactory results.
Results: All the included cases presented breast changes on physical examination, such as breast ptosis, capsular contracture, improper implant position, and breast asymmetry. In the studied cases, the use of polyurethane-coated implants and their complete adherence to the fibrous capsule resulted in a more practical resection even with varying degrees of capsular contracture. Fibrous capsules of textured implants were thinner, and implant instability due to the presence of residual seroma or pockets bigger than necessary resulted in more difficult resection.
Conclusion: Secondary mammaplasty with en bloc resection, along with implant replacement and repositioning in the partial retropectoral pocket with sutures involving muscle and breast tissue is an alternative to optimize the procedure, providing greater muscle stability until complete healing and new fibrous capsule formation.

Keywords: Breast; Breast implant; Mammaplasty; Pectoral muscles; Capsular contracture in implants

 

RESUMO

Introdução: As cirurgias de aumento de mamas com implantes de silicone estão entre os procedimentos de cirurgia plástica mais realizados. O objetivo desse estudo é avaliar os casos de pacientes com prótese de silicone, submetidas à mamoplastia secundária, apresentando uma alternativa de abordagem com ressecção em monobloco do tecido mamário, cápsula fibrosa e prótese de silicone; e o neoposicionamento do implante em loja retromuscular peitoral parcial.
Métodos: Foram analisados 24 casos de mamoplastia secundária com neoposicionamento da prótese, apresentando os motivos da indicação da cirurgia e o detalhamento da abordagem cirúrgica para maior facilidade na execução do procedimento e a obtenção de resultados mais satisfatórios.
Resultados: Todos os casos operados apresentavam alterações no exame físico das mamas, como: ptose mamária contratura capsular, posicionamento inadequado dos implantes e assimetrias mamárias. Nos casos estudados, as próteses com revestimento de poliuretano e sua completa adesão à cápsula fibrosa permitiram a ressecção mais prática, mesmo com variáveis graus de contratura capsular. As cápsulas fibrosas que envolviam implantes texturizados tinham características mais finas e a instabilidade das próteses, pela presença de seroma residual ou pelo excessivo tamanho da loja da prótese, desencadearam maior dificuldade na ressecção.
Conclusão: A realização de mamoplastia secundária com troca de prótese, empregando a ressecção em monobloco e neoposicionamento do implante no espaço retromuscular peitoral parcial com suturas do músculo ao tecido mamário, oferece uma alternativa para otimizar o procedimento, maior estabilidade do músculo até completa cicatrização e a formação de nova cápsula fibrosa.

Palavras-chave: Mama; Implante mamário; Mamoplastia; Músculos peitorais; Contratura capsular em implantes

 

Capsulectomy without Capsulotomy for Treating Capsule Contractures

Jose Marcos Meiega, Alexandre Barreto do Amaral; Kléber Nobre da Cunha, Henrique Lopes Arantes, Mateus da Costa Kawasak
Rev. Bras. Cir. Plást. 2001;16(2):37-48 - Articles

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

The increase in the utilization of silicone breast implants for reconstruction and cosmetic purposes, has led to a great deal of discussion as to the possible complications resulting from their presence in the body. Some ofthe problems are related to the fibrous capsule (capsule contracture) and/or to the patient's immunologic response. The authors propose the utilization of an easily approachable technique for changing or removing breast implants, by removing-the capsule and implant in one piece, the so-called "capsulectomy without capsulotomy." The objective of the study is to describe the procedure in detail, showing its advantages and risks and correlate data with the pertinent literature.

Keywords: Breast implants; capsulectomy; augmentation mammaplasty; capsule contractures

 

RESUMO

Com o crescente aumento do uso de implantes mamarios de silicone para fins estéticos e reparadores, muito se tem discutido a respeito das possíveis complicações resultantes da sua presença no organismo, sendo que alguns desses problemas encontram-se relacionados à capsula fibrosa (contratura capsular) e/ou à resposta imunológica do paciente. Os autores propiõem o emprego de uma abordagem de fácil execução técnica nas situações de troca ou retirada de próteses mamárias, removendo cápsula e implante em monobloco, a chamada "capsulectomia sem capsulotomia". 0 objetivo do estudo é detalhar o procedimento, evidenciar suas vantagens e riscos e correlacionar os dados com a literatura pertinente.

Palavras-chave: Implantes mamários; capsulectomia; mamoplastia de aumento; contratura capsular.

 

Intramuscular plane for breast augmentation with a silicone implant

Francisco Carlos Camillo
Rev. Bras. Cir. Plást. 2022;37(1):45-52 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Breast augmentation is a frequent aesthetic procedure in plastic surgery; the ideal plane has not yet been found. Each pocket has its indication, its advantages, and disadvantages. The intramuscular pocket technique was initially described for use in buttock augmentation surgeries with silicone implants, and later its safety was reinforced with the use of the XYZ method. This study aims to present the use of the intramuscular technique in breast augmentation with a silicone implant.
Methods: This study describes the intramuscular pocket technique in breast augmentation with a silicone implant used in 50 female patients.
Results: The intramuscular technique provides a good definition of aesthetic contour in the medial quadrants of the breasts. We had a case of seroma in the postoperative period caused by a technical error in separating the fascicles.
Conclusion: The technique is safe and has a low incidence of complications.

Keywords: Breast implant; Mammoplasty; Seroma; Implant capsular contracture Surgical flaps.

 

RESUMO

Introdução: O aumento mamário é um procedimento estético frequente na cirurgia plástica, o plano ideal ainda não foi encontrado. Cada loja tem sua indicação, suas vantagens e desvantagens. A técnica da loja intramuscular foi inicialmente descrita para uso em cirurgias de aumento dos glúteos com implantes de silicone, e mais tarde sua segurança foi reforçada com a utilização do método XYZ. O estudo tem a finalidade de apresentar a utilização da técnica intramuscular na mamoplastia de aumento com implante de silicone.
Métodos: Este estudo descreve em detalhes a técnica da loja intramuscular na mamoplastia de aumento com implante de silicone, utilizada em 50 pacientes do sexo feminino.
Resultados: A técnica intramuscular propicia uma boa definição de contorno estético nos quadrantes mediais das mamas. Tivemos um caso de seroma no pós-operatório, causado por erro técnico na separação dos fascículos.
Conclusão: A técnica é segura e apresenta baixa incidência de complicações.

Palavras-chave: Implante mamário; Mamoplastia; Seroma; Contratura capsular em implantes; Retalhos cirúrgicos

 

Effect of antileukotriene treatment on capsular contracture: an experimental study

Cristina Pires Camargo; Heloisa Andrade Carvalho; Marcia Saldanha Kubrusly; Sofia Amaral Medeiros; Julio Morais Besteiro; Rolf Gemperli
Rev. Bras. Cir. Plást. 2021;36(3):281-286 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: 40% of patients undergoing radiotherapy after breast reconstruction by silicone prosthesis implant may develop prosthesis encapsulation. Several strategies have already been tested to prevent capsule contracture with unsatisfactory results. This study analyzed the effect of topical antileukotriene (AL) on capsular contracture formation in rats with silicone implants associated with irradiation.
Methods: Silicone blocks were implanted in the dorsal region in 20 female rats Wistar with weights ranging from 200-250g. The animals were divided into two groups: control (injection of 0.9% saline solution into the tissue around the implant) and intervention group (injection of 10mg of AL into the tissue around the implant). Immediately after surgery, the animals were irradiated with a single dose of 10Gy. After two months, we collected capsule samples for histological analysis and gene expression analysis of the following biomarkers: iNOS, VEGF-a and MMP-9.
Results: Vascular density was lower in the AL group when compared to the control group (55.4±30.0 vs. 81.8±26.7, p=0.05, respectively). Similarly, VEGF-a had the same behavior (control group - 0.34±0.1 vs. group Al - 0.02±0.001, p=0.04).
Conclusion: This study suggested that treatment with AL decreases angiogenesis in animals submitted to silicone implants and underwent radiotherapy.

Keywords: Radiotherapy; Mouse; Capsular contracture in implant; Vascular endothelium growth factor A; Matrix metalloproteinases inhibitors.

 

RESUMO

Introdução: 40% dos pacientes submetidos à radioterapia após reconstrução de mama por implante de prótese de silicone podem desenvolver encapsulamento da prótese. Diversas estratégias já foram testadas para prevenir a contratura da cápsula com resultados insatisfatórios. Este estudo analisou o efeito do antileucotrieno (AL) tópico na formação de contratura capsular em ratos com implantes de silicone associados à irradiação.
Métodos: Foram implantados blocos de silicone na região dorsal em 20 ratas fêmeas, espécie Wistar com peso variando de 200-250g. Os animais foram divididos em dois grupos: controle (injeção de solução fisiológica 0,9% no tecido ao redor do implante) e grupo intervenção (injeção de 10mg de AL no tecido ao redor do implante). Imediatamente após a cirurgia os animais foram irradiados com dose única de 10Gy. Após dois meses, coletamos amostras de cápsulas para análise histológica e análise da expressão gênica dos seguintes biomarcadores: iNOS, VEGF-a e MMP-9.
Resultados: A densidade vascular foi menor no grupo AL quando comparado ao grupo controle (55,4±30,0 vs. 81,8±26,7, p=0,05, respectivamente). Da mesma forma, o VEGF-a teve o mesmo comportamento (grupo controle - 0,34±0,1 vs. grupo Al - 0,02±0,001, p=0,04).
Conclusão: Este estudo sugeriu que o tratamento com AL diminui a angiogênese em animais submetidos a implantes de silicone e submetidos à radioterapia

Palavras-chave: Radioterapia; Rato; Contratura capsular em implante; Fator A de crescimento do endotélio vascular; Inibidores de metaloproteinases de matriz

 

A report on complications of breast implantation: evaluation of 546 cases in 8 years

Raquel Eckert Montandon
Rev. Bras. Cir. Plást. 2014;29(3):352-360 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: Breast augmentation implant surgery is one of the most frequently performed plastic surgery procedures; however, it can be challenging because of its associated complications. METHOD: We conducted a retrospective study of 546 patients operated on in eight years (May 2004 to May 2012). These patients underwent breast augmentation, alone or in association with mastopexy or breast reduction. RESULTS: In this study, 84.8% textured and 15.2% polyurethane prostheses, with 91.7% deployed in the subglandular plane and 8.24% in the submuscular plane, were used. We investigated the occurrence of contracture (3.3%), seroma (2.7%), ptosis (2.7%), and infection (0.6%). Most contractures occurred 5 years after surgery and only in textured prostheses, which had a longer follow-up (4.2 years for textured implants vs. 1.7 years for polyurethane implants). There was a higher frequency of ptosis in textured implants and of infection in polyurethane implants. Only patients with textured prostheses showed contractures in the observed period. Concerning the deployment plane, seroma was more frequently observed in submuscular implants. More complex procedures showed a higher rate of complications. Polyurethane implants were associated with increased infection rates, whereas textured implants resulted in ptosis and seroma; however, there were no differences in contracture rates. All cases of infection occurred in patients who received reduction mammoplasty with polyurethane prostheses and were caused by common germs, with no cases of mycobacterial infection. CONCLUSIONS: Contractures and ptosis uniquely occurred in textured prostheses in the shortest follow-up time. Infection occurred only in polyurethane prostheses. Mastopexies and reduction mammoplasties showed a progressively higher rate of complications.

Keywords: Breast implant; Polyurethanes; Capsular contracture of implants; Seroma.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: O implante de próteses mamárias é uma das cirurgias mais frequentes e desafiadoras da cirurgia plástica, devido às complicações associadas. MÉTODO: Foi realizado um estudo retrospectivo de 546 pacientes operadas em oito anos (maio de 2004 a maio de 2012), sendo estudadas todas as pacientes submetidas à inclusão de próteses mamárias, isoladamente ou associadas à mastopexia ou mamoplastia redutora. RESULTADOS: Foram utilizadas próteses texturizadas em 84,8% e poliuretano, em 15,2%, com plano de implantação subglandular em 91,7% e submuscular, em 8,24%. Foram estudados: contratura (3,3%), seroma (2,7%), ptose (2,7%) e infecção (0,6%). A maioria das contraturas surgiu cinco anos após a cirurgia e apenas nas próteses texturizadas, que tiveram tempo de seguimento maior (4,2 anos, nas próteses texturizadas versus 1,7 ano nas de poliuretano). Houve maior frequencia de ptose nas texturizadas e de infecção, nas de poliuretano. Somente apresentaram contraturas pacientes com próteses texturizadas no período observado. Comparando-se o plano de implantação, o seroma foi mais frequente nas submusculares. Considerando-se a complexidade do procedimento, houve aumento do índice de complicações: nas implantadas com poliuretano, aumentou o índice de infecção; nas texturizadas, de ptose e seroma, mas não houve diferenças quanto à contratura. Todos os casos de infecção ocorreram em mamoplastias redutoras com próteses de poliuretano e foram causados por germes comuns, sem casos de micobactérias. CONCLUSÕES: Contraturas e ptose foram exclusivas em próteses texturizadas, no tempo de seguimento mais curto. Infecção apenas ocorreu em próteses de poliuretano. As mastopexias e mamoplastias redutoras apresentaram um índice progressivamente mais alto de complicações.

Palavras-chave: Implante mamário; Poliuretanos; Contratura capsular de implantes; Seroma.

 

Prevention and treatment of capsular contracture after mammary prosthesis implantation

Marco Aurélio Guidugli dos Santos, Ricardo Frota Boggio, Adolfo Ribeiro Carlucci, Elisa Motoka, Aulus de Mendonça Albano
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(2):304-308 - Original Article

PDF Portuguese

ABSTRACT

Introduction: Capsular contracture is defined as a spherical scar with contraction of the capsule involving the prosthesis. The proposal suggested by this study is to elaborate a protocol to treat and prevent capsular contracture. Methods: Nine patients were evaluated, who developed capsular contracture. Three patients were graded as Baker II, five as Baker III and one as Baker IV. The Baker II patients were clinically treated associating micro electro neuro stimulation (MENS), ultrasound (US) and manual lymphatic drainage (MLD). The Baker III and IV patients had the breast implant replaced, repositioning the implant in submuscular plane, associating the clinical treatment (MENS/US/MLD) and zafirlukaste 20mg oral intake twice daily for a period of 90 days. Results: There was complete resolution of the contracture, returning to Baker grade I in 8 patients (89%). There was reduction on Baker grade from III to II in one patient, even after breast implant replacement. Clinically, none patient presented side effects. Conclusion: The association of MENS/US/MLD demonstrated an important tool for the management of grade II contractures. The association of breast implant replacement and repositioning in submuscular plane, associated to the clinical treatment (MENS/US/MLD) and zafirlukaste demonstrated good results in capsular contracture resolution. These results encouraged us to use the MENS/US/MLD to prevent capsular contracture in all breast implant patients.

Keywords: Mammaplasty. Capsular contracture. Utrasound. Manual hand drainage.

 

RESUMO

Introdução: A contratura capsular é definida como uma cicatrização esférica com contração da cápsula que envolve a prótese mamária. A proposta desse trabalho foi elaborar um protocolo para prevenção e tratamento da contratura capsular. Método: Foram avaliadas 9 pacientes que desenvolveram contratura capsular, 3 foram classificadas como Baker II, 5 como Baker III e 1 como Baker IV. As pacientes com contratura capsular Baker II foram tratadas clinicamente, associando-se microcorrente (MENS), ultrassom (US) e drenagem linfática manual (DLM). Nos casos de contratura grau III e IV de Baker, substituiu-se a prótese mamária, reposicionando-a em plano submuscular, associando-se tratamento clínico (MENS/US/DLM) e zafirlucaste 20 mg, via oral, de 12/12 horas, por 90 dias. Resultados: Oito (89%) pacientes tiveram resolução completa da contratura, retornando a Baker I e uma (11%) apresentou redução da contratura de Baker III para Baker II, mesmo após substituição da prótese mamária. Clinicamente, nenhuma paciente apresentou efeitos colaterais. Conclusão: A associação MENS/US/DLM mostrou-se como uma importante ferramenta no tratamento das contraturas Baker II. Nos casos de contratura Baker III e IV, a associação MENS/US/DLM, reposicionamento da prótese no plano submuscular e utilização do zafirlucaste demonstrou bons resultados na resolução das contraturas. Os resultados obtidos encorajaram-nos a utilizar a associação MENS/US/DLM de maneira preventiva em todas pacientes submetidas ao implante de prótese de silicone.

Palavras-chave: Mamoplastia. Contratura capsular. Ultra-som. Drenagem linfática manual.

 

Breast discomfort after augmentation mammoplasty: a case report

Giancarlo Cervo Rechia; Verônica Hamann Aita
Rev. Bras. Cir. Plást. 2021;36(3):334-338 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Mammoplasty with prostheses is one of the most performed plastic surgeries in the world. However, the healing process around the implant and the presence of a biofilm can lead to the development of pathologies such as capsular contracture and seroma. These pathologies seem to be physiologically related to the development of lymphoma associated with breast implants (BIA-ALCL), which is also a differential diagnosis. The purpose of this study is to report the case of a patient with breast discomfort who, after two previous surgeries for seroma drainage and prosthesis replacement, presented breast discomfort and alteration in imaging of the left breast. She was, submitted to a capsulectomy in a block of the left breast and complete on the right, having her prostheses replaced. Bia-ALCL investigation tests were negative and pathological findings were suggestive of left capsular contracture and double capsule formation on the right. The study emphasizes the importance of differential diagnosis in mammary pathologies, long-term follow-up, and prophylaxis measures in biofilm formation.

Keywords: Seroma; Biofilms; Capsular contracture in implants; Large cell anaplastic lymphoma; Breast implants.

 

RESUMO

A mamoplastia com próteses é uma das cirurgias plásticas mais realizadas no mundo. O processo cicatricial ao redor do implante e a presença de um biofilme pode acarretar o desenvolvimento de patologias como contratura capsular e seroma. Essas patologias parecem estar relacionadas fisiopatologicamente com o desenvolvimento do linfoma associado aos implantes mamários (BIA-ALCL), sendo este também um diagnóstico diferencial. A proposta deste trabalho é relatar o caso de uma paciente com desconforto mamário, que após 2 cirurgias prévias para drenagem de seroma e troca de próteses, apresentava desconforto mamário e alteração em exames de imagens da mama esquerda. Sendo submetida a uma capsulectomia em bloco da mama esquerda e completa à direita, tendo suas próteses substituídas. Os exames para investigação de BIA-ALCL foram negativos e os achados patológicos foram sugestivos de contratura capsular à esquerda e formação de dupla cápsula à direita. O trabalho enfatiza a importância do diagnóstico diferencial em patologias mamárias, o acompanhamento a longo prazo e medidas de profilaxia na formação do biofilme.

Palavras-chave: Seroma; Biofilmes; Contratura capsular em implantes; Linfoma anaplásico de células grandes; Implantes de mama.

 

Treatment of contractures in retroglandular mammary augmentation using retropectoral implants and capsular flaps

José Aurino Cavalcanti Saraiva
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(4):608-611 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUÇÃO: Capsular contracture is one of the most common causes of surgical revision in the mammary augmentation procedure. This phenomenon can happen with any kind of implant, or layer of the pocket. The literature shows that there is an increased prevalence in the implant in the retro mammary position, and for this reason the majority of patients whom operate for treating contracture are in this situation. In these patients we observe a significant thinning of the gland and the subcutaneous tissue, then, we create a rectropectoralis pocket to insert the new implant making use of a capsular flap, to involve it completely. This allows larger implants house with great security, nice cosmetic results and high satisfaction.

Keywords: Implant Capsular Contracture. Mammaplasty. Breast Implants. Surgical Flaps.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: Este trabalho propõe, nos casos de contratura capsular em mamoplastias de aumento retroglandulares, a inclusão de novos implantes no plano retropeitoral, empregando retalhos de cápsula para sua fixação. MÉTODO: Foram avaliadas, retrospectivamente, 27 pacientes portadoras de contratura capsular tratadas desta forma entre maio de 2007 e junho de 2012. RESULTADOS: A técnica utilizada permitiu abrigar implantes maiores com bom aspecto de contorno mamário, assegurados pela cobertura muscular, estabilizada pelo retalho capsular. CONCLUSÕES: A técnica apresentada é um método seguro, reprodutível, tecnicamente simples, de resultados satisfatórios e baixa prevalência de intercorrências.

Palavras-chave: Contratura capsular em Implantes. Mamoplastia. Implantes de Mama. Retalhos Cirúrgicos.

 

Options for capsulotomy and capsulectomy in the treatment of capsular contracture: are there clinical treatment alternatives to surgery? A literature review

Kleiton Cardozo de Oliveira; Rui Manoel Rodrigues Pereira; Ivo Vieira Salgado; Eduardo Victor de Paula Baptista; Guilherme Campelo Arantes; Igor Chaves Luna
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(1):123-128 - Reviw Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: Capsular contracture is among the main complications of surgeries involving breast implants. The most commonly used classification to assess the degree of contracture is the Baker grading system, which divides contractures into grades I, II, III, and IV. Of these, grade III and IV contractures are considered significant. Although several causes have been postulated, the etiology of capsular contracture remains uncertain. Conventional treatment for contracture is based on a surgical approach, specifically capsulotomy or capsulectomy. These procedures, however, are not exempt from morbidity, and patients may develop complications such as dehiscence, hematoma, seroma, pneumothorax, asymmetry, and contracture recurrence. This study provides a review of alternatives to conventional surgery described in the literature. METHODS: We researched the PubMed and Cochrane Library databases using the following keywords: "capsular contracture", "capsular contracture treatment", and "capsular contracture breast treatment". We identified 991 articles from which we selected those discussing medication options for contracture treatment other than capsulectomy and capsulotomy. RESULTS: We identified several studies in which drugs, most commonly zafirlukast, were used to reduce capsular contracture. CONCLUSION: Among the various reported drugs, zafirlukast exhibited good efficacy and a low rate of complication. Triamcinolone also appears to be a good option, although professional assistance would be needed for drug administration via infiltration. The other drugs described would require further investigation.

Keywords: Contracture; Capsular; Drugs; Treatment.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: A contratura capsular é uma das principais complicações em cirurgias envolvendo implantes mamários. A classificação mais usada para avaliar o grau de contratura é a de Baker, que a divide em graus I, II, III e IV, sendo as de grau III e IV consideradas significativas. Apesar de existirem diversas teorias, a etiologia da contratura capsular permanece incerta. O tratamento convencional para os casos de contratura é a abordagem cirúrgica com realização de capsulotomia ou capsulectomia. Estes procedimentos, no entanto, não estão isentos de morbidades, com complicações como deiscências, hematomas, seromas, pneumotórax, assimetrias e recidiva da contratura. Este estudo faz uma revisão sobre as alternativas ao tratamento cirúrgico convencional, descritas na literatura. MÉTODOS: Foi realizada pesquisa nas bibliotecas da Pubmed e da Cochrane, utilizando-se os termos: 'capsular contracture', 'capsular contracture treatment' e 'capsular contracture breast treatment'. Foram identificados 991 artigos e selecionados os que discutiam opções medicamentosas para o tratamento de contratura, diferentes de capsulectomia e capsulotomia. RESULTADOS: Foram encontrados vårios estudos utilizando drogas com o fim de reduzir a contratura capsular, das quais o Zafirlucaste é apresentado em maior número de trabalhos. CONCLUSÃO: Dentre as várias drogas utilizadas, o Zafirlucaste apresentou boa eficácia, com baixos índices de complicação; a Triancinolona parece ser também uma boa opção, no entanto precisa de profissional habilitado para realizar as infiltrações. As demais drogas necessitam de maiores estudos.

Palavras-chave: Contratura; Capsular; Drogas; Tratamento.

 

Reoperações após mamoplastias redutoras e mastopexias associadas a implantes de silicone

LAURO JOSÉ VICTOR AVELLAN NEVES
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(Suppl.2):79-82 - Supplement Symposium Miner of Intercurrences 12th SYMPOSIUM - 2018

PDF Portuguese

RESUMO

Introdução: A mamoplastia redutora e a mastopexia associadas à colocação de implantes de silicone ganhou muito popularidade na última década. A expectativa das pacientes com o resultado destas operações é muito alta, este fator aliado a um maior índice de complicações leva a uma incidência alta de reoperações.
Método: Revisão de prontuários, entre outubro de 2016 e janeiro de 2018, de pacientes insatisfeitas com o resultado de uma mastopexia ou mamoplastia redutora associadas a implantes de silicone.
Resultados: Foram incluídos prontuários de 14 pacientes. A posição dos implantes foi subglandular em 12 casos e submuscular em 2 casos. O principal motivo de insatisfação, responsável por 78,5% das queixas, foi a perda de projeção do polo superior com abaulamento do polo inferior. A reoperação não foi indicada em 5 pacientes. Em 9 casos a reoperação foi indicada pelo autor. Destes, 5 pacientes foram reencaminhadas para o cirurgião que realizou a cirurgia primária e não retornaram ao consultório, e 4 pacientes foram reoperadas pelo autor.
Conclusão: O índice elevado de complicações e a alta exigência das pacientes com o resultado faz com que muitas pacientes fiquem insatisfeitas com o resultado e sejam candidatas a reoperação. A maior queixa é a perda de projeção no polo superior e o abaulamento do polo inferior, porém, cerca de um terço das pacientes insatisfeitas possuem resultados acima do padrão esperado. O cirurgião plástico deve orientar suas pacientes sobre os riscos das mamoplastias redutoras e mastopexias associadas aos implantes de silicone e sobre os resultados.

Palavras-chave: Mamoplastia; Implantes de mama; Contratura capsular em implantes; Cirurgia plástica; Reoperação

 

Indexers

Licença Creative Commons All scientific articles published at www.rbcp.org.br are licensed under a Creative Commons license